Home Sobre o Blog Quem somos Contato Midia Kit Categorias


dicas-2 category image
30 de setembro de 2016

Oi, gente!
Vou começar a fazer uma série pequena de posts sobre algumas técnicas de limpeza capilar aká low-poo/ no-poo /co-wash e contando um pouco das minhas experiências com elas e espero que vocês possam aproveitar e se animar pra testar alguma.

Todos tem um fator em comum: a meta é que consigamos lavar o cabelo com a menor (ou, nenhuma) quantidade possível de química proporcionando assim cabelos mais saudáveis e bonitos. Vou começar com o low-poo!

Primeiramente: que diacho é isso, mana?

Pra começo de conversa esse é um método de lavagem capilar criado pela Lorraine Massei publicado no livro “Curly Girl” (O manual da garota cacheada).  Uai, mas e quem não é garota cacheada? Calma!
A técnica foi originalmente descrita para cabelos cacheados, porém pode (e é) utilizada em todos os tipos de cabelos. O fato é que quanto menos química mais natural seu cabelo vai ficar (dãaa), no sentido que os produtos que utilizamos nas madeixas possuem tantas substâncias que acabam mascarando a identidade do fio, e os cachos são os que mais sofrem com isso. Com a utilização de menos química o cabelo fica mais leve e saudável podendo ~se expressar~ (ou seja, cachear) da maneira mais natural (e linda).

meus-caracois-blog
A principal ideia desta técnica já tá embutida no nome (low poo, em inglês pode ser traduzido como ‘pouco shampoo’) que tem o objetivo de diminuir a quantidade de shampoo utilizado nos nossos cabelos. De fato este é o ponto principal, pois normalmente lavamos o cabelo com uma quantidade maior de shampoo que o necessário. Seguido pelo fato de que, muitas vezes, lavamos de forma errada nosso cabelo. Muitos especialistas já vem há tempos dizendo para utilizarmos shampoo somente na raiz do cabelo (couro cabeludo) e condicionadores somente no comprimentos dos fios, maaaaas ainda sim, às vezes, fazemos confusão e utilizamos mais produto que o ideal. Então comecemos por lavar de maneira correta e com a quantidade ideal de shampoo (ou seja, bem menos do que o que você provavelmente usa).

Segundamente: nem tudo o que reluz é ouro

* Sulfatos: não podchi!
Outro tópico abordado pela técnica é a troca da utilização destes shampoos ‘normais’ que comumente utilizamos por shampoos sem sulfato.

Você pode se perguntar: mas o que que tem de mal no sulfato, coitado? Bom, são substâncias adicionadas nos shampoos para provocar uma limpeza profunda nos fios e acabam retirando mais que o necessário da oleosidade natural do fio (ele tira tudo e mais um pouco). Isso é muito agressivo pras madeixas, e em consequência disso o cabelo fica muito ressecado e perde toda essa oleosidade natural que protege o fio.

Então dica número 1 pra você que deseja seguir essa técnica: comece excluindo produtos com sulfatos da sua vida.
Mas e se não tiver o sulfato então meu cabelo vai ficar sujo? Não, miga! Para boys e shampoos tenhamos sempre em mente: há um mundo além do que esse que você usa diariamente.

Sim, há vida além dos sulfatos e derivados de petróleo! Eu sobrevivi e vim pessoalmente contar haha! Há outros produtos que ajudam na limpeza do fio, mas eles não produzem tanta espuma como os com sulfatos. O motivo disso é que além dos sulfatos serem substâncias que retiram a gordura (tu tá usando detergente no cabelo!)  também são responsáveis por produzirem espuma.

O que me leva a dica número 2: Liberte-se da ideia de que espuma significa limpeza (pq nem sempre)! Há diversos produtos que limpam seu cabelo muito bem e sem retirar o que não precisam, não são derivados de petróleo e são solúveis em água (Cocamidopropyl Betaine, por exemplo).

sulfatos

*Os silicones (petrolatos)
Além dos sulfatos ainda há os silicones (também derivados de petróleo) que estão presente nas composições da maioria dos shampoos que formam uma espécie de capa que envolve os fios e com o tempo vai acumulando e o cabelo fica sem poder ‘respirar’ e absorver substâncias necessárias para se tornar saudável.
Esses silicones são colocados nos produtos  (shampoos, máscaras, cremes para pentear, etc) para esta finalidade (de “filme protetor”, segundo as propagandas) e são uma verdadeira maquiagem para cabelo, pois dão a impressão de que seu cabelo está hidratado e brilhante, mas na verdade o fio pode estar ressecado e opaco.
Os shampoos comuns não possuem substâncias capazes de limpá-los (e por isso vai acumulando). Já os produtos sem sulfatos tem substâncias capazes de limpa-los (justamente porque há a preocupação com esse acúmulo).
Na técnica low poo o uso de alguns silicones (solúveis e insolúveis) é liberado, mas recomendamos que, caso sinta que seus cabelos estão ficando muito pesados, reduza o uso de produtos com silicones.

petrolatos

*Parabenos
Sim, minhas amigas! Como se não bastasse sulfatos e petrolados ainda temos os parabenos! Esses zinhos últimos são utilizados pela nossa (odiada) indústria cosmética para fazer com que os produtos durem mais tempo e evitem neles a proliferação de microorganismos. Os mais comumente achados são metylparaben, propylparaben,  etylparaben e butylparaben.

 O fato é que estas substâncias não são propriamente proibidas na técnica de low-poo, todavia há muitas pessoas (maioria da galera que utiliza a técnica) que está diminuindo o uso destas substâncias por conta de toda uma discussão a respeito de riscos à saúde ligados ao uso de parabenos. Não vamos entrar nesses detalhes, mas catamos por aí que o site Ecycle fez uma matéria explicando um pouco melhor sobre isso, então quem tiver interesse é só dar uma lida nesta e em diversas outras matérias que tem pela internet afora.
A maioria das marcas que desenvolvem produtos especialmente para low-poo já utilizam conservantes naturais e deixam isso claro na embalagem pro consumidor ficar sabendo.

Até agora agora foi só blablablá químico, então vamos à lista de passos simples para você que não desistiu e nem parou de ler no primeiro nome de componente químico! (Pela atenção, obrigada❤️)

Passo 1: Dá uma olhada nos produtos que você tem em casa e vê quais os liberados para essa técnica. É só conferir nas listas e vê se tem algum dos itens e (provavelmente tem, rs) decidir quando iniciar a utilização da técnica (agora, agorinha ou só depois que o shampoo proibidão acabar).

Passo 2: Já tá com os produtos liberados para a técnica prontinhos para serem utilizados? Ótimo, mas antes, pela última vez, lave o seu cabelo com um shampoo com sulfato (mas sem petrolatos) pela última vez (checa a listinha!) para deixar suas madeixas livre de qualquer resíduos da vida bandida de outrora e pronto para uma nova era.

Passo 3: Agora vc pode começar a usar seus produtos (shampoo + condicionador) liberados para a técnica e ter cabelos cada vez mais lindos e saudáveis.

Produtos liberados: como saber?

Para não dizer que não falei das flores, caçamos na internet( esse oásis de links maravilhosos!) e deixaremos com vocês uma dessas preciosidades que é essa listagem compartilhada de produtos liberados para a técnica <3

Atenção: Como tudo na vida, há um período de adaptação quando é feita uma mudança drástica. Normalmente utilizamos produtos com uma quantidade alta de parafina e silicone o que mascara a real condição do fio (que pode estar meio sofriiida depois de tanto baque da vida). Logo, nos primeiros dias o seu cabelo pode parecer ressecado e sem brilho, mas não se desespere! É tipo um detox do cabelo. Com os novos cuidados e com o tempo seu cabelo vai recuperando a oleosidade natural e essencial do fio e ficará cada vez mais bonito e saudável.

Curtiu o post? Então compartilhe!
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram

assinaturas 2015-02





Não há dúvidas que somos apaixonadas por cabelo colorido, não é mesmo? E de vez em sempre recebo algumas perguntas sobre as várias fases do meu cabelo colorido. Por conta disso, resolvi fazer esse post respondendo as 10 perguntas mais frequentes que recebo. Vem ver!

cabelo colorido1

1- Para ter cabelo colorido tem que descolorir antes de pintar?

Na maioria das vezes sim. Se o seu cabelo é loiro médio ou claro, dependendo da cor não precisa, mas corre o risco da tinta não pegar direito. Já no caso de quem tem cabelo escuro, não tem como não descolorir, ainda mas se você quiser cores em tons pasteis.

2- Qual marca de tinta você usa?

Eu nunca usei tinta, quando era novinha pintava com papel crepom, quem nunca né? Mas hoje em dia pinto com anilina, é fácil, barato e pega super bem a cor, geralmente pinto de 3 em 3 meses. Quer saber como pintar com anilina também? Clica aqui que a Mai já ensinou como fazer!

3- Quais seus produtos preferidos para hidratação?

Gente! Eu sou bem preguiçosa quanto a isso, faço hidratação no cabelo uma vez por mês e olhe lá! Mas pretendo ser mais disciplinada com os cachos. Na maioria das vezes misturo ampolas de queratina, óleo de coco e bepantol naquelas máscaras de hidratação de 5 minutos, que se encontram em qualquer farmácia.

4- Tem que descolorir toda vez que for pintar ou trocar de cor?

Não, você pode desbotar a cor com shampoo anti-resíduo ou vitamina C. Prefiro desbotar com o shampoo, a vitamina C deixa o cabelo pra lá de ressecado.

5- O cabelo tem que estar branco para tinta pegar?

Se você quiser um tom pastel sim, a base precisa estar bem platinada. Caso contrário tem como pintar e ficar legal com o cabelo loiro.

cabelo colorido3

6- Anilina faz mal para o seu cabelo?

Nunca fez mal para o meu, mas tenho amigas que não gostam pois deixam o cabelo bem ressecado, o que não acontece comigo.

7- Quanto tempo dura a tinta no cabelo?

Isso varia bastante, tudo depende do estado do seu cabelo, se ele está poroso a tinta não fixa e acaba durando menos tempo. Geralmente eu pinto de 3 em 3 meses, não me importo de estar com a cor desbotando, acho que até prefiro desbotadinho do que vibrante.

8- Você trabalha fora mesmo com o cabelo colorido?

Eu trabalho, mas como sou designer aceitam melhor. Mas tenho uma amiga que é advogada que tinha o cabelo lilás liiiindo e teve que tirar para começar a trabalhar. Acredito que isso varia muito com cada área de trabalho.

9- Sua família fala muito do seu cabelo?

No começo minha mãe falava bastante, que eu estragava meu cabelo, que a cor natural é mais bonita. Hoje em dia ela morre de amores e quando quis tirar o azul ela não deixou haha!

10- Quando que você gasta por mês com produtos para o cabelo?

Depende do mês e do meu humor. Tem produtos que duram bastante tempo, o mês que não gasto muito é em torno de R$40 com máscara, condicionador, ampolas de hidratação, anilina e álcool.

cabelo colorido2

Bem, são essas as perguntas mais frequentes que recebo, se você tiver mais alguma pergunta deixa aqui nos comentários ou no  Facebook e Instagram do Chá, vou adorar responder!

Beijos e queijos

novas-assinaturas-032





Quem aí sofre com cabelos oleosos, como eu, levanta a mão? o/ o/ o/
Quem precisa lavar o cabelo todo dia porque sua demais? o/ o/ o/

Pois é, meu cabelo nunca foi lá muito oleoso, mas como eu moro em Manaus Hell City onde, aparentemente, temos uns 5 sóis emanando calor pra gente, eu acabo suando muito e o cabelo fica oleoso, sobretudo na raiz, mesmo eu tendo lavado no mesmo dia (socorro!).

Bom, se você se identificou com tudo o que eu disse até agora, migs, tenho uma dica pra você: dry shampoo.

Sim, o não tão famoso shampoo a seco que, olha, tem sido minha salvação nos dias corridos que preciso ir do trabalho direto pra algum outro lugar/compromisso ou para algum happy hour (hehe) e não daria tempo de passar em casa, lavar o cabelo, secar, etc.

Ele é um senhor quebra-galhos pra diminuir consideravelmente a oleosidade do cabelo e deixá-lo mais solto e sequinho.
Obviamente não substitui uma lavagem e secagem, maaaas como disse, em emergências e ocasiões que não tem jeito, dá uma boa ajuda. Eu já deixo um na bolsa para essas emergências!

image

Mas antes de vocês saírem por aí descobrindo as glórias do shampoo a seco, tenho umas dicas.

1) Quanto à aplicação – Evite aplicar muito perto da raiz/cabelo. Respeite a distância de uns 10 cm do cabelo pra evitar que o produto se concentre em grande quantidade em um único ponto. Ah, e logo que você aplica tem a sensação de umidade no cabelo, mas calma, mana! Não se desespere, é assim mesmo! :p logo em seguida ele seca e magicamente “leva” a umidade. It’s magical!!!

2) Quanto à quantidade a ser aplicada – Evite aplicar uma quantidade muito grande, principalmente em um ponto só, pra não correr o perigo de fazer o inverso do que queremos, de ficar pesado em um ponto só. Queremos cabelo sequinho e com volume bom, logo, ~tacar uma quantidade grande de produto não faz muito sentido, néan?

3) Cor – Alguns dry shampoos tem uma coloração esbranquiçada logo que é aplicado, também não se desespere, logo que ele seca desaparece. Isso também é influenciado pela quantidade aplicada do produto. Normalmente quando aplicamos muito que ele fica com essa ‘coloração’ mais forte. Mas a maioria é ~transparente~ mesmo.

NÃO, ainda não estou grisalha, essa foto é pra mostrar a aplicação do produto e pra vcs ficarem calmas se o que vocês comprarem na aplicação ficar branco: é normal, manas! Keep calm and espere secar :)

NÃO, ainda não estou grisalha, essa foto é pra mostrar a aplicação do produto e pra vcs ficarem calmas se o que vocês comprarem na aplicação ficar branco: é normal, manas! Keep calm and espere secar :)

Prestenção na foto, que embora com uma qualidade não muito boa (desculpinha, gente, tava apressada!) acho que dá pra perceber o oleosidade na primeira foto (o antes) e como o cabelo fica mais sequinho (depois). E ainda apliquei um que fica branco pra vocês não criarem pânico. Lembrem-se que a ideia do dry shampoo vem desde a época da vovó com talco na cabeça (farinha do mesmo saco, com nome mais bonito).

Bom, é isso. Quando não tem opção me sinto melhor com o cabelo mais sequinho com o auxílio do shampoo a seco.
Claro que existem diferenças entre marcas (como tudo na vida), e infelizmente aqui em Manaus Hell City não temos muitas opções. Sempre que surge uma oportunidade eu peço pra uma amiga trazer de Sampa ou dos States alguma marca diferente pra mim, mas enquanto isso, no dia a dia, sobrevivo com as que vendem por aqui mesmo ou compro pela internet.

Experimentem a dica e nos contem depois como foi e se gostaram! Fala pra gente pelo Facebook e/ou Instagram

C ya! :*
novas assinaturas-04





Vocês lembram que o Chá e o Hair Studio Cecy Procópio fizeram uma parceria, néan (olha aqui!), a Mari já até fez um trabalho de cor e forma no cabelo dela que ficou muito amor, olha aqui!

E continuando os trabalhos, fui no final de semana passado fazer um tratamento de reparação nos meus fios, pois eles estavam numa bad e fazia meses que eu não cuidava dos bichinhos, tadinhos.
Acho que nem precisa comentar que a Cecy é ótima e trata nossos cabelos com muito carinho e profissionalismo <3 Contarei aqui o que fizemos.

Entãaaao….minhas madeixas estavam suuuper mal-tratadas do dia a dia, do cloro (faço natação 4x por semana), e por causa da oleosidade excessiva que eu tenho tido ultimamente no couro cabeludo causada pelo calor da nossa Manaus Hell City, daí não tem como não lavar o cabelo todo dia, e juntando que já fazia algum tempo que não fazia nenhuma hidratação.

Além do ressecamento, as pontas estavam feíssimas :( e eu tô num processo (mega) difícil de deixá-los crescer, e eu tava me segurando muito pra não cortar um palmo hahaha.

Traduzindo, meus fios estavam pedindo SOS, precisando de algum tratamento de preparação e hidratação, e eis que a maga dos fios, Cecy, sugeriu que fizéssemos um tratamento a frio.
Optamos por usar a (maravilhosa!) linha Expert Absolut Repair da L´Oréal Paris. Ela foi fazendo e me explicando direitinho o porque de usar essa linha.

nath2

O ritual de cauterização a frio é indicado para cabelos danificados (meu caso, rss) com ou sem química (cloro conta como química? haha). Essa linha é muito boa justamente porque age na fibra capilar profundamente, recuperando e hidratando os fios secos, ásperos e sem vida.

nath1

De fato, depois do tratamento meu cabelo deu um UP total. Passei o final de semana divando lindamente com os cabelos soltos ao vento super hidratados e sedosos!

Olhem como ficou com vida e brilhoso o cabelo, gente!!

resultado

Antes de me despedir, gostaria de deixar aqui registrado o meu muito obrigada pelo ótimo atendimento da queridíssima Cecy e de toda a equipe do salão, são todas uns amores!

Beijos, galera!

assinatura nath