Home Sobre o Blog Quem somos Contato Midia Kit Categorias


Hey Phynos! Hoje tem mais um Na Cozinha com o Chá com receitinha simples e gostosa, wee!

Quem vive na correria o dia todo sabe o quão difícil é manter uma alimentação saudável. Estou vivendo o desafio de reeducar minha alimentação e trocar o delicioso Oreo (Oreo te amo, não vou te abandonar para sempre) do lanche por uma barrinha de cereal gostosa, o que é bem difícil de encontrar. Nas várias buscas pela internet por alternativas vi uma receita de barrinha de cereal no Blog Garota Esfomeada e resolvi testar. Não é que deu certo? Tão certo que resolvi compartilhar com vocês. Nessa receita eu usei:

  • 200 g de granola;
  • 100 g de castanha de caju torrada;
  • 100 g de amêndoas laminadas;
  • 50 g de castanha do Pará;
  • 50 g de morango desidratado;
  • 10 g de semente de chia;
  • Mel.

barra de cereal O primeiro passo é quebrar os grãos maiores de forma grosseira, mesmo. Em seguida, é só misturar tudo até que forme uma liga. Quanto mais mel colocar mais doce fica, então fica a seu critério a quantidade de mel. Forre um forma com papel manteiga para facilitar na hora de tirar a barrinha. Despeje a mistura e amasse bem até que a superfície fique lisinha. Leve ao forno pré-aquecido por certa de 20 minutos. Depois que esfriar, tire da forma e corte no formato que quiser. Ela vai ficar um pouco molinha mesmo, mas depois endurece na geladeira.

Muito fácil não é, mesmo? Ficou super saborosa e tem um custo benefício incrível. Gastei R$25 e rendeu 15 barrinhas o que faz com que cada uma tenha custado R$1,90. Tem alguma outra receita de barrinha? Deixa aqui nos comentários que vamos adorar testar.

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram
novas assinaturas-03





O Dia dos Namorados está chegando e nada melhor do que surpreender quem a gente ama não é mesmo? Uma das coisas mais felizes da vida é comer, e que tal fazer desse momento um gesto de carinho preparado por você? A receitinha de hoje é super fácil e democrática. Quem não lembra das panquecas da vovó? É basicamente ela só que com um toque de romantismo, olha só! Você vai precisar de:

  • 1 xícara de leite
  • 1 xícara de trigo com fermento
  • 1 ovo
  • 1 xícara de morango
  • 1/2 xícara de açúcar
  • 1 fio de óleo (pra fritar)

materiais

Passo 1: Misture o leito, o ovo e o trigo até formar uma massa homogênea e reserve.

Passo 2: Pincele um fio de óleo na frigideira e despeje um concha da massa, deixe fritar até ficar douradinha. Cuidado para não derramar muito óleo, assim a massa não espalha na frigideira e frita em formato de bolinho.

Passo 3: Enquanto a massa esfria, misture o açúcar com o morango e leve ao fogo baixo e deixe ferver até o morango desaparecer. Não tente acelerar o processo com o fogo mais alto, dessa forma, o açúcar queima e não carameliza.

Passo 4: Com uma faca de corte em formato de coração recorte as panquecas. Intercale as panquecas com a calda de morango já fria.

passos

É fácil de fazer, fica deliciosa e vai dizer que não dá para conquista pela barriga não é?

Mostra para gente quanto fizerem, é só marcar com #nacozinhacomocha ou #chadasphynas

Gostaram do post e querem saber mais? É só nos acompanhar no instagram e curtam a fanpage para ver o que andamos fazendo!

novas-assinaturas-032





Hambúrguer, o ícone do fast food. Do McDonnalds. Do Burguer King. Do Bobs.

Hambúrguer, o vilão da alimentação saudável e o horror dos vegetarianos, correto? Nooooooooooooooooope!

Amamos hambúrguer<3

Como eu sempre falo pros meus amigos: alimentação saudável não é viver a base de alface, não, galera! (também tem couve, manjericão, rúcula :P). Tudo se adapta, pra tudo se dá um jeito, né mesmo?

A receita de hoje é leve, saudável e uma opção pra quem adora um hambúrguer (eu eu eu!), mas não quer ou não pode comer carne ou só quer experimentar sabores novos, ué!
Vamos aos ingredientes:

Proteína de soja
Ovo
Azeite
Farinha de arroz
Temperos de sua preferência
Plástico Filme (Insulfilme)

HS_post2

Deixe a proteína de soja hidratar. Coloque numa vasilha com água e deixe descansar (utilizei umas 200g nessa receita). Muita gente deixa na geladeira (imersa em água) hidratando de um dia pro outro. Eu, como sempre esqueço, normalmente deixo mais ou menos uma hora, ou um pouco mais. É o tempo que eu faço outras coisas na cozinha.HS_post1

Após deixar hidratando, tire todo o excesso de água com o escorredor. Após isso vá pegando com a mão um pouco, esprema pra retirar ainda mais o excesso de água e transfira para um outro recipiente seco, aos poucos.
Dica: se você tiver em casa um pano de prato fininho, pode colocar a proteína de soja nele e espremer pra sair o líquido em excesso também! Como meus panos de prato são grossos, faço manualmente mesmo, rs.

Obs: Pra quem não curte proteína de soja e come carne bovina, dá pra adaptar essa receita com carne moída. Bem mais gostoso e mais saudável que o hambúrguer de caixinha de mercado.

Outra dica que eu dou é: coloque numa vasilha mesmo, tipo uma pequena bacia. Eu (como vcs podem ver nas fotos) tive a brilhante ideia de fazer em um prato e fiz maior estrago na pia da cozinha! Tinha soja pra tudo que é lado, rs. Por favor, não cometam esse erro haha.

Após isso, quebre um ovo inteiro em cima da soja e misture. Usei só um ovo por causa da pouca quantidade de soja, mas se você usar mais carne/soja pode colocar mais um ovo.
Após isso coloque as 2 col de sopa de farinha de arroz (ou outra farinha de sua preferência! Usei essa pq é a que tinha em casa e é sem glúten), misture e coloque um fio de azeite e os temperos que desejar. Eu nunca coloco sal nessa receita, mas podem colocar sal a gosto também. Temperei com ervas phynas e alecrim.
HS_post3

Misture e observe a consistência pra ver se terá que colocar um pouco mais de farinha ou não. A consistência ideal é quando você pegar e apertar só um pouco e formar um bolinho inteiro (como na foto).

Forre uma superfície limpa (eu usei a tábua da cozinha) com plástico insulfilme. Aí é só pegar uma forma hambúrguer (aceito de presente, fikdik), ou uma de cookies que seja aproximadamente do tamanho de um hambúrguer  pra modelar a massa. Euzinha, não tenho essa forma e: improvisei, hehe. Usei a tampa de uma vasilhinha que uso pra colocar comida. Achei ela com tamanho ideal!
Seja qual for sua forma, vá preenchendo-a com a massa feita, e desenforme no plástico insulfilme uma por uma, até o término da massa.
HS_post4
Ou você pode desenformar direto na frigideira ou na grelha também, caso queira comer na hora. Eu normalmente faço no plástico filme e já embrulho e coloco direto no freezer. De lá é só tirar e jogar na frigideira com um fio de azeite (ou outro óleo vegetal) congelado mesmo!
Essa receita que eu fiz rendeu 4 hambúrgueres. Eu não tinha em casa pão bola tipo hambúrguer, me perdoem hehe mas tinha pão de forma integral (de granola e açaí, meu favorito!).
HS_post_resultado
Cada vez faço uma combinação diferente porque adoro experimentar novas coisas, nesse sanduba/hamburguer da foto fiz com tomates chapeados com azeite e ervas phynas (<3) e queijo parmesão. Fiquei devendo o alface porque não tinha, hahaha. Ficou uma delíiicia, agarantchô! 😛

Tenta fazer aí  a sua versão e conta pra gente nas redes sociais como foi!  Se postar no Instagram é só usar a #chadasphynas

Beijos e inté mais!

novas assinaturas-04





na-cozinha-com-o-cha-2 category image
27 de fevereiro de 2015

Oi, gente. Aqui é a Nâna e, como em todas as raras vezes que posto receita no blog, aí vai a introdução básica: sou péssima na cozinha, então que isso sirva de motivação pra quem acha que também não sabe cozinhar seguir a minha dica de hoje sem medo de ser feliz pois: se eu fiz, qualquer um faz!

Sempre fui magrela, mas descobri que meu percentual de gordura estava alto – sim, magros podem ter muita gordura no corpo, não se enganem – então adotei uma rotina alimentar mais saudável. Foi aí que procurei receitas de crepioca, as quais não entendia 100% pois sou bem tapada pra receitas mas peguei o jeito de fazer e vim compartilhar com vocês os passos!

Você vai precisar de:

– 1 ovo (de galinha, só pra checar! hahaha)
– Goma de tapioca peneirada e hidratada (você já encontra no supermercado, prontinha!)
– Material para recheio (pode ser peito de peru com queijo branco, carne moída, patê de atum com maionese light, você decide!).

passo1

Separe um vasilha ou prato fundo e misture nele o ovo e duas colheres de sopa de goma de tapioca até ficar homogêneo. Dica 1: se você esperar muito para começar a mexer a goma no ovo ela vai endurecendo e fica mais difícil!

Após misturar bem, bote a mistura na frigideira, espalhando bem para preencher toda a base dela e não ficar concentrado só numa canto (porque assim não ficará redondo, bonitinho!). Dica 2: ligue o fogo baixo e deixe a frigideira esquentar por 1 minutinho antes de despejar a mistura pois assim endurecerá mais rápido.

Com uma espátula vá levantando as bordas – eu prefiro desgrudar a borda de todos os lados, cutucando com a pontinha da espátula e levantando levemente as bordas pra só depois inserir a espátula por baixo da massa, levantá-la e virá-la deixando o outro lado em contato com o fundo da frigideira. Isso é bem rápido, 30s de cada lado e já tá mais do que pronto (ou até passou do ponto, como acontece comigo, ás vezes hahaha).

recheio
Pro recheio existem diversas opções. Quando faço no jantar costumo rechear com uma mistura de atum com maionese light e cenoura ralada ou com queijo branco e peito de peru. Mas no almoço prefiro rechear com carne e aí geralmente esquento um pouco de carne moída (ralada, picadinho…)

Espalho uma colher de chá de azeite pelo fundo e laterais inferiores da panela e retiro excesso com um guardanapo (essa é forma mais saudável, sem óleo e sem excessos). Aí acrescento 1 dente de alho descascado e bem picado (e cebola, pra quem curte!), tomate que cortei em cubos e mexo por um minutinho sem parar, pra não queimar. Quando o cheiro do alho começa a exalar (dicas da mamãe) eu ponho molho de tomate e, em seguida, a quantidade de carne desejada. Rapidinho tá pronto, porque a carne tá pré pronta, é só pra esquentar e dar um tempero melhor, mesmo!

(Eu sei que isso é básico e muita gente já sabe decorado mas essa receita é pra quem realmente não manja nada de cozinha – tipo eu – e precisa de tudo bem explicadinho porque ninguém nasce sabendo e ninguém explica!)

passo2

Esquentada a carne, é só colocar sobre a crepioca e, com a ajuda da espátula, dobrar o lado superior junto ao inferior.

resul1

Pra provar que já fiz várias vezes a receita aí está um exemplo de quando fiz duas, sendo uma com o recheio queijo branco + peito de peru e a outra com o recheio de patê de atum com maionese light. Mas o mais saudável é a primeira opção pois maionese em excesso não é lá muito fitness, mesmo sendo light tem que usar com moderação ;x

final

E aqui está um prato bonito que gourmetizei só pra tirar foto e fazer parecer uma delícia e todos vocês acreditarem que AGORA SIM eu entrei pro clube das cozinheiras de mão cheia desse blog! HAHAHA

(Obs: se você é um(a) maníaco(a) fitness, não me xingue por ter incluído ingredientes menos ortodoxos na receita. Estou tentando ser mais saudável mas não entrei pra nenhuma seita de dieta saudável ou pena de morte, tá? #paz)

Espero que a receita ajude algum iniciante a perceber o quanto é fácil fazer isso e o incentive a tentar. No início você pode passar do ponto, virar a crepioca na frigideira de um jeito errado e deixá-la deformada etc e tal (hahaha aconteceu comigo!) mas com a prática você pega jeito, garanto!

novas assinaturas-01





Olá pessoas phynas!

Tenho procurado cada vez mais fazer receitas mais leves e mais saudáveis, na medida do possível, e acabei encontrando uma receita simples de geléia natural de morango (nhamn!) que resolvi testar. #2015saudável

É um doce bem rápido de fazer, prático, com ingredientes simples, nadinha de aditivos químicos :) anota aí:

materiais geleia

– uma xícara de chá de açúcar orgânico;

– cerca de 10 a 15 morangos (usei congelados, foi mais fácil de utilizar quando ficaram em temperatura ambiente);

– suco de meio limão.

passps

Primeiro amasse os morangos para que fique uma papa e vá saindo o suco. Despeje esse sumo dos morangos em uma panela, ponha o suco de limão e adicione o açúcar.

Vá mexendo até o açúcar se dissolver, após isso, deixe a mistura cozinhar – sem mexer – por alguns minutos em fogo baixo. Isso vai engrossar a calda e após uns 10 minutos, já deverá estar naquele ponto de geléia. Cuidado para não cozinhar demais, senão vira um melaço!

Escolha um pote (de vidro, de preferência), ponha a sua geléia e espere esfriar 😀 sim, é SÓ isso!

resultado

Pode passar no pão, na bolacha maria, no pedaço de bolo… fica uma delícia com tudo!

Façam bom proveito e se postarem suas geléias por aí, marquem o Chá <3 #chadasphynas #nacozinhacomocha

Curtiu o post e quer nos acompanhar nas redes sociais?  É só nos seguir: Facebook ♥ Instagram

novas assinaturas-02





Sou dessas que leva a filosofia “Do it Yourself” bem a sério, sabe? E esses tempos resolvi me aventurar no mundo das massas e pães. Tenho dificuldade em fazer bolos (alguém me jogou uma maldição, tenho certeza, só pode! faço tudo direitinho, juro!), mas aos poucos estou pegando o gingado das coisas e aprendendo os paranauês. Enquanto os bolos dão marromeno certo, o pão que eu fiz ficou show de bola!

Nada como o sabor de uma comida feita por você mesmo e bem livre de ingredientes que só nos fazem mal. Essa receita não é glúten free porque usei farinha de trigo, mas você pode trocá-la por uma farinha sem glúten como a farinha de arroz integral, farinha de côco, entre outras; eu usei a de trigo integral porque era a que eu tinha em casa.

A receitinha de hoje é integral, bem leve, clean, saudável e light! Ah, e é vegana também, o que significa que eu não usei nenhum ingrediente de origem animal (ovos, leite, etc). Então vamos lá, você precisará dos seguintes ingredientes:
ingredientes pão vegano

-2 xícaras de farinha de trigo integral (ou outra farinha de sua preferência);
-1 a 1/2 colher de sopa de açúcar (eu usei o mascavo);
-1 colher de chá de sal;
-1/4 xícara de óleo vegetal (usei de canola);
-1 sachê (de 10g) de fermento biológico instantâneo;
-1 xícara de água morna;
-1 colher de sopa de gergelim e linhaça (opcional!).

O resto é bem simples: só misturar tudo no liquidificador. Pra não demandar muita força do seu liquidificador, use aquela técnica de fazer bolo metade líquido + metade massa e coloque o líquido primeiro e metade dos demais ingredientes (normalmente eu separo em metade a farinha que é o mais pesado), bata e depois adicione a outra metade da farinha. Vai ficar uma massa bem grossa, pesada e grudenta, mas não se assuste, é assim mesmo, rs!
Vá batendo e quando tiver uma massa homogênea e consistente tire do liquidificador.

pao vegano 2
Na receita pela qual eu me guiei o próximo passo seria colocar na forma de pão untada e enfarinhada, mas eu prefiro tirar a massa e amassar com as mãos mais um pouco adicionando o gergelim e a linhaça aos poucos, manualmente mesmo. Faça como preferir :)

Após isso, coloco na forma (untada & enfarinhada), adiciono mais gergelim em cima (pra ficar bonitinho hehe) e deixo a massa descansar de 20 a 30 minutos. Gosto de pré-aquecer o forno enquanto estou fazendo a massa (por aprox. 5min), daí desligo e deixo a massa pronta descansar dentro do forno aquecido mas desligado.

Isso serve pro fermento ‘agir’ e a massa crescer. Após esse tempo de descanso, ligue o forno e coloque a massa pra assar em forno médio por aproximadamente 30 minutos. Depois de assado, espere esfriar um pouco pra desenformar e voilà, pode merendar um pãozinho quentinho saudável e delicioso!
pao vegano

Espero que vocês tentem fazer em casa! Conta pra gente como ficou, nos marque e/ou coloque a tag #chadasphynas. Beijos!
novas assinaturas - nath-04





na-cozinha-com-o-cha-2 category image
19 de dezembro de 2014

Bom, a receitinha de hoje foi fruto de navegações no Pinterest e adaptações minhas hehe. É basicamente auto-intuitivo o título e a receita mesmo!
Inicialmente fiz esse prato pra ser tipo uma salada de legumes cozidos/ao forno, mas eu achei tão completa e saborosa que virou meu prato principal das refeições quando eu a faço. Normalmente faço arroz integral ou macarrão pra acompanhar.
Os ingredientes são bem variáveis, mas vou passar a receita das fotos pra vocês.

Separem os ingredientes:
A tríade: tomate + cebola + pimentão (1 grande e inteiro de cada, só a cebola que coloquei meia)
1 Berinjela grande (amor eterno, amor verdadeiro! amo de paixão)

Dica phyna-> Nessa receita da foto coloquei só berinjela, de legume, mas normalmente coloco mais como cenouras, abóbora, vagem, batata inglesa, batata doce, couve flor. Esses são os que eu uso com maior frequência, mas vocês podem experimentar com outros! :}

Tempero:
– 1/3 de uma caixinha de creme de leite light;
– Um pouco de cebola e pimentão;
– Umas 5 unidades de pimenta biquinho <3
– Uma pitada de sal e de ervas finas e outra pitada de curry;

Finalização: Linhaça, queijo ralado e azeite a gosto.

Preparo: Fatie os ingredientes em rodelas. Para o tomate, cebola e o pimentão eu usei um processador que tenho em casa, mas pra berinjela preferi cortar a mão mesmo pra ficar com fatias mais grossinhas, mais ou menos de um dedo de espessura (lembrando que tenho uma mão de uma criança haha).

foto 1

Observação: Gente, normalmente eu uso o processador para que os legumes fiquem com fatias da mesma espessura e mais finas e o tempo no forno seja menor (normalmente cozinho à noite, cansada, então quanto mais rápido melhor hahaha).

foto 2

Bata os ingredientes do tempero no liquidificador, até formar um creme e reserve.
Em um recipiente de vidro (eu prefiro usar um recipiente menor e mais alto para fazer as camadas!) unte com um fio de azeite, e comece a colocar as camadas de legumes.
Primeiramente a berinjela (que é mais consistente), depois vá colocando as camadas de tomate, cebola, pimentão, e qualquer outro legume que tenha escolhido. Repita as camadas até que o recipiente esteja completo (ou até que tenha acabado os ingredientes reservados hehehe).

foto 3

Jogue devagar por cima da camada final o creme de temperos preparados. Vá colocando devagar e bastante nas bordas da forma para que o tempero escorra das laterais para o fundo, para temperar melhor.
Há quem prefira colocar um pouco de tempero a cada camada de legumes, mas eu prefiro só com uma camada final, pois eu acho que mais de uma camada de tempero acaba “roubando” o sabor dos legumes (enjoeira minha, rs).

foto 4

Após colocar o creme de temperos, jogue um pouco de queijo ralado por cima, e posteriormente umas 2, 3 colheres de sobremesa de linhaça por cima, em seguida quem quiser pode colocar mais um fio de azeite.

Pronto, feito isso é só colocar no forno em fogo médio por uns 20 min e está pronto seu mix de legumes ao forno! Experimentem fazer em casa misturando vários legumes diferentes e nos contem se gostaram da receita!

Beijos!

novas assinaturas - nath-04





Os últimos dias chuvosos em Manaus me fizeram lembrar de um filme que gosto bastante, “My blueberry nights” ou “Um beijo roubado”, com Norah Jones (ai a trilha sonora! <3), Jude Law (precisam de mais motivo pra ver?), Natalie Portman, Rachel Weizs e Cat Power – numa rápida mas expressiva aparição. Em uma das cenas mais marcantes a verdadeira protagonista não é a Norah Jones, mas sim, uma torta de blueberry (ou mirtilo, como queiram haha) e eu fiquei pensando como seria o gosto de uma torta tão inspiradora como essa… fui caçar a receita na internet e acabei fazendo uma receita “colcha de retalhos” e prestou!
Também querem saber como é uma torta dessas? Anotem os ingredientes:
 materiais
Para a massa:
– 2 xícaras de farinha de trigo;
– 1 xícara de farinha de rosca;
– 1 pitada de sal;
– 4 cubos de manteiga (150g);
– 3/4 de água gelada;
Para o recheio:
– 2 xícaras de blueberry/mirtilo;
– 3/4 de xícara de açúcar confeiteiro;
– 1 pitada de sal;
– 1 pitada de canela;
– 3 colheres de sopa de amido de milho;
– 1 colher de maisena;
Modo de preparo:

Primeiro misture os ingredientes da massa que forem pó, então vá misturando os cubos de manteiga e depois adicione aos poucos a água gelada até ficar uma massa mais homogênea; reserve em filme plástico e deixe na geladeira por uma hora.

1

Após esse período, reserve 1/3 da massa e ponha a outra parte da massa em uma superfície lisa, coberta com trigo e abra com um rolo de madeira pra que fique bem fininha. Coloque a massa aberta na fôrma específica para tortas (não usem uma muito grande, senão a massa não dá!) e reserve; pegue aquele 1/3 de massa, abra com o rolo de madeira e corte tirinhas na grossura de um dedo.

2

O recheio é bem simples de fazer! Basta misturar todos os ingredientes em um pote e colocar na fôrma, pois o recheio irá assar junto com a massa :) a maisena é opcional, porque em contato com o tanto de suco que o mirtilo libera, acaba deixando o recheio com uma textura cremosa, uma delícia!

Após por o recheio, pegue as tiras de massa e vá entrelaçando, muito cuidado nesse momento pois se esticar muito, pode quebrar (experiência própria, por isso o aviso hahaha)

O forno precisa ser pré aquecido por uns 10 minutos a 220ºC e então é só deixar assar por cerca de 40 minutos (ou até a massa estar bem sequinha).

chamada

Você pode comer ela quentinha mesmo ou fria, fica a seu critério!

Fica aqui algumas cenas do filme pra vocês se inspirarem <3

Beijo e um fim de semana bem doce pra todos!

novas assinaturas-02





Hey Phynos!

Já tem um tempo que criamos a categoria Na Cozinha com o Chá com várias receitinhas. Sem dúvidas gordice é algo que está sempre presente nas reuniões do Chá, até a Nâna que diz que não sabe nadica de nada na cozinha já fez uma Torta de Sorvete de Flocos (Olha aqui!). É claro que nem todas as receitas são nossas, né? Então resolvemos compartilhar com vocês 5 blogs de culinária que acompanhamos e que super nos inspiram quando pensamos nas pautas no Na Cozinha com o Chá. Olha só!

i could kill

1. I Could Kill For Dessert

O ICKFD se resume em ~muito amor~. Ele foi criado pela confeiteira Dani Noce que compartilha conosco receitas incríveis e muito lindas de doces. Fico babando quando vejo as fotos dos doces que ela posta no instragam hehe! O mais legal de tudo é que tem receitas bases, veganas, sem glúten e de drinks. Vai dizer que não é muito amor? Ah! A Dani lançou um livro chamado Por Uma Vida Mais Doce que tem todas essas receitas. Dúvida que ele está na minha wishlist de livros?

cozinha para 2

2. Cozinha para 2

O Cozinha para 2 é feito pelo casal 20 Carol Thomé e Duca Mendes. Essa cozinha é recheada de receitas deliciosas, rápidas de fazer e muito muito amor! Lá você vai encontrar toda semana um vídeo super rápido de receitas para quem não sabe cozinhar, sem fogão e complicações e o melhor: com os ingredientes que você sempre tem em casa.

Ana Maria3. Ana Maria Brogui

Com mais de 200 vídeos no canal, o Ana Maria Brogui foi o primeiro programa de culinária do youtube. Toda semana são lançados 4 vídeos novos com receitas feitas pelo Caio Novaes. Tem receita de tudo que você imaginar, desde macarons até smirnoff ice. Os vídeos te deixam com água na boca além de te fazerem rir com os erros de gravação Haha!

Petiscos4. Petiscos e Miminhos

Fico encantada cada vez que entro no blog, as fotos te deixam com água na boca. Todas as receitas são feitas pela Ana Novais que desde cedo tem paixão por cozinhar. É lá que sempre vou quando tenho procuro uma receita diferente para petisco ou quando vou preparar um brunch para os amigos. É simplesmente incrível!

gordelicias5. Gordelícias

O Gordelícias é feito pela Raquel Arellano, e o que mais nos inspira é que lá você encontra uma culinária feita por “gente como a gente” como ela mesmo diz. São receitas simples, com ingredientes diferentes e saudáveis, além de dicas de cozinha.

Esses são os 5 blogs de culinária que inspiram o Chá, conta pra gente qual é o de vocês!

Beijos e queijos,

novas assinaturas-mari





Hey Phynos! Hoje tem ‘Na cozinha com o Chá’ muito amorzinho para quem gosta de café!

Duvidam fazer um café cremoso cheio de chame em três passos? É rápido, fácil de fazer e rende bastante. Olha só!

Você vai precisar de:

  • 50 g de café em pó solúvel;
  • 2 xícaras de açúcar;
  • Leite;
  • Chocolate em pó para decorar.

passos

1. Bata por 15 minutos o café solúvel e o açúcar até que fique em posto de creme. Coloque em um recipiente com tampa e leve para ao freezer.

2. Depois de gelar bem o creme, coloque uma colher de café para uma xícara de leite quente. Misture bem e sirva.

3. Para decorar é só cortar um pedacinho de papel com o desenho que quiser, colocar em cima da xícara e polvilhar com chocolate em pó.

10707879_967881239904486_451693075_n

Está vendo como são só dois passos super rápidos?! Ganhei a aposta, vai! HAHA!

Essa receita rende bastante, é só deixar armazenado no freezer e sempre que quiser esquentar um leitinho e misturar tudo que tá pronto!

Façam em casa e marca a gente com a #nacozinhacomocha e #chadasphynas se postar!

Beijos e queijos

novas assinaturas-mari