Home Sobre o Blog Quem somos Contato Midia Kit Categorias


dicas-2 category image opiniao-2 category image
20 de junho de 2016

Já tem um tempo que venho sentindo um desgaste e até porque não dizer, “nojinho” de boa parte das redes sociais.

“Mas como assim Maiara, tu tens um blog e enjoou da internet?! Comassiimmm?!”

Não é que eu tenha enjoado da Internet (nunca! eu amo esse mundão virtual de meudeus hahahaha), mas me sinto saturada de super exposição de tudo, todos a qualquer instante. E percebi que não estou só nesse sentimento! Conversando com amigos e conhecidos, descobri que tem mais pessoas cometendo “pequenos suicídios virtuais”. Trocando em miúdos: deletando conta de instagram, snapchat, facebook, whatsapp eternamente no silencioso e/ou saindo dos 1029391628376 grupos (tenho certeza que você também já quis fazer #aloka e sair de vários deles sem nem dizer tchau!).

Fui perguntar os motivos e eles foram diversos. Muita gente se desgastou demais com amigos, conhecidos e familiares nos últimos meses por conta das opiniões e divergências políticas, outros cansaram das enxurradas de fotos documentando cada instante da vida alheia, uma selfie atrás de outra, avalanche de propagandas, links e mais links de notícias (e quando você pára pra ver, sua barra de rolagem já nem existe mais!), a cada momento algo novo pra ver, ler e comentar.

GoOn

 

Até uns 15 anos atrás o mundo da internet era uma mina de ouro. As informações estavam lá mas você precisava “cavar”, passar horas “catando” os melhores links pra baixar músicas, descobrir na base da tentativa e erro quais os melhores fóruns sobre determinado assunto, o Google ainda não te entregava à distância de um clique milhares de links disponíveis sobre a mesma coisa. Era ralado conseguir informações (e verídicas) sobre qualquer coisa. O máximo de interação com outros ~internautas~ (noooossa, revelando os termos virtuais pré históricos! E de quebra, minha idade) era por meio do ICQ (sdds barulhinhos irritantes), mIRC (sdds “oi, quer tc?” “espera só mais 20 minutos, tá carregando a foto”, chat do UOL (meu deus…o horror hahahahaha), fóruns e blogs (olhem que incrível, se fazia amizades comentando loucamente nos blogs Brasil/mundo afora!).

Não havia celular com câmera, mas quando as câmeras digitais começaram a se popularizar, logo uma rede social virou mania, já dando a dica de que gostamos mesmo de exibir nosso cotidiano pra geral: Fotolog! Quem nunca postou aquela foto estourada de flash com texto de música mais uma frase de indiretinha pra quem quer que seja? Depois veio o Youtube, Orkut, Facebook e o resto é história, ficamos cada vez mais viciados em acompanhar a vida dos outros e receber informações (relevantes ou não) a cada minuto do dia. Há estudos apontando que 93% do tempo conectado é gasto no Facebook. E no Brasil a média de tempo conectado passa de 27 horas por mês, a maior média da América latina (nada pra se orgulhar, galere).

A questão é que chega uma hora que você tá exausto, mau humorado, “de bode” de interagir online e nem sabe direito porque. Amigo(a), você só está cansado também, saturado de tanta notificação. Geralmente o primeiro ímpeto é o do “já chega, vou deletar todas as contas e sumir!”

tumblr_m82johBhQv1rycz0wo1_500

Mas isto não funciona tão bem em um mundo onde a internet é essencial, principalmente para assuntos acadêmicos e/ou profissionais, além das relações pessoais. Se você resolver cometer “suicídio virtual”, é capaz que retorne dentro de alguns meses, mesmo que a contragosto, por necessidade. Então como que faz esse tal detox?! Tenho algumas dicas, de coisas que passei a fazer e outras que li/ouvi sobre os processos de detox alheios.

  1. Silencie todos os grupos por um ano – Essa não é irreversível caso você se arrependa ou precise estar atento a algo de trabalho, por exemplo. Então vai lá e silencia sem dó! Tenha disciplina e só leia quando estiver em tempo livre e o que você considerar relevante.
  2. Substitua o feed do Facebook por mensagens motivacionais e lembretes com o Feed eradicator  – ok, essa pode ser bem radical, mas funciona pra quem abre a rede social “só pra ver as notícias” e 3 horas depois ainda tá olhando o feed (você ainda pode ver as notificações, páginas, tudo normal, mas terá que buscar sobre o assunto ou pessoa que lhe interesse). Faça isso e veja como seu tempo vai render e você terá mais assuntos quando vir seus amigos pessoalmente!
  3. Desative o chat do Facebook – Isso não impede que falem com você ou que você converse com os outros, você apenas não aparecerá mais disponível sempre que fizer login, de forma que só as pessoas que realmente queiram/precisem falar com você irão mandar mensagem. Fim da conversa fiada!
  4. Veja seu Instagram/Snapchat só e somente em horário ~realmente~ livre – sim, eu sei que são redes sociais feitas para acompanhar em ”tempo real”, mas justamente por isso elas roubam um tempo precioso do seu dia. Você vai lá ver “só uma fotinha” e acaba passando horas e horas curtindo fotos, adicionando mais perfis interessantes e lá se foi o dia (por isso mesmo eu deixei de usar o Tumblr, apesar de amar muito! Eu não fazia mais nada além de curtir e dar reblog).

No fim das contas é tudo questão de disciplina, organização e bom senso sobre o quê você vai consumir de informação, quem você vai adicionar (se no seu feed não há nada que preste, não é culpa do Mark) e que momento do seu dia é interessante/útil se manter conectado. Conseguindo por isso em prática minimante, se dê um belo parabéns por ter seu tempo de volta! 😀

PS: não fiquem chateados por eu interagir pouco em redes sociais, não dei block e nem unfollow em ninguém, só estou aproveitando melhor a vida offline <3

assinatura mai



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/detox-virtual/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




opiniao-2 category image
4 de janeiro de 2016

Quem cresce cercado de amor e auto-estima cria cedo a ideia de que “não há ninguém igual a você no mundo” e isso te torna “especial”. Mas morando em um planeta com 7 bilhões de habitantes, logo você descobre que não é exclusivo em nada. Ninguém é IGUAL a você, mas você nunca será diferente sozinho. O meme da virada veio nos lembrar isso de forma debochada e descontraída, por isso os posts ironizando aquela pessoa que se acha #diferentona viralizaram e adoramos!

1a

Sempre tem aquela galera do contra que faz questão de mostrar o quão avessa às tradições populares é, né? Se é costume a galera passar a virada de branco e você ignora isso ou debocha de quem escolhe a cor da roupa com um certo simbolismo… PARABÉNS! Tome aqui sua faixa de diferentona/diferentão!

2a

Como a internet não perdoa, até declarações otimistas e outras quase ingênuas caíram na malha fina desse meme, só pra reforçar o conceito de que “você não é exclusivo”!

Mas nada melhor que ver a galera que se sente superior por ter habilidade X ou gosto Y ser zoada, né? Ouve música erudita e lê clássicos da literatura cult? Legal! Se acha a última bolacha do pacote por isso? Nos poupe!!

3a
Quem se apropria de coisas que são senso comum ou corriqueiras também foi lembrado nesse meme!

senso comum
A galera que se acha vanguardista no whatsapp e aquele povo perdido desesperado que o usa teve sua vez.

4a

Bora deixar em 2015 essa mania de se fazer ou se proclamar trouxa. Se você se acha troxa, deve ser mesmo mas PARE! Apenas PARE! E também não adianta pagar de santa do pau oco na internet, que isso não te fará superior a ninguém.

otariano

O meme já tá saindo do controle e algumas pessoas pegaram na carona no lance do ”só você” para fazer piadas fora do formato padrão inicial, que não deixam de ser engraçadas. Vou deixar aqui embaixo uns “bônus”.

bonus

Esse post foi até curto e tenho certeza que muita gente já viu alguns dos exemplos usados nele circulando pelo facebook e twitter, principalmente. Mas, como todo meme, tem prazo de validade e logo logo aparecerá a galera #diferentona avisando que já perdeu a graça, então: aproveitem pra procurar mais coisas pela hashtag e divirtam-se!

nao aguento mais

Curtiu o post? SÓ VOCÊ não nos segue ainda, diferentona!
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram
assinaturas 2015-03



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/diferentona/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




Tem uma citação que diz “A carência é o mal do século” e ela tem se mostrado muito verdadeira. Se já é difícil computar o número de pessoas carentes socialmente no mundo, imagine o de pessoas carentes afetiva e mentalmente. Arrisco dizer que é bem maior! Muita gente tem a ideia errada de que carência é coisa de gente sozinha, deprê, “que ninguém quer”. Mas se pensar bem, há grandes chances de quem acha isso SER também alguém carente (e é por isso que muita gente não gosta de pensar muito, né? “a ignorância é uma benção” hahaha).

bar-1024x512

Em um mundo onde existem aplicativos para filtrar pessoas que te interessem (alô, Tinder), pessoas que estão por perto (Happn) ou até mesmo quem esteja na mesma vibe atrás de algo 100% casual e sem mágoas (Grindr), estar sozinho é relativo; em uma dinâmica onde mesas de bar e festas transformam desconhecidos em melhores amigos até a próxima rodada e convite para sair via whatsapp, não ter companhia é relativo; e em tempos de declarações públicas em redes sociais e fotos de casais sempre felizes (mesmo que estejam passando por uma crise), estar bem acompanhado também é relativo.

img42

O fato é que nunca estivemos tão conectados e tão disponíveis mas, em se tratando de AFETO, a maioria de nós tem vivido em modo economia de energia. A gente se dá muito pouco mas a gente precisa de MUITO. Todo mundo. Por isso a conta não fecha! A carência que faz uma pessoa procurar alguém minimamente interessante para conversar e massagear seu ego no Tinder, ou alguém procurar uma conexão com alguém legal que acabou de conhecer num bar (do tipo “você me entende!”) é a mesma que faz alguém que está num relacionamento ruim se manter nele. Ninguém consegue ficar completamente sozinho, precisamos dos outros sim! E por isso buscamos nos relacionar de diversas formas. Mas parece que estamos fazendo isso errado e todos saímos perdendo!

Você nem sabe, mas seu amigo de bar tá mal e precisa desabafar mas não fará isso porque o preço para ter sua companhia é SER uma boa companhia, né? Ele não vai te contar os problemas dele e sair aliviado e você não vai oferecer bons conselhos e se sentir bem por isso. Você não notou mas sua namorada perdeu o brilho nos olhos e tá se sentindo meio rejeitada, só que se ela falar isso vai estragar o programa da noite e quebrar o clima, né? Quem sabe amanhã você note e faça algo a respeito! Enquanto isso ela ficará ali esperando porque é mais seguro ter pra quem voltar no fim do dia. Ficar sozinha deve ser horrível! Igual a fulana que vive de encontro em encontro e parece meio perdida. Já pensou que bizarro ter companhia e se sentir sozinha, mesmo assim? Parece a história de alguém que você conhece… a de todos os três exemplos citados nesse parágrafo!!

A5(71)

O quão interessados nós realmente estamos nas pessoas com as quais nos relacionamos, interagimos, saímos ou conhecemos? Você tem se relacionado verdadeiramente com quem te faz companhia ou só tem batido ponto? Quando foi que ficamos tão egoístas e econômicos na hora de oferecer o afeto que todo mundo precisa desesperadamente mas ninguém está disposto a admitir ou oferecer? Quando foi que querer assistência virou capricho, mostrar que se importa ficou dispensável e se envolver mais (ou direito) virou crime? Eu não tenho resposta pra nada disso mas ficam aqui as perguntas pra te obrigar a pensar a respeito e rever suas posturas, assim como eu tô tentando fazer.

Vamos todos dar as mãos e simular um abraço coletivo porque tá sobrando conexão, mas estão faltando vínculos. Alguém arranja a senha desse wi-fi, urgente!

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram

assinaturas 2015-03



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/ninguem-ta-sozinho-mas-ninguem-ta-ok/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




O título é auto-explicativo, então chega de ironia e vamos ao que interessa! Vejam o que NÃO fazer:

1 – Marcar clientes em postagens no instagram ou facebook

e1

Se pra você parece uma boa ideia de divulgação do seu evento ou serviço ou empresa postar um banner e sair marcando todos os conhecidos, fique sabendo que pra quem é marcado quase sempre isso é um terror! Não seja inconveniente! Isso é quase tão chato quanto aqueles amigos que marcam os outros em fotos onde eles estão piscando, terríveis ou sem nenhuma dignidade! Apenas: não marque as pessoas!

2 – Virar o maníaco do whatsapp!

Não me mande nada a não ser que eu tenha mandado pra você!

Não me mande nada a não ser que eu tenha mandado pra você!

Mandar imagens de promoções, serviços e outras coisas de rotina da sua empresa para o whatsapp do cliente. Se o cliente lhe deu seu número para o cadastro no sistema da sua empresa ou você o adquiriu quando ele entrou em contato para saber do seu produto ou serviço, ele certamente não autorizou que você o usasse para enviar mensagens desse tipo semanalmente e lhe odeia eternamente sempre que o celular vibra e é você, de novo toda hora, avisando coisas que ele não quer saber! E mesmo que ele tenha autorizado corre um sério risco de ter sido por educação. “Quer receber nossas novidades por mensagem?!” “Ehm… tá…”.

3 – Ter redes sociais sem utilidade

menos

Menos “flor”, mais respostas!

Outra dica que funciona muito bem -pra odiarem sua empresa, claro- é criar redes sociais só porque “tem que ter, né?” e não administrá-las bem! Tem coisa mais insuportável que loja que posta produto no instagram e quando você vai perguntar o valor faz mistério e responde “manda seu whatsapp, flor…”. Não quero te dar meu whatsapp pois já caí nessa ali em cima e corre o risco de você ficar me perturbando com suas promoções e convites chatos! Só me diz o preço, não complica! Pior do que responder isso é NÃO responder nada. Se você não vai tirar as dúvidas dos clientes nem interagir com eles, melhor não ter rede social da empresa/loja/serviço.

novas assinaturas-01

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/dicas-como-odiarem-sua-empresa/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
4 comentários




Tudo que é bom merece bis! Por isso estou aqui para oferecer a vocês a sequência do post “Por que o twitter é a melhor rede social” (quem não viu o primeiro, já clica aí). Na verdade só tô fazendo esse post porque esqueci de incluir imagens que já estavam prontas pro primeiro e aí resolvi mostrar mais algumas razões que justificassem meu apreço por esta rede social (#sincera).

dramas

Pra quem não gosta de drama, gente postando frases reflexivas como indireta pelo fim do namoro ou reclamando de sua vida entediante no Facebook, o twitter é a solução! Lá você ri até dos dramas das pessoas. Porque são bons!

trabalho

Como eu disse: ninguém tá no twitter pra fazer média. E muito menos para virar o funcionário do mês. Certamente você se identificará com os relatos sobre trabalho, salário, fim de mês…

atualidades

Melhor lugar pra se atualizar sobre todas as novidades, notícias e mortes do mundo. Tudo chega primeiro no twitter! E tudo vira rapidamente piada por lá, tente acompanhar! #desafio

reflexões

Você pode estar pensando: ai, só tem leseira nessa rede social de desocupados! MAS EPAAAAAA! EPAAAA! Desocupados não!! Também temos nossos ~momentos~ reflexivos e filosóficos por lá.

imagens

E as vantagens não param por aí! Lá não tem risco de você se deparar com imagem de bandido ensaguentando, cachorros maltratados, acidentes horríveis, gente com piolho, etc. Se aparecer uma imagem ou link na sua timeline, com certeza vale a pena o clique. Renderá risos e não sustos!

trocadilhos

Para finalizar, esta é uma bela rede social para te abrir os olhos sobre a criatividade das pessoas. Você logo descobre que, assim como a zoeira, a criatividade não tem limites. Então aprecie sem moderação e desenvolva a sua, também!

Por essas e outras eu “vivo no twitter”. Mas se começarem a me seguir, eu chamo a polícia!! (brincadeira)
@mayananobre

novas assinaturas-nana



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/opiniao-pq-twitter-e-a-melhor-rede-social/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
1 comentário