Home Sobre o Blog Quem somos Contato Midia Kit Categorias


Esse post não tem o menor intuito de ser polêmico ou desrespeitoso. Estou avisando de antemão para que você abra sua mente para ler o que vou contar aqui de forma imparcial e com toda a empatia possível. Ok? Ok! Vamos lá?

O assunto é antigo: padrões de beleza. Coloquei no plural porque eles mudam ao longo das décadas e todos nós sabemos que na década de 60 o ícone de beleza era a curvilínea Marilyn Monroe (diva eterna) e haviam até propagandas para mulheres magras ganharem peso e “ficarem atraentes”.

anti-magreza

Na década de 80 iniciou-se uma obsessão pelos corpos atléticos ao ritmo de I Wanna Get Physical (essa música gruda na cabeça cuidado! haha) e a partir de aí, também, as modelos das passarelas começaram a virar ícone máximo de beleza. A magreza passou a ser venerada, foi um giro de 360º!

anos 80

O grande problema dos padrões de beleza é: QUANDO uma sociedade se LIMITA a eles e as pessoas acreditam que só podem se considerar bonitas se os atenderem, o que não é verdade! O nome “padrão” de beleza por si só é controverso. Padrão remete a algo padronizado, seriado, repetido muitas vezes. E os padrões de beleza não são isso, não são a média de beleza das pessoas daquela época nem o tipo físico que existe em maior escala. Ou seja, um padrão de beleza é, na verdade, um “ideal” de beleza. E como todo ideal NÃO é algo não tão facilmente alcançável, muito menos comum.

Na última década, em paralelo ao ideal de magreza, surgiu um outro: o de corpo sarado, musculoso, definido. Hoje as panicats são referência de muitas mulheres que frequentam academias em busca do corpo que consideram perfeito. É certo? É errado? Não importa! É, TAMBÉM, o ideal de beleza de uma geração. Mas “ideal “mesmo seria se todos os corpos fossem considerados bonitos, né?

panicats

Agora vamos ao que me motivou a escrever esse post. Muitas pessoas, revoltadas (com TODA razão) a imposição de UM padrão específico de corpo acabam pesando a mão na hora de argumentar e, sem querer, fazem aquilo que elas reclamam sofrer: body shaming – que é basicamente desmerecer ou ridicularizar alguém pelo seu corpo. Com o pretexto de contestar a necessidade de ser magra para ser aceita(o), essas pessoas acabam atacando quem é, naturalmente, magro! Não foram essas pessoas que inventaram o padrão que você quer combater e elas não são desgraçadas só porque se encaixam nele acidentalmente (ou a custo de muita disciplina, dieta e qualquer outra coisa dentro do limite do saudável e da vontade pessoal delas).

offended

Quando você usa os termos “mulheres normais” ou “mulheres reais” para se referir a mulheres que NÃO são super magras ou magras você está dizendo para várias adolescentes magricelas, que são chamadas de Olivia Palito na escola e zoadas na faculdade pela falta de curvas que: “Olha só, vocês não são normais. Vocês não podem ser consideradas mulheres de verdade e engulam todo o bullying que sofrerem COM RAZÃO por isso.” Tá certo? Não tá certo não, cara. Não tá certo, mesmo.

magrelas famosas-01

Na época da escola a história era outra! Na vida real quem é magrela MESMO não recebe tantos elogios assim…

As pessoas veem as modelos da Victoria Secrets e assumem que aquela glória é reservada a todas (e somente) as mulheres super magras quando na vida real, no dia a dia, esse glamour em torno da magreza que se vê em revistas de moda e passarelas não se aplica. Pra quem é magrela mesmo e não é famosa, modelo ou tem um rosto maravilhoso, só fica a parte chata de ouvir piadinhas desagradáveis, ter que comprar roupa em sessão infantil e gastar o dobro mandando apertar na costureira.

Eu sou magrela desde que me entendo por gente e tentava engordar há uns 10 anos pra me “sentir normal” até perceber que minha magreza não era uma doença que eu precisava combater. Aliás, sempre esteve tudo muito bem nos meus exames e na minha saúde então queria registrar que nem toda garota magricela tem transtorno alimentar ou “tá precisando de um hamburguer”. Inclusive a maioria das que conheci comiam além de média e queriam engotdar, por odiar só achar roupas na sessão infantil e não ter um corpo tão curvilíneo quanto esperam que uma brasileira tenha!

Parem de atacar uns aos outros!!

Parem de atacar uns aos outros!!

Protestem contra a imposição de UM único padrão. Tá certo! Mas lembrem-se que ninguém deve ser desmerecido por estar FORA e NEM por estar DENTRO dele, ok? Existem pessoas de todos os pesos, formas, alturas, cores e tipos. Todo mundo pode construir seu próprio ideal de beleza que respeite seu corpo, sua saúde e sua identidade. Não é porque você é gordinha que você é um ET. Não é porque você é magrinha que você é irreal. Todo mundo deve ser aceito e ninguém precisa desmerecer ninguém pra validar sua auto-estima.

Encerro esclarecendo que ninguém deveria se sentir mal pelo seu BIOTIPO, sua genética, seu corpo natural. Se você quer mudar algo nele, mude! O importante é fazer isso para se sentir bem com você e não para atender as expectativas que você pensa que os outros ou a sociedade criaram. VOCÊ é de verdade, de carne e osso. Tanto faz se é mais carne ou mais osso, você é real e pronto!

gif

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
novas assinaturas-01



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/opiniao-quem-sao-as-mulheres-de-verdade/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
4 comentários




Não há dúvidas que somos apaixonadas por cabelo colorido, não é mesmo? E de vez em sempre recebo algumas perguntas sobre as várias fases do meu cabelo colorido. Por conta disso, resolvi fazer esse post respondendo as 10 perguntas mais frequentes que recebo. Vem ver!

cabelo colorido1

1- Para ter cabelo colorido tem que descolorir antes de pintar?

Na maioria das vezes sim. Se o seu cabelo é loiro médio ou claro, dependendo da cor não precisa, mas corre o risco da tinta não pegar direito. Já no caso de quem tem cabelo escuro, não tem como não descolorir, ainda mas se você quiser cores em tons pasteis.

2- Qual marca de tinta você usa?

Eu nunca usei tinta, quando era novinha pintava com papel crepom, quem nunca né? Mas hoje em dia pinto com anilina, é fácil, barato e pega super bem a cor, geralmente pinto de 3 em 3 meses. Quer saber como pintar com anilina também? Clica aqui que a Mai já ensinou como fazer!

3- Quais seus produtos preferidos para hidratação?

Gente! Eu sou bem preguiçosa quanto a isso, faço hidratação no cabelo uma vez por mês e olhe lá! Mas pretendo ser mais disciplinada com os cachos. Na maioria das vezes misturo ampolas de queratina, óleo de coco e bepantol naquelas máscaras de hidratação de 5 minutos, que se encontram em qualquer farmácia.

4- Tem que descolorir toda vez que for pintar ou trocar de cor?

Não, você pode desbotar a cor com shampoo anti-resíduo ou vitamina C. Prefiro desbotar com o shampoo, a vitamina C deixa o cabelo pra lá de ressecado.

5- O cabelo tem que estar branco para tinta pegar?

Se você quiser um tom pastel sim, a base precisa estar bem platinada. Caso contrário tem como pintar e ficar legal com o cabelo loiro.

cabelo colorido3

6- Anilina faz mal para o seu cabelo?

Nunca fez mal para o meu, mas tenho amigas que não gostam pois deixam o cabelo bem ressecado, o que não acontece comigo.

7- Quanto tempo dura a tinta no cabelo?

Isso varia bastante, tudo depende do estado do seu cabelo, se ele está poroso a tinta não fixa e acaba durando menos tempo. Geralmente eu pinto de 3 em 3 meses, não me importo de estar com a cor desbotando, acho que até prefiro desbotadinho do que vibrante.

8- Você trabalha fora mesmo com o cabelo colorido?

Eu trabalho, mas como sou designer aceitam melhor. Mas tenho uma amiga que é advogada que tinha o cabelo lilás liiiindo e teve que tirar para começar a trabalhar. Acredito que isso varia muito com cada área de trabalho.

9- Sua família fala muito do seu cabelo?

No começo minha mãe falava bastante, que eu estragava meu cabelo, que a cor natural é mais bonita. Hoje em dia ela morre de amores e quando quis tirar o azul ela não deixou haha!

10- Quando que você gasta por mês com produtos para o cabelo?

Depende do mês e do meu humor. Tem produtos que duram bastante tempo, o mês que não gasto muito é em torno de R$40 com máscara, condicionador, ampolas de hidratação, anilina e álcool.

cabelo colorido2

Bem, são essas as perguntas mais frequentes que recebo, se você tiver mais alguma pergunta deixa aqui nos comentários ou no  Facebook e Instagram do Chá, vou adorar responder!

Beijos e queijos

novas-assinaturas-032



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/10perguntas-cabelo-colorido/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




Que os lábios são um dos atributos mais sedutores da mulher todo mundo já sabe. E quem não quer ter os lábios lindos, hidratados, sem soltar pelinhas e aumentar a duração do batom não é mesmo? Essas pelinhas se soltam devido a desidratação dos lábios por conta do clima ou até mesmo do próprio organismo e podem causar ferimentos caso arrancadas. Para que isso não ocorra é preciso fazer aquela esfoliação para retirar as células mortas e devolver a textura aveludada que todos amam. Já tem um tempo que procuro esfoliante de lábios, mas nenhum ganhou meu coração como esses três. E claro, com certeza você terá os ingredientes em casa. Olha só!

1

Açúcar mascavo + Azeite de Oliva O azeite é um super hidratante e o açúcar mascavo tem grânulos esfoliantes que proporcionam a retirada das pelinhas indesejadas sem machucar. É só misturar 1/2 colherzinha de sobremesa para 1 de azeite e formar uma pasta, aplicar sobre os lábios fazendo movimentos circulares. Deixe agir por alguns minutinhos e enxágue com água gelada. 2 Bicarbonato de Sódio + Água Além de ser barato e fácil de encontrar o bicarbonato de sódio tem inúmeras propriedades terapêuticas. Em relação aos lábios, ele é super indicado para quem sofre de úlceras lábiais devido sua ação cicatrizante. Esfoliar os lábios com bicarbonato de sódio é bem simples, basta fazer uma pasta grossinha e 1/2 colher de sobremesa com algumas gotas de água, aplicar sobre os lábios e deixar agir por um minutinho e depois remover. Se você tiver com algum ferimento vai arder um pouco, mas garanto que ele vai ajudar a curar mais rápido. Experiência própria. 3 Mel + Açúcar Cristal O último mas não menos amado! A mistura de mel e açúcar cristal forma o esfoliante de lábios (e rosto também) que eu mais gosto ♥ Rico em vitamina C, o mel hidrata os lábios e ainda ajuda diminuir as manchas provocadas pelo sol. Já o açúcar cristal, que é um tanto quando abrasivo, faz a função de esfoliar e retirar todas as células mortas deixando os lábios lisinhos. Para esfoliar incrível é só misturar 1/2 colher de sobremesa de açúcar para 1 de mel, aplicar nos lábios fazendo movimentos circulares e depois remover com água gelada. Se você quiser fazer para o rosto  é só trocar a medida de colher de sobremesa pela medida de uma colher de sopa. Muito fácil não é mesmo? Vale lembrar que é sempre bom beber bastante água antes de fazer a esfoliação e durante o dia também para manter os lábios sempre hidratados. Sabe algum outro esfoliante de lábios caseiro? Conta para gente aqui nos comentários ou se preferir, nas redes sociais. É só nos seguir: Facebook ♥ Instagram Beijos e queijos novas assinaturas-03



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/dica-3-formas-de-esfoliar-os-labios/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
1 comentário




Sabe aqueles mulherões que jogam os cabelos longos e sedosos para trás, cruzam as pernas perfeitas, dão um pequeno sorriso e conquistam metade do recinto em segundos? Não sou igual a elas. Nunca fui, provavelmente nunca vou ser, e talvez nem você. Mas, calma! Se você não se encaixa no padrão, pode encarar isso pelo lado bom e tirar proveito (ou chorar e reclamar por isso o resto da vida).

Hoje é moda shortinho, vestido justo, decotes reveladores etc e tal. Acontece que sempre fui magra demais e cresci acreditando que isso era um problema, então mostrar as pernas finas em um short curto, por exemplo, nunca foi opção! Assim como eu, muitas mulheres tem complexos com o corpo – obrigada mídia e sociedade! – mas o segredo para contornar isso é descobrir seus pontos fortes para ressaltá-los, achar um estilo que respeite quem VOCÊ é e usar as diferenças ao seu favor. Sim, aquelas coisas que te fazem destoar, que são incomuns e, para alguns, até estranhas.

fator kate moss

Fator “Kate Moss”

Nina Garcia, diretora de moda da revista ELLE, prega que existe uma certa perfeição nas imperfeições e batizou isso de “fator Kate Moss” por considerar que a modelo tinha sempre um quê de desarrumada e desalinhada, mas ainda assim ter uma presença marcante. Assim com a ~estranheza~ de Kate, há os dentes separados da Georgia Jagger, os olhos grandes demais da Mila Kunis, a falta de cabelo e excesso de curvas da Amber Rose. Tudo isso pode ser encarado como defeito… OU como características e peculiaridades que tornam essas mulheres únicas.

Outro padrão das brasileiras é a preferência pelos cabelos compridos e/ou loiros. Metade das mulheres que você conhece já pintou/pinta o cabelo de loiro, faz mechas, californianas etc (inclusive eu) e chora quando o cabeleireiro corta um pouco mais do que ela pediu. Isso me faz pensar que muitas mulheres se sintam na obrigação de usar o cabelo assim para se sentirem bonitas, femininas e aceitas. Mesmo que cabelão e loirice não combine com o perfil de todo mundo. Conheço tantas mulheres que ficaram mais interessantes e bonitas de cabelo curto! E morenas, ruivas, de cabelo colorido.

Quando cheguei no salão para cortar uma mulher fez cara de pena "vai cortar curtinho?" :/

Quando cheguei no salão para cortar uma mulher fez cara de pena “vai cortar curtinho?” :/

Tentar se encaixar num padrão é a forma mais fácil para odiar quem você é e nunca aprender a expressar sua real identidade. Em vez de reclamar por não ter curvas, põe um cropped top e desfile sua magreza por aí. Troque o cabelo grande e preso o tempo todo, por aquele corte que você sempre quis fazer. Invista num bom mousse para embelezar seus cachos. Destaque ainda mais os olhos ou a boca grande que foram motivo de piadinhas na adolescência. De que adianta receber elogios por estar assim ou assado se isso não te representa ou não te deixa a vontade? E quem se afeta ao receber críticas ou conselhos de mudança quando está super satisfeita com suas escolhas?

Sempre existirão modelos de beleza, mas o que está ao nosso alcance é nos tornar a melhor versão de nós mesmas e curtir cada segundo do processo. Pra que se prender a formas pré-prontas se tem coisa que combina mais e te serve melhor por aí? Bom é procurar o que você realmente é e transmitir isso na suas roupas, na sua cara, no seu cabelo e em tudo mais que comunique ao mundo: isso aqui sou eu e durmam com esse barulho! Em vez de forçar a barra para caber no que estão gritando por aí que é o ideal! Então, querida, seja você mesma. Ninguém mais pode fazer isso tão bem!

novas assinaturas-nana



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/voce-nao-se-encaixa-relaxa/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
6 comentários