Home Sobre o Blog Quem somos Contato Midia Kit Categorias


O post de hoje é de uma pequena lista dos Instagrams de ilustradores que eu acompanho com mais frequência pra me ajudar nos estudos de desenho e pintura em aquarela e espero que possa servir, ao menos de inspiração, pra vocês também 😀

# 5) Abby Diamond (@finchfight)

abby

Abby Diamond é uma ilustradora que usa nanquim com aquarela e costuma fazer ilustras de animais e objetos cotidianos, detalhando bastante e usando cores fortes.

# 4)  Emma Mitchell (@silverpebble2)

silverpebble2

Emma Mitchell é uma designer, naturalista e co-editora de uma revista de DIY chamada Mollie Makes. Os desenhos e aquarelas tem como temática as flores e demais plantas que ela colhe em locais que visita, vale a pena observar a delicadeza dos traços :)

 

# 3) Jessica Durrant (@jessillustrator)

jessica-durrant

A Jessica é uma ilustradora versátil, faz aquarelas voltadas principalmente para a indústria da moda, mas também faz belas pinturas de paisagens e alguns temas mais abstratos.

 

#2) Hieu (@kelogsloops)

kelogsloops

Hieu é um rapaz de apenas 21 anos muito talentoso e que faz pinturas de mulheres (maioria), lembrando muitas vezes um pouco do traço usado em mangás, mas com algum realismo. Ele também posta vídeos sobre aquarelas e pintura digital no canal Kelogsloops 😉

 

# 1) Agnes Cecile (@agnes_cecile)

agnes-cecile

A Agnes é a rainha do realismo em aquarela! Ela não costuma usar cores muito fortes nos seus quadros, mas nem por isso eles são menos expressivos. O trabalho dela é uma senhora inspiração e motivação constante pra estudar mais <3

Tem vários outros artistas mega talentosos com pintura em aquarela, em pintura digital, lápis de cor, mas acho que aí podem ser novas listas de inspiração, que cês acham?

Curtiu o post? Então compartilhe!
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram

assinatura mai





Transforme sua mesa de trabalho/estudo em um lugar agradável de se vê.
No caso, agradável pra você, porque somente lembrando (caso tenhamos esquecido): é impossível agradar a todos e a mesa de trabalho é sua, logo, quem vai trabalhar nela é você; logo, quem tem que gostar dela é você (incluindo todos os itens da decoração, rs).
Porquê esse adendo, gente? Porque ambiente de trabalho (serve pra estudo também) é um local cheio de pessoas diferentes e que, muitas vezes, pode ser muito estressante. É o colega que gosta de ouvir rock alto, a guria que não curte café e reclama do cheiro, o moço que faz barulho até respirando, o outro que bagunça tudo o que é possível e imaginável….e sim, é preciso todo um jogo de cintura pra lidar com pessoas de maneira que a convivência se torne agradável.
Então comecemos com o que podemos: se incomodar menos com o outros.
Por motivos de: o outro é o outro e não você.
Sim, muitos anos se passaram e eu sinto dizer que nossas mães tinham razão e nós não somos todo mundo.
Dito isso podemos simplesmente ficar do lado de boa da força e só cuidar das nossas coisinhas =^.^=
E sendo a sua mesa de trabalho (ou estudo) o local onde, normalmente, nós passamos a maior parte do nosso tempo, fazer com que esse ambiente fique agradável e bonito dá até uma inspiração a mais.
Não deixe pro ano novo essa nova resolução e tente dar um toque mais ‘seu’ na sua mesa de trabalho e você vai ver como dá um up na empolgação na hora de trabalhar (experiência própria!).
Comprou a ideia, mas não sabe por onde começar? Alega a desculpa-mor e se diz sem tempo? Calma, calminha, que a gente te ajuda!
1. Organização
 
Sim, parece déjà vu de tudo sobre trabalho, mas é a realidade. Se não tiver organizado as coisas tendem a sair de maneira mais trabalhosa.
Porém ter uma mesa organizada não significa ter uma mesa impecável e sim que haja um sistema de organização. Ou seja: tenha uma ordenação nos seus materiais (aká coisas) onde você consiga achar ~ sem que isso tome muito o seu tempo~ o que está procurando.
Pra cada pessoa é de um jeito, então ache o que mais te apetece e seja feliz!
item-4
2. Tenha o que mais precisa sempre por perto
Parece bobo e simples (e é), mas faz uma diferença que nem imaginam.
Se você precisa toda hora de seu caderninho de notas porque diachos ele tem que tá na sua bolsa ou na sua gaveta ou pendurado em algum lugar que não seja do ladinho do seu computador na sua mesa?
item-1
E aquela pilha de materiais pra ler ~algum dia, quando der~ mas que não é muito urgente que fica sempre grudada entulhando a mesa que pode muito bem está abrindo espaço para algo mais funcional e urgente, hein?
Entenderam o ponto? Então tá.
3. Separe as coisas por prioridade
 
Do mesmo diretor do item anterior! Principalmente com quem trabalha com papéis (euzinha) temos a mania de colocar tudo em uma grande pilha. E se eu preciso achar aquele artigo de 4 meses atrás ? tenho que vasculhar toooda a pasta ou pilha.

tumblr_niyjpr4jxf1qgwf6po1_400

tumblr_niyjpr4jxf1qgwf6po2_400

Eu tentando achar alguma coisa importante quando minhas coisas estão bagunçadas.

Mas isso serve pra pastas de computador também, pra quem usa documento online somente.
Simplesmente separando as coisas em grandes blocos já facilita, exemplo: urgente (fazer antes que eu seja demitidx); mensal (coisas que duram mais de um mês); longo prazo (coisas que duram +2 meses).
Para que isso se perpetue é só fazer uma revisão básica todo final do mês (ou pros mais dedicados final da semana).
4. Não entulhe
 
No trabalho, nas amizades, na sua casa, no seu carro, na sua vida. Essa dica é dica vitalícia!
Não encha de coisas inúteis seu ambiente de trabalho, pois além de poeira chega vai dar preguiça de olhar aquela mesa cheia de treco, ainda mais nos dias preguiçosos feat chuvosos.
Em mim já me dá um sono quando vejo uma tela de computador com o desktop tão cheio que chega não dá pra vê o fundo, creindeuspai que preguiça de organizar aquilzzzzz…então não deixe chegar nesse ponto.
Não entulhe nem material necessário, nem lixo (precisa dizer?!!!), nem comida, nada, nadica de nada que não sirva.
Se você fica um mês sem usar aquele item fundamental da sua mesa… quer dizer que ele não é fundamental. Desapega!
6. Decore seu ambiente de trabalho com o seu ~jeitinho
Levar uma xícara que seja, um bonequinho de decoração que você gosta, ou um quadro já faz com que você se sinta mais a vontade e, sobretudo, sinta que aquele é o seu cafofo, o que é muito importante. A gente rende mais quando se sente acolhido e confortável e para isso nada melhor do que um toque especial que só você saberá dar.
plantas
É real. Façam o teste! Ás vezes a gente chega cedo meio rabugentx e olha pro nosso cafofo e já fica: awn, cheguei!
item-2
Eu chego mais cedo no trabalho só pra molhar minhas plantinhas <3
E por falar em plantinhas recomendo fortemente tê-las em sua mesa de trabalho. Nem que seja só um cacto ou uma suculenta (que são uns amorzinhos em forma de plantas fofas)
planta-caneca-fofa

Só uma coisinha fofa dessa já dá um tchan na sua mesa, hein?!

Espero que alguma dica tenha sido útil pra vocês se tornarem mais felizes e produtivos no trabalho.
See ya!
assinaturas 2015-02





turismo-2 category image
23 de fevereiro de 2016

Que a crise tá aí e tá puxado pra todo mundo, a gente já sabe, porém também não vamos deixar isso esfriar (muito) os planos de curtir a maravilhosa experiência que é viajar, visse?

broke
Sim, porque as pessoas tem uma visão de que precisa de milhares de dinheiros pra viajar e isso não é lá uma verdade absoluta, convenhamos!  É tudo uma questão de adaptações, já dizia meu velho amigo Darwin :)

Depois do post da Nana “Manual para viagens curtas“, sai agora o segundo da série: Manual para viagens (curtas ou não) com grana curta. #realidades #crise #nãotáfácil

Vou usar minha experiência pessoal (grana curta é meu sobrenome!) para dar idéias de substituições, alterações, adaptações e outros ões que nos façam ter uma boa viagem, mesmo em tempos difíceis. Porque a grana pode ser pouca, mas a diversão não, hein!

 

Esqueça os hotéis!
É isso. Adicione uma letra no hotel e eis sua solução: hostel! Também chamado de albergue. A maioria já conhece ou ouviu falar, mas é o tipo de acomodação de dormitórios compartilhados; tipicamente de preços mais acessíveis, alta rotatividade de hóspedes e grande interação entre eles (essa é a melhor parte). Normalmente os quartos são de 4/6 pessoas, e eles tem áreas de interação (tipo varanda ou sala, etc) e também disponibilizam cozinha e geladeira pra os usuários (e às vezes lavanderia também).
Você acaba sempre conhecendo um monte de gente legal, faz amizade, interage bastante (ótimo pra quem viaja sozinho também) e de quebra economiza uma grana!

hostel

Vá menos em restaurantes e mais em mercados!
Ainda mais pra quem tá hospedado em hostel, vale muito a pena passar em um supermercado e fazer compras rápidas de coisas básicas para refeições intermediárias (ou até mesmo as principais, dependendo dos dotes culinários) pois é possível fazer uma etiqueta de identificação e guardar na geladeira tranquilamente. Dá pra comprar coisas pra sanduba, iogurtes, frutas, etc!
Na hora de sair, programe seus lanchinhos, leve tudo já pronto na bolsa. Sua saúde e seu bolso agradecem.

7-Into-the-Wild-quotes

Faça menos passeios com agências de turismo e mais passeios independentes!
Eu sei, agências de turismo são ótimas e são uma mão na roda para todos, mas toda essa conveniência tem um preço e nem sempre vale a pena.
Quer vê? Ouve essa! Eu fiz uma viagem recentemente pra Porto de Galinhas (#sdd Nordeste!) e um dos passeios mais vendidos é pra praia de Maracaípe, daí eu fui ver os preços dos pacotes e estavam meio salgados pro meu bolso. Resolvi não ir (e também avoada que sou esqueci de pesquisar sobre) e no último dia descobri que tinha um busão que fazia o mesmo trecho por…12 reais! E pior, descobri que uma galera do hostel tinha ido no dia anterior, fuen.
Eu perdi essa oportunidade, mas fica aqui a lição desta triste fábula para que esse tipo de coisa não ocorra com vocês. Pesquisem, perguntem! Como dizia papai “quem não se comunica se estrumbica”. De preferência perguntem pra própria galera turista mesmo, os hóspedes do hostel, por exemplo.

Road_trip-1

Faça parcerias inteligentes!
Vale para a vida, para os negócios e para as viagens também. Dito que parceria é formação de grupos de indivíduos com interesses comuns, porque não fazê-las nas viagens? hehe
Viajar é bom, mas dividir custos é melhor ainda. A não ser que você esteja numa viagem já com um grupo de pessoas, ou com o boy ou girl magia [e quer ficar ~alone~ com o(a) respectivo(a)] arranjar uma parceria é deveras uma alternativa inteligente para baixar custos.
Quer fazer um passeio? Chame um colega do hostel e já racha metade do valor. Quer almoçar mas as opções não estão agradando e quer curtir um restaurante pra variar? Chama aquela amiga que tá no mesmo dormitório! Pergunte se alguém do hostel não está indo pro aeroporto no mesmo horário que você e já racha o táxi, e por aí vai…

giphy

Bom, nessa vida de economias há todo um universo, mas espero que essas dicas possam ajudam a começar um planejamento de futuras viagens que caibam no bolso, afinal, viajar é preciso! E, reitero meu pensamento inicial: não deixe sua grana pouca esfriar (muito) os planos de curtir a maravilhosa experiência que é viajar, visse?

1-Into-the-Wild-quotes

Curtiu o post? Então compartilhe!
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram

assinaturas 2015-02





O título é auto-explicativo, então chega de ironia e vamos ao que interessa! Vejam o que NÃO fazer:

1 – Marcar clientes em postagens no instagram ou facebook

e1

Se pra você parece uma boa ideia de divulgação do seu evento ou serviço ou empresa postar um banner e sair marcando todos os conhecidos, fique sabendo que pra quem é marcado quase sempre isso é um terror! Não seja inconveniente! Isso é quase tão chato quanto aqueles amigos que marcam os outros em fotos onde eles estão piscando, terríveis ou sem nenhuma dignidade! Apenas: não marque as pessoas!

2 – Virar o maníaco do whatsapp!

Não me mande nada a não ser que eu tenha mandado pra você!

Não me mande nada a não ser que eu tenha mandado pra você!

Mandar imagens de promoções, serviços e outras coisas de rotina da sua empresa para o whatsapp do cliente. Se o cliente lhe deu seu número para o cadastro no sistema da sua empresa ou você o adquiriu quando ele entrou em contato para saber do seu produto ou serviço, ele certamente não autorizou que você o usasse para enviar mensagens desse tipo semanalmente e lhe odeia eternamente sempre que o celular vibra e é você, de novo toda hora, avisando coisas que ele não quer saber! E mesmo que ele tenha autorizado corre um sério risco de ter sido por educação. “Quer receber nossas novidades por mensagem?!” “Ehm… tá…”.

3 – Ter redes sociais sem utilidade

menos

Menos “flor”, mais respostas!

Outra dica que funciona muito bem -pra odiarem sua empresa, claro- é criar redes sociais só porque “tem que ter, né?” e não administrá-las bem! Tem coisa mais insuportável que loja que posta produto no instagram e quando você vai perguntar o valor faz mistério e responde “manda seu whatsapp, flor…”. Não quero te dar meu whatsapp pois já caí nessa ali em cima e corre o risco de você ficar me perturbando com suas promoções e convites chatos! Só me diz o preço, não complica! Pior do que responder isso é NÃO responder nada. Se você não vai tirar as dúvidas dos clientes nem interagir com eles, melhor não ter rede social da empresa/loja/serviço.

novas assinaturas-01

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram





dicas-2 category image
8 de maio de 2015

Olá pessoas phynas! Dias das mães chegando e vocês ainda estão pensando em um “algo mais” que possam fazer para as mamães? Fiquem tranquilos, separamos algumas idéias bem práticas e originais para presentear ou complementar os mimos para as queridas mães.

Para mães atarefadas:


Vimos essa idéia de “kit de sobrevivência” e achamos incrível! Basta arranjar um potinho e colocar serrinha de unhas, esmalte novo, batom ou hidratante labial, pente pequeno, espelhinho, tudo mini e prático para ela poder se virar na correria. Dá pra carregar na bolsa ou deixar no porta-luvas do carro, super pático, né 😀

Para mães “zen”(ou para as mães estressadas):

sais

Que tal por numa caixinha de presente um CD novo de músicas relaxantes (você mesmo pode gravar um com uma seleção de músicas legais, ambientes, sons de natureza e até uns mantras que acha que combina com ela), sais de banho ou velas aromáticas e um bom massageador? Certeza que ela irá amar o presente e vai curtir usufruir dos presentes em um momento ‘relax’ que ela certamente merece, hã?

Para mães artistas:

f5745fcd99accf93d45efd39dbb235c7

Sabem a moda de livros de colorir para adultos? Pois então, se você tiver também aptidões artísticas, faça alguns desenhos para sua mãe colorir! Flores, mandalas, padrões geométricos, tudo é válido para colorir por horas e deixar sua mãe se divertindo com os lápis de cor 😉
E se não tiver aptidões artísticas, escolha aqui nesse link algumas ilustrações para imprimir, compre as mais variadas canetinhas, giz pasteis, lápis de cor e dê tudo com muito carinho.
Como essa moda está bastante em voga tem também os livros prontos pra vender em livrarias da cidade. Escolha a opção que mais lhe apetece e que mais agradará sua mamis.

Para mães cozinheiras:
Que tal fazer um apoio de receitas pra ela? Dá pra reutilizar uma tábua de madeira que não seja mais utilizada, fazer uma pintura legal, colar um apoio atrás e utilizar pregadores de madeira (pra segurar as páginas caso tenha caderno de receitas) ou colar um apoio na frente (pro até mesmo um tablet com a receita!).

O legal mesmo é dar algo original que tenha a cara da sua mãe, algo que realmente seja útil e ela vá usar no dia-a-dia. Pense na rotina da sua mãe, lembre de detalhes que possam torná-la mais agradável e solte a criatividade. Com certeza ela vai amar!

novas assinaturas-02





Não há dúvidas que somos apaixonadas por cabelo colorido, não é mesmo? E de vez em sempre recebo algumas perguntas sobre as várias fases do meu cabelo colorido. Por conta disso, resolvi fazer esse post respondendo as 10 perguntas mais frequentes que recebo. Vem ver!

cabelo colorido1

1- Para ter cabelo colorido tem que descolorir antes de pintar?

Na maioria das vezes sim. Se o seu cabelo é loiro médio ou claro, dependendo da cor não precisa, mas corre o risco da tinta não pegar direito. Já no caso de quem tem cabelo escuro, não tem como não descolorir, ainda mas se você quiser cores em tons pasteis.

2- Qual marca de tinta você usa?

Eu nunca usei tinta, quando era novinha pintava com papel crepom, quem nunca né? Mas hoje em dia pinto com anilina, é fácil, barato e pega super bem a cor, geralmente pinto de 3 em 3 meses. Quer saber como pintar com anilina também? Clica aqui que a Mai já ensinou como fazer!

3- Quais seus produtos preferidos para hidratação?

Gente! Eu sou bem preguiçosa quanto a isso, faço hidratação no cabelo uma vez por mês e olhe lá! Mas pretendo ser mais disciplinada com os cachos. Na maioria das vezes misturo ampolas de queratina, óleo de coco e bepantol naquelas máscaras de hidratação de 5 minutos, que se encontram em qualquer farmácia.

4- Tem que descolorir toda vez que for pintar ou trocar de cor?

Não, você pode desbotar a cor com shampoo anti-resíduo ou vitamina C. Prefiro desbotar com o shampoo, a vitamina C deixa o cabelo pra lá de ressecado.

5- O cabelo tem que estar branco para tinta pegar?

Se você quiser um tom pastel sim, a base precisa estar bem platinada. Caso contrário tem como pintar e ficar legal com o cabelo loiro.

cabelo colorido3

6- Anilina faz mal para o seu cabelo?

Nunca fez mal para o meu, mas tenho amigas que não gostam pois deixam o cabelo bem ressecado, o que não acontece comigo.

7- Quanto tempo dura a tinta no cabelo?

Isso varia bastante, tudo depende do estado do seu cabelo, se ele está poroso a tinta não fixa e acaba durando menos tempo. Geralmente eu pinto de 3 em 3 meses, não me importo de estar com a cor desbotando, acho que até prefiro desbotadinho do que vibrante.

8- Você trabalha fora mesmo com o cabelo colorido?

Eu trabalho, mas como sou designer aceitam melhor. Mas tenho uma amiga que é advogada que tinha o cabelo lilás liiiindo e teve que tirar para começar a trabalhar. Acredito que isso varia muito com cada área de trabalho.

9- Sua família fala muito do seu cabelo?

No começo minha mãe falava bastante, que eu estragava meu cabelo, que a cor natural é mais bonita. Hoje em dia ela morre de amores e quando quis tirar o azul ela não deixou haha!

10- Quando que você gasta por mês com produtos para o cabelo?

Depende do mês e do meu humor. Tem produtos que duram bastante tempo, o mês que não gasto muito é em torno de R$40 com máscara, condicionador, ampolas de hidratação, anilina e álcool.

cabelo colorido2

Bem, são essas as perguntas mais frequentes que recebo, se você tiver mais alguma pergunta deixa aqui nos comentários ou no  Facebook e Instagram do Chá, vou adorar responder!

Beijos e queijos

novas-assinaturas-032





dicas-2 category image
19 de fevereiro de 2015

Passado o carnaval o ano realmente começa, hein! E com isso a correria, os prazos, a v1d4 l00k4! Sem comentar a ressaca que ainda resta do carnaval, né? Corpo dolorido, sem ânimo pros dois dias que restam da semana? Calma, respira, alonga e vai que já já tem final de semana de novo, hehe. E com ou sem carnaval, nossa vida hoje em dia tá cada vez mais corrida, com movimentos repetitivos, falta de tempo de fazer exercícios e diversos outros fatores, é fácil ouvir pessoas do nosso convívio reclamarem de dores musculares, né? E quem aí passa horas por dia sentada(o), em pé, ou numa mesma posição, fazendo quase a mesma coisa, ou na frente do computador levanta a mão o/ Eu mesma passo horas sentada ou na minha mesa ou na bancada do laboratório e olha, posso dizer que minha coluna  (coitada da bichinha) sabe o que é uma sofrência, viu! E se tem uma prática que me ajudou muito a minimizar e até acabar com algumas dores foi me alongar. O alongamento ajuda a corrigir a postura, melhora algumas dores musculares, ativa a circulação, proporciona bem-estar e alivia a tensão (sério, é muito relaxante!). Fora que o alongamento melhora muito a nossa consciência corporal e a flexibilidade. Eu sou suspeita pra falar porque amo a energia boa que flui quando a gente gira, dobra, alonga, mexe e remexe o corpo! 😀 Deixando claro aqui que não somos profissionais da área da saúde, então, se você não tem acompanhamento de um profissional ou não pratica nenhuma atividade física é sugerido uma consulta médica antes de qualquer coisa, ok? Não dê uma de super-homem ou mulher maravilha, por favor. Eu tenho acompanhamento de profissionais e pratico atividades físicas, é bom deixar claro. Isso são apenas dicas que funcionam comigo, me relaxam bastante, mas, claro, vai de cada um.

Antes de exemplificar, a primeira dica que eu dou é sobre a respiração. É importante que a respiração permaneça durante os alongamentos. Parece óbvio, né? Mas não é! Acredite. Principalmente se você sentir alguma dificuldade, a reação involuntária será prender ou diminuir a respiração. Don’t! É muito importante que a respiração flua e seja profunda (ajuda a relaxar mais). A ideia é relaxar, não contrair, lembre-se disso. A segunda dica é saber o seu limite. Não adianta na primeira semana querer ser mais alongada que Daiane dos Santos, né, babys! São anos de prática hahaha (apenas lembrando: nada de querer fazer abertura total de pernas no primeiro dia, hein!). Se sentir dor, pare. Vá até onde se sentir confortável, e esse é um limite que é de cada um tem e só você sabe o seu. Aqui queremos só ativar as fibras musculares pra haver um relaxamento e alivio de tensão. Lembrando e repetindo que é pra haver relaxamento, ou seja, se não se sentir confortável fazendo qualquer coisa aqui proposta, pare e descanse. Vamos lá tentar! Vou dividir em grandes blocos e colocar poucos exemplos, mas bem úteis.

1) Coluna: Essa, tadinha, é a campeã de reclamações e sofreguidões, hã? Façamos então uma série básica e fácil pra sua coluna acordar pra um dia de trabalho ou relaxar no final do dia e dormir menos tensa. Vamos tirar as teias de aranhas dela hehe. Todo mundo algum dia na vida já fez esse alongamento. É auto-explicativo e funcional, mas vamos lá: em pé (ou sentado em uma cadeira, pode ser também) desça devagar o seu tronco em direção ao chão, como se você quisesse tocar o chão. Se você não consegue tocar o chão, não se preocupe, a ideia aqui é jogar o peso do corpo pra baixo, mesmo. Se se sentir mais confortável dobre seus braços (como indica na foto 1) e tente movimentar seu corpo para os lados, literalmente acordando os músculos da perna e da coluna. Não se esqueça de respirar profundamente e não force nada. Deixe que seu corpo vá somente com o próprio peso. Permaneça nessa postura de 15 a 30 segundos. Ou 10 respirações fundas.

Fotor_142369383347555_1Desta postura, se tiver com os braços cruzados, descruze e coloque as mãos na canela, olhe pra frente e tente deixar a coluna o mais reta que conseguir. Fotor_142369396964826_1 2) Pernas: Essas são sofridas também e são as vice das reclamações, rs. Alongar um pouco os músculos da perna é sempre bom. Todo mundo conhece aquele alongamento de dobrar a perna pra trás e segurar o pé pra alongar o músculo superior da coxa (não sei o nome, anatomistas, me deixem em paz!), né? Esse eu não fotografei mas pó fazer que é ótimo! Vamos lá, sente-se com uma perna dobrada e a outra reta e incline seu tronco em direção ao chão, como se quisesse tocar a cabeça no joelho, mas não precisa forçar pra tocar não, viu? É só nessa direção o alongamento. Com os braços estendidos tente alcançar as mãos no seu pé. Também não é pra forçar, vá até onde conseguir sem dor e ali permaneça respirando profundamente por uns 15 segundos. Faça de um lado e depois do outro, pra não ficar troncha! Brincadeirinha haha é só pra alongar igual, mesmo, 😛 Depois de fazer dos dois lados separadamente, junte as pernas e faça a mesma coisa, mas com as duas pernas agora. Incline seu tronco em direção as suas perna o quanto conseguir e com as mãos tente tocar seus pés. Respire lentamente e quando for desfazer a posição, faça bem devagar. Fotor_142369896873188_1 Agora deite-se, de preferência no chão, em cima de uma toalha ou algo assim. O importante é que seja uma superfície estável onde sua coluna fique reta e que seja um lugar não muito macio (que não afunde que nem colchão de mola). Normalmente eu prefiro fazer esse alongamento na parede, é mais fácil pra quem não tem os músculos posteriores da perna muito flexíveis (meu caso) e sente dificuldade em manter as pernas retas sem auxílio. Se sentir essas dificuldade faça na parede. Levante as duas pernas e logo depois flexione uma delas, e abrace seu joelho flexionado e puxe pra perto do seu abdômen, o quanto conseguir de modo confortável. Enquanto isso deixe a outra perna lá em cima, reta e com os pés também retos com as pontas dos dedos apontando para o seu rosto (e não para o teto). Repita do outro lado. Fotor_142369410065955_13)  Braços e ombros: De antemão peço desculpas pela minha cara de paisagem nessas fotos haha o que vale é a intenção, não é mesmo? Mas umbura voltar pros alongamentos. Esses também são fáceis e auto-explicativos. Eleve os braços com os dedos cruzados o máximo que conseguir, de modo que estique a lateral do corpo e os braços.  Movimente para um lado e para o outro. Após isso dobre um dos braços para trás (nas costas) e com o outro braço ajude segurando o cotovelo. Lembre-se de respirar fundo. Fotor_142369340686893_14) Pescoço: Taí um alongamento difícil pra mim, que fico toda hora olhando pra uma mesma direção (computador), mas que me evita muitos torcicolos, coisa que sempre tive muito e vivia na base do relaxante muscular 😡 Sente-se de modo que sua coluna fique reta, e primeiro relaxe a cabeça pra frente e tente tocar seu queixo no seu peito. Fique uns 10 segundos assim. Depois incline a cabeça láaa atrás o quanto conseguir  e tente não tensioar os músculos da garganta e  do pescoço. A boca ficará levemente aberta. Inspire pelo nariz e solte pela boca. Depois, faça o procedimento pra ambos os lados. Se quiser use a mão para ajudar a alongar, mas sempre sem forçar. Pra finalizar gire levemente o pescoço em movimento horário, respirando devagar e sem tensionar o pescoço e ombros. Repita o procedimento agora em sentido anti-horário. Fotor_142369316929447_1 Ufa! Não demora nem 10 minutinhos fazer tudo isso, e depois de se alongar você se sentirá muito mais leve e revigorado, aposto! Juro juradinho! Conta pra gente como foi, usa a #chadasphynas e vem ficar ligado nas novidades pelas nossas redes sociais Facebook e Instagram! Beijos e muita luz! novas assinaturas - nath-04





Oiê, galerê phyna!
Esse mês teremos alguns posts escritos por convidados
 sobre conteúdos diversos. Serão dicas mesmo, como a gente faz aqui no blog, mas de forma pontual com cada colaborador(a) convidado(a) contando pra gente sobre sua experiência em determinada área. E pra começar traremos um assunto super saudável e fitness (nós aqui do Chá estamos nos esforçando pra ser mais saudáveis, viu!): corrida! Um esporte que muita gente gosta, mas não sabe por onde começar. 

Então, pra falar sobre esse esporte convidamos uma corredora leitora nossa (e prima da Nana, hihi) para escrever sobre a expriência dela nas corridas de rua. E ó: não será só um post, mas sim uma sequência de 3 posts super legais e informativos (ebaaaa!) sobre como iniciar na corrida, fiquem ligadinhos que esse é só o primeiro e por aí vem mais dicas, viu! 😉

Só pra lembrar que se você era somente da vibe ‘Levantamento de Garfo & Faca’ e tá começando nessa vida de esportes agora, não desanime na primeira vez que ficar cansado e não conseguir subir uma ladeira correndo. É um processo, gente, e o tempo é diferente pra cada um. Respeite o tempo do seu corpo, e não criemos pânico, que já já cês tão dando show nas ruas por aí 😛

Fonte: www.desedentarioamaratonista.com

Minha experiência na corrida – por Moema Monteiro

Olá, sou a Moema, tenho 28 anos e ano passado comecei a correr. Pesava 74kg quando decidi fazer algo para emagrecer e a corrida foi uma das atividades escolhidas, emagreci 16 kg. Comecei com muitas dificuldades nesse esporte que sempre tive vontade de praticar. Tenho problemas na cartilagem do joelho e, acredite, nada pior para um joelho do que o sedentarismo.
Desde setembro de 2013, vi e passei por várias experiências com a corrida, por isso me sinto capaz de dar alguns conselhos a quem está começando seus 5 km. Vamos lá?

 Saúde

Uma das primeiras atitudes é o check-up. Sabe aquele atestado do médico que você dava na escola para as atividades físicas? Aqui ele tem que valer mesmo, está em jogo sua saúde e principalmente sua vida de corredor(a).

Corrida é um esporte que cansa e esgota o organismo. Ela modifica rapidamente ossos, articulações, pele, músculos, coração etc. Por isso se prepare, vá a um clínico geral peça os exames de rotina, eles facilmente vão detectar (se existir) problemas hormonais, anemia etc. Isso economizará tempo e frustrações.
Um ortopedista também é sempre muito bom. Mulheres tendem a ter problemas com as articulações da perna, tanto pelo tipo de sapato que usam, quanto pela própria anatomia.

Fonte: LifeRun.com.br

Fonte: LifeRun.com.br

Meninas, ginecologista sempre! Cuidar dessa TPM, desse ciclo menstrual, fazer exames de rotina.  Cardiologista também! Já vi muito atleta jovem amador com problemas cardíacos que não tinham a menor ideia que existiam, por ex. o sopro.
Muitas vezes fica o alerta e algumas medidas podem salvar sua vida e conservá-la.

Nutricionista é sempre o profissional que vai te orientar a fazer boas escolhas. A partir de agora tudo o que você comer fará a diferença nos seus treinos. Esse, na verdade, é o primeiro passo, o verdadeiro primeiro passo. Acredite: não fazê-lo é desestimulante! Dieta que não funciona, fôlego que não vem, dores que aparecem…

 Treinamento

Corredor é um atleta curioso, ele sempre quer saber como melhorar a performance. Quem nunca comprou uma revista de corrida? Quem nunca tentou fazer uma tabela de treino de revista? Uma coisa que deve-se ficar atento é que as tabelas de revistas são com base em uma maioria saudável com peso normal. Existem várias assessorias esportivas no mercado, inclusive online. Não duvide de uma assessoria online ela pode fazer muito por você. Mas nada substitui um primeiro contato com um treinador pessoalmente.

Postura, isso é algo que a assessoria online não vai poder te corrigir, eu já corri com treinador ao meu lado nos primeiros meses. Cada detalhe é importante. Sempre mantenha a coluna reta, o olhar deve ser pra frente e não para o pé. A mão nunca deve cruzar o corpo, a mão fica paralela ao corpo vai até a altura do peito e chega até próximo a cintura. O ombro sempre alinhado, nunca curvado para frente, mas ao mesmo tempo relaxado. Postura errada é como você acabar com um design de um carro esporte, acaba criando resistência com o vento e gastando energia à toa!

Fonte: Revista O2 Por Minuto Ativo

Aprendizado

Durante meu tempo de aprendizado de corrida descobri que existem vários métodos, e a maior parte deles começam com o atleta correndo e caminhando. Depois as caminhadas diminuem e o atleta atinge a distância que se propunha.

Ou seja, comece com caminhadas! Faça 2 semanas de caminhada de 30 minutos e depois aumente para 1 hora. Fortaleça os músculos da coxa: agachamentos são muito bons para corredores. 3 vezes na semana de treino está ótimo.

Comece um treino de 30 minutos, 1 minuto de corrida, 2 minutos de caminhada. Veja qual distância no final é atingida nesses 30 minutos. Na outra semana tente inverter fazendo 2 minutos correndo e 1 minuto caminhando.
Outra opção é por distância: 100 m de corrida, 200 m caminhando até completar 5km. Inverta na outra semana 200m correndo e 100m de corrida até os 5km, novamente.

Isso cria resistência, a cada semana aumente a distância e ou o tempo de corrida, até correr os 5km. Esse é o “start”, correr é muito mais que colocar um tênis e sair, treinos devem ser prescritos por profissionais habilitados. Vejo minha trajetória até minha meia maratona e hoje corro 15, 16, 18 km em um final de semana sem nenhuma dor, mas lembro que nenhum treino meu foi feito sem orientação.

Depois que o atleta corre 5km sem caminhadas, é hora de se pensar em velocidade, nada exagerado. Quando se cansa muito rápido a corrida fica chata e a frustração é grande. Corrida tem que ser superação de distâncias com um bom fôlego, acima de tudo.
Existem treinos chamados de intervalados, são treinos que possuem tempo de execução ou distância e há momentos de descanso. É igual o correr-e-caminhar citado antes.

Em finais de semana pode correr 30-40 minutos de forma livre, sem se preocupar com distância, apenas com o tempo; esse ritmo deve ser confortável, ou seja, leve a moderado com 75-85% do frequência cardíaca. Assim são feitas as planilhas de treinos das revistas.
Ah, e alongue sempre depois, panturrilha, coxas… Os músculos de trás da coxa e os internos, os braços também são importantes. E, se puder, faça academia, pesos são importantes para tonificar os músculos, o impacto no asfalto é muito grande, esteja preparado(a).

 Hidratação

O nosso organismo precisa de água e isso é definido por cada um e também pela temperatura. Em dias mais frios as pessoas até esquecem de tomar água, e isso é um erro. Cerca de 150 ml de água a cada 20 minutos são muito bem vindos. Em dias quentes a água aliada a um isotônico depois de 1 hora ou até menos (tipo calor Manaus) é necessário.
Isotônicos repõem hidratos e absorvem mais rápido no organismo. Eu escondia várias garrafas pela rua durante a corrida, mas existem lindos kits de hidratação no mercado, cintos com garrafas e mochila. Em caso de não ter isotônicos, uma água de coco também pode fazer a diferença.

Mas o excesso de água também pode ser um problema, pois pode acelerar eliminação de sódio com o suor, alguns corredores de longa distância comem um sachê de sal para evitar isso. Acredite: mesmo em 5 km eu já precisei de isotônico.

Fonte: Site Tecnologia do Tênis

Fonte: Site Tecnologia do Tênis

Essas são as primeiras dicas da Moema e do Chá. A gente espera que vocês tenham gostado e, aguardem, que vem mais por aí 😉





Semana passada fui ao Hair Studio Cecy Procópio colorir meu cabelo porque estava com saudade das cores e a Cecy super incentiva cabelos originais e no meu caso – bem coloridos mesmo! Fora que eu acho divertido ter o cabelo com as cores do Brasil nessa época de jogos 😀

Pois bem, lá no salão conheci um novo produto da L´Oreal chamado Hair Chalk, uma tinta acessório, ou seja, você pode usar para uma ocasião específica ou só porque deu vontade, assim como um sapato ou bolsa e no dia seguinte estar com o cabelo normal (se quiser). “Mas como assim?! vocês devem estar se perguntando agora. Calma que eu explico!

1

A tintura da L´Oreal é temporária, serve para quem queira ter o cabelo colorido por um tempo sem precisar descolorir – isso mesmo, sem descolorir! O maior receio de quem sempre teve vontade de mudar o visual sem radicalizar com descolorações agora tem solução :)

A Cecy fez uma mecha azul inicialmente e depois lavou meu cabelo para que eu visse como a cor ficaria no dia seguinte: já bem desbotada, porque a idéia é que seja de fácil remoção mesmo. A aplicação é bem rápida e prática: basta aplicar nas mechas desejadas com uma esponja que já vem com o produto, esperar um tempinho até secar, fazer a escova (ou chapinha) e então estará pronta pra sair!

2

3

Mas atenção à alguns poréns:

Não é recomendado utilizar a tintura Hair Chalk no cabelo todo porque ela resseca os fios; se você tiver alguma tintura no cabelo a cor do produto não aparecerá; a cor final vai depender do tom do seu cabelo, o azul em uma pessoa loira será diferente do azul de uma pessoa com cabelo castanho, não é algo de errado com o salão ou o produto; a duração da cor vai depender dos seus hábitos de lavagem, do local onde você mora… por exemplo, aqui em Manaus com essa temperatura alta de sempre + o fator cabelo oleoso que tenho, faz com que eu precise lavar o cabelo todo dia, às vezes mais de uma vez no dia! Portanto a coloração no meu cabelo (virgem) não é maior que uns dois ou três dias – nas pontas ele estava descolorido há meses (porque eu tinha ele azul e violeta), portanto a cor verde aplicada aí durou mais tempo.

Independente do produto que for utilizar para ter cabelos coloridos, sempre converse com o profissional para saber o que é mais adequado à situação do seu cabelo e ao que você quer e no HSCP há espaço para que você tire todas suas dúvidas antes de fazer qualquer coisa para sair satisfeita com seus cachos 😉

Muito obrigada a Cecy e equipe pelo ótimo atendimento, cappuccino na tarde chuvosa (me senti VIP!), pela paciência com todas as minhas indagações e pelo colorido do meu cabelo!





Vocês lembram que o Chá e o Hair Studio Cecy Procópio fizeram uma parceria, néan (olha aqui!), a Mari já até fez um trabalho de cor e forma no cabelo dela que ficou muito amor, olha aqui!

E continuando os trabalhos, fui no final de semana passado fazer um tratamento de reparação nos meus fios, pois eles estavam numa bad e fazia meses que eu não cuidava dos bichinhos, tadinhos.
Acho que nem precisa comentar que a Cecy é ótima e trata nossos cabelos com muito carinho e profissionalismo <3 Contarei aqui o que fizemos.

Entãaaao….minhas madeixas estavam suuuper mal-tratadas do dia a dia, do cloro (faço natação 4x por semana), e por causa da oleosidade excessiva que eu tenho tido ultimamente no couro cabeludo causada pelo calor da nossa Manaus Hell City, daí não tem como não lavar o cabelo todo dia, e juntando que já fazia algum tempo que não fazia nenhuma hidratação.

Além do ressecamento, as pontas estavam feíssimas :( e eu tô num processo (mega) difícil de deixá-los crescer, e eu tava me segurando muito pra não cortar um palmo hahaha.

Traduzindo, meus fios estavam pedindo SOS, precisando de algum tratamento de preparação e hidratação, e eis que a maga dos fios, Cecy, sugeriu que fizéssemos um tratamento a frio.
Optamos por usar a (maravilhosa!) linha Expert Absolut Repair da L´Oréal Paris. Ela foi fazendo e me explicando direitinho o porque de usar essa linha.

nath2

O ritual de cauterização a frio é indicado para cabelos danificados (meu caso, rss) com ou sem química (cloro conta como química? haha). Essa linha é muito boa justamente porque age na fibra capilar profundamente, recuperando e hidratando os fios secos, ásperos e sem vida.

nath1

De fato, depois do tratamento meu cabelo deu um UP total. Passei o final de semana divando lindamente com os cabelos soltos ao vento super hidratados e sedosos!

Olhem como ficou com vida e brilhoso o cabelo, gente!!

resultado

Antes de me despedir, gostaria de deixar aqui registrado o meu muito obrigada pelo ótimo atendimento da queridíssima Cecy e de toda a equipe do salão, são todas uns amores!

Beijos, galera!

assinatura nath