Home Sobre o Blog Quem somos Contato Midia Kit Categorias


A Pantone criou a escala de cores mais famosa do mundo. Todo ano ela elege um tom que será tendência no ano seguente. Lembram que em 2015 foi o Marsala cheio de sobriedade que invadiu o guarda-roupa, a lojas de decorações e o maquiagem? Quem não saía de gótica suave, hein? haha!

Esse ano, elegeram não só uma mas duas cores do ano. O Rose Quartz que é um tom de rosa clarinho e o Serenity é um azul celeste  apaixonante.

Captura-de-Tela-2015-12-08-às-18.18.56

Mas por que duas cores?  A Pantone disse assim: “Em muitos lugares do mundo observamos que a divisão entre os gêneros na moda está cada vez mais fraca, o que acabou refletindo na tendência de cores em outras áreas. Isso coincide com a luta dos movimentos sociais pela igualdade de gêneros, o fato de os consumidores estarem mais confortáveis em usar cores como forma de expressão e uma geração que não se importa em ser rotulada”.

cores do ano

 

Ficou encantada com as cores mas está na dúvida de como usar essa tendência? Separamos algumas dicas que vão te ajudar!

DICA 1 – Tenha peças chave

Não precisa trocar todo o guarda-roupa para as duas cores do ano. Tendo as peças chaves como camiseta, saia e calça básicas ou de cortes reto, você consegue montar vários looks.

no look

DICA 2 – Aposte nos acessórios

Não achou uma roupa nas cores que fique legal em você? Não tem problema, aposte nos acessórios. Eles tem o poder de dar um up até nos looks mais basiquinhos.

nos acessorios

DICA 3 – Nos cosméticos também pode

As unhas e a make também fazem parte do look, e por que não usar as cores do ano nelas? O que não falta é produtos dos mais caros aos mais baratinhos com essas cores.

nas unhas

na make

Que somos (eu e Mai) apaixonas por cabelos coloridos todo mundo já sabe não é? HAHA Então não podíamos deixar passar batido sem inspirações de cabelos coloridos <3

nocabelo

Eai, o que acharam das dicas? Se vocês tiverem mais alguma deixem aqui nos comentários. Vamos adorar saber como vocês fazem haha!

Todas as imagens foram retiradas do pinterst.com

Curtiu o post? Então segue a gente, vai!
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram
assinaturas 2015-01





O ano já começou e que tal inciá-lo com o astral lá no alto e a vida mais linda e organizada?

Uma das minhas metas do ano passado era tentar ser o mínimo organizada já que estava em época do TCC e tinha muitas atividades. A agenda super me ajudou, mas geralmente ela tem uma página para cada dia e eu não conseguia visualizar o todo e sempre acabava me atrapalhando, foi então que resolvi começar a usar planner mensais.

Como coisa boa deve ser compartilhada, vamos disponibilizar todo inicio de mês um planner lindeza para vocês baixarem e algumas dicas de como melhorar sua organização!

plannercha01

DICA 1 – Estipule Metas

Escrevemos muitas metas em janeiro mas, muitas vezes, chega em dezembro e não saíram do papel. Definir objetivos não pode simplesmente ser jogar palavras ao vento! O mais importante é definir realmente o que se quer e entender a importância disso. Não adianta escolher coisas que você sabe que não podem ser cumpridas, isso vai te frustar e desanimar e esse não é o objetivo, né? Estabeleça suas metas macro mas não se esqueça da micro. Por exemplo:

Meta macro: Viajar nas férias
Meta micro: Fazer três freelas e guardar o dinheiro na poupança.

Essa meta micro você pode escrever no campo das metas do mês do planner e ir riscando assim que concluídas. Porque uma coisa é certa: o que eu não vejo, eu não lembro.

DICA 2 – Estabeleça Prioridades

O que realmente precisa ser feito e que não pode ser adiado? Não importa o que seja, pagar uma conta, ir no supermercado, responder um e-mail importante, terminar de assistir uma série… Da tarefa mais importante até as mais triviais, saiba o que é importante e execute a lista de prioridades. Marque no planner com caneta colorida ou post it, assim você não se enrola ou tem algum imprevisto.

DICA 3 – Programe o Mês

Para quem é péssima de memória assim como eu, lembrar dos compromissos é uma tarefa árdua. É extremamente importante planejar seu tempo e saber o que tem que fazer durante o mês. Desafio você a começar pelo mês de janeiro, se não conseguir o mês, comece pela semana ou pelo dia. Isso ajuda a manter o foco e procrastinar menos.

Gostou das dicas e quer colocar em prática? Aqui embaixo tem os links para baixar:

Clique aqui e baixe o planner de Janeiro de 2016

Clique aqui e baixe o planner de Janeiro de 2016 – Preto e Branco

Deixem nos comentários o que de legal vocês vão fazer em janeiro e usem a hashtag #plannerdocha se postar fotos no instagram, vamos adorar ver!

Curtiu o post? SÓ VOCÊ não nos segue ainda, diferentona!
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram

assinaturas 2015-01

 





dicas-2 category image
28 de dezembro de 2015

Quem aqui não é viciada no Spotify? Não costumo seguir as sugestões do que ouvir do programa, mas vi uma capa que me chamou muita atenção pela ilustração linda da Hsiao-Ron Chng então resolvi ouvir o álbum! E oh! Não me arrependi nem um pouco.

Troye-Sivan-Blue-Neigbourhood

Troye Sivan tem 20 anos com carinha de 13, nasceu na África do Sul, mas mora na Austrália e tem uma voz apaixonante. Seu trabalho é voltado para o indie pop com batidas eletrônicas. O álbum acabou de ser lançado e se chama “Blue Neighbourhood”, o mesmo nome dado à trilogia de clipes que formam um filme de curta metragem sobre o primeiro amor entre dois garotos. Olha só:

 

 

De longe minha música favorita é Fools, acho que consigo ouvir em looping, haha. Vale muito a pena ouvir e ver!

Eai, o que vocês acharam? Me conta nos comentários!

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram

assinaturas 2015-01





dicas-2 category image
20 de dezembro de 2015

A época de natal é uma das minhas favoritas desde criança, sou realmente dessas pessoas que amam as guloseimas, as luzinhas piscando, a decoração…minha criança interior nunca deixou apagar o sentimento de ser uma época especial. Em todo natal eu escolho algum filme (geralmente desenhos) pra assistir (enquanto como doces hahah!) e esse ano eu vou recomendar um que me marcou bastante como uma das melhores animações do ano (aí eu assisti Divertidamente e os forninhos caíram!). O filme se chama “Canção do oceano” (Song of the sea) e é uma animação belíssima inspirada em uma lenda escocesa/irlandesa que foi indicada ao Oscar de melhor animação desse ano <3

song-of-the-sea-promo-1021x580

E por que assistir essa animação no natal? Bom, se natal é o momento ideal de estar com a família e celebrar isso, então o filme tem tudo a ver! Não se deixem enganar pelas aparências, apesar de ser um filme infantil, há muito de valores familiares no roteiro, muitos momentos que quando nos tornamos adultos, conseguimos compreender melhor.

A história se passa em alguma época sem grandes tecnologias além de rádios e carros e mostra a dinâmica da família de Ben e Saoirse, que moram com o pai e o cão de estimação em um farol.

Song-of-the-Sea-02-700x357

Saouirse era uma criança muito aguardada pelos pais e o irmão mais velho, mas sua mãe, que contava lindas histórias e era a personificação de amorosidade, desapareceu no dia do seu nascimento. A garotinha nunca disse uma palavra, o pai se tornou taciturno e o irmão cresceu revoltado e sem muito amor pela irmã. Até que um dia Saouirse encontra um manto branco e sai de madrugada ao encontro de um grupo de focas que a chamavam para brincar no mar.

SongoftheSea-saouirse

A família descobre e para protegê-la do perigo, sua avó paterna resolve levar os netos embora para morar com ela na cidade.

Song Of The Sea

E é a partir daí que começa toda a aventura de Ben e Saouirse, encontrando diversas criaturas fantásticas e o principal, transformando aos poucos as relações familiares.

songoftheseatrailers-imagem01

O filme é lindo em todos os sentidos, feito em 2D, traz uma nostalgia para quem foi criança antes dos anos 2000 (ou quando só a Pixar fazia desenhos digitalizados, vide Toy Story) e cada cena poderia ser uma ilustração rica em detalhes para se ter num quadro em casa <3 a narrativa flui sem cortes bruscos ou tempo acelerado (bem como era o tempo sem internet/tecnologias, quem lembra?), contando a história de forma simples mas muito delicada, dá pra perceber como foi feito com carinho.

Outro grande presente dessa animação é a trilha sonora, que transporta mesmo para um mundo celta, cheio de criaturas fantásticas. Aplausos para a cantora Lisa Hannigan, que dá o tom certo de doçura para as canções principais.

Se você ainda não se convenceu de que seja um bom filme para assistir, veja o trailer e perceba um pouco de tudo que comentei por aqui:

E quem resolver assistir ou já conhecia a animação, deixa aqui seu comentário sobre o filme!

Ps: eu consegui assistir usando o Popcorn Time, mas já vi torrents disponíveis para download por aí :)

assinatura mai

 

 





dicas-2 category image
9 de dezembro de 2015

Nada mais monótono do que uma casa sem vida. Nada contra o minimalismo, gosto de comodos arejados, monocromáticos e clean mas para uma casa transmitir a personalidade de quem mora nela, é preciso deixar pelo menos um espaço dedicado a elementos que tenham a cara do dono. Que tal escolher UMA parede da casa e dar seu toque nela? Quer ideias de como fazer isso?

1. Parede “quadro negro”
Uma SUPER tendência na decoração de interiores, essa ideia permite criar um ar mais criativo e versátil em qualquer comodo! Como faz pra ter uma? Tinta acrílica fosca. As cores mais populares são o preto e o verde escuro, simulando quadros de sala de aula, mas dá para usar outras cores sem problemas! Tem medo de pintar a parede em um tom escuro e ter dificuldade de cobrir a cor, depois que enjoar? Tem a opção de papel contact preto fosco! Dá o mesmo efeito e permite que você limpe os desenhos e palavras com um paninho molhado.

quadro negro

2. Quadrinhos com frases

Nem todo mundo é adepto de sair espalhando fotos de parentes ou de si mesmo pela casa. Até porque os porta-retratos cumprem bem esse papel ocupando estantes e prateleiras com maestria! Então, que tal decorar a casa com frases?! Podem ser frases com mensagens positivas, frases com os jargões que os moradores mais falam ou até mesmo trechos de músicas que representem os moradores. A Laura Júlia Núñez, uma leitora super querida nossa, me passou umas frases em espanhol (remetendo às suas origens) que gostaria de enquadrar para dar vida à parede do seu mini bar no novo apartamento. Fiz os layouts de tamanhos diferentes, de acordo com as medidas dos quadros que ela comprou, e usei fontes variadas para criar um efeito mais legal. Ela adorou!

laura

3. Emoldure arte!

Quem disse que arte é só o que está nos museus? Sabe aquela caricatura que seu amigo talentoso fez sua? O desenho que a sobrinha te deu de Natal? As ilustrações que você encontra na internet e tem a sua cara? Posters de filme que você gosta ou até desenhos retrô super charmosos? Imprima em papel fotográfico (ou papel couchê gramatura 180g, em gráficas rápidas) e emoldure. Nem precisa comprar molduras caras, dá pra criar as suas próprias usando papelão ou papel paraná, estilete e tinta preta (ou de cores diferentes, se preferir). O Matheus Melo, outro leitor, mostrou como fez as dele para inspirar vocês a tentarem, também! Adoramos o resultado.

matheus

E aí, deu vontade de mudar algum cantinho da casa? Aproveita a vibe de mudança do fim de ano e se joga nessas ideias criativas e econômicas – do jeito que a crise exige que sejam hahaha. Tem alguma outra dica ou quer nos mostrar o que você fez na sua casa? Poste nas redes sociais com a hashtag #chadasphynas que nós vamos conferir tudo!

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram
assinaturas 2015-03





A sociedade está cada dia mais imersa em novas tecnologias, dependente de redes sociais e refém dos compartilhamentos e divulgações que extrapolam os limites do desamor. Ia ser tão lindo se todo mundo usasse a internet, os aplicativos e as redes sociais para propagar o bem, né? Mas infelizmente, não é bem assim que acontece.

A dica da #quintacult de hoje vem despertar as pessoas para uma questão extremamente importante e  pouco abordada: por que existe a necessidade da mídia em compartilhar a dor alheia? E por que as pessoas gostam tanto de assistir e ler sobre coisas ruins? O tema do filme-dica dessa quinta aborda a exploração da tragédia pela mídia e a maneira como as pessoas não se intimidam em divulgar cenas de acidentes, sem se preocupar com pais, mães, maridos, esposas e filhos que são obrigados a ver seus entes queridos em grupos de WhatsApp e portais de “notícias” que pouco se importam com a dor, cegos pelo número de cliques que receberão.


abutre

O filme dessa semana é forte (então, se você não está com o emocional estável e um estômago de aço, aviso logo – ele vai te fazer ter raiva da mídia e/ou vomitar). O Abrutre (nome original: Nightcrawler) é um filme de drama e suspense americano escrito e dirigido por Dan Gilroy de The Bourne Legacy. E conta a história de Louis Bloom, que enfrentando dificuldades para conseguir um emprego descente decide entrar no submundo da mídia que é responsável por “eventos” criminais. O personagem corre atrás de crimes e acidentes chocantes e trágicos, registra tudo e começa a vender as imagens para os interessados. E o pior, isso mostra que essa área de “entretenimento” está cada vez mais em alta, e pagar melhor pelo que a cena tiver de pior.

Nightcrawler-crítica

O ator que interpreta o protagonista, Jake Gyllenhaal, foi indicado ao Oscar em 2006 pelo filme “O Segredo de Brokeback Mountain”, e por mais que nesse filme sua atuação seja excepcional, em “O Abutre” o ator superou todas as expectativas e foi (SUPER) injustiçado por não receber indicação alguma em 2015. Ele emagreceu cerca de 10kg para o papel, ficou com aspecto de doente (mental e físico), como um viciado e é perceptível sua entrega ao personagem, de tal modo que toda a construção da personalidade de Bloom vai ficando pesada a medida que ele intensifica seu trabalho. Ao mesmo tempo em que ele parece totalmente no controle da situação, parece também a ponto de explodir.

O enredo é mais real do que se imagina, é um retrato assustador da capacidade humana de inverter seus valores, de transformar fatalidades em espetáculo, em audiência e nos faz ter vergonha da quantidade de porcaria televisiva e informativa que consumimos, seja nos jornais ou nos grupos que compartilham desgraça. Podemos refletir sobre para o quê damos importância, para o que damos audiência. Porque é clara a crítica: se sangrar, alguém vai pagar pra ver, e a demanda é de fato impressionante.

Abutres de Manaus durante 2 acidentes graves. Obs: divulgar foto de pessoas mortas é CRIME.

Abutres da vida real durante 2 acidentes graves em Manaus. Obs: divulgar fotos de pessoas mortas/feridas em acidente é CRIME.

Nesse post não quis falar muito sobre a sinopse do filme, mas o sentimento que ele me trouxe e as milhões de críticas que me fez formular, já são suficientes para eu indica-lo e recomendá-lo principalmente para você, que assim como eu reflete sobre os limites morais e éticos da humanidade. Ficou curioso(a) em acessar uma reportagem, assistir um vídeo ou baixar uma foto sobre tragédia? Procure coisa melhor, como um bom filme. E eu recomendo: O Abutre.

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!

 

assinaturas 2015-05





dicas-2 category image
25 de novembro de 2015

Dia desses, olhando alguns vídeos postados do Facebook, apareceu na timeline o vídeo de uma garota tocando um instrumento muito diferente, que parecia um mini disco voador, com um som hipnotizante e desde então fiquei procurando mais informações e vídeos sobre ele. Apesar de não entender muito e nem conhecer tanto de instrumentos (só sei mal e mal do piano haha), música sempre foi um tema muito importante e constante na minha vida e por isso quis começar a escrever sobre aqui pelo blog :)

Voltando ao instrumento “disco voador”, descobri que se chama “Hang” ou “Han” em alemão e foi criado no ano 2000 na Suíça pela empresa PANArt Hangbau. É um instrumento de percurssão da onde sai um som muito suave, relaxante, bem etéreo. Vocês vão entender melhor do que to falando vendo o mesmo vídeo que assisti na timeline do facebook:

O que mais me chamou a atenção foi a cadência (sequência de acordes que produz determinada harmonia), clareza do som e depois desse vídeo foi “ladeira abaixo”, fui atrás de mais fontes onde pudesse ouvir esse instrumento:

Até uma música da Bjork que eu já conhecia, do álbum Biophilia, também tem o som do Hang de fundo!

A essa altura provavelmente você  já deve estar pensando como que faz pra ter um desses, né? Descobri que atualmente já existem diversos modelos “genéricos” do Hang. Isso porque logo que foi lançado no mercado, a procura foi muito maior que a produção (que é totalmente artesanal), fazendo com que a PANArt criasse lista de espera (de anos, tá pra vocês?) para entregar os Hangs ~originais~ (que inclusive podem chegar a custar uns 10 mil doláres, apenasshh). Com isso também surgiu um sentimento de exclusividade e uma espécie de círculo musical VIP entre aqueles possuidores do Hang fabricado pela PANArt (#preguiçzZz).

Muita gente cansou de esperar e/ou achou besteira esse negócio de exclusividade e foram criando outros tipos de Hang, em formatos similares, alguns coloridos, outros mais futuristas, alguns com sons mais parecidos com panelas (hahaha).

Na edição deste ano do Sónar em Barcelona, evento que reúne música alternativa e tecnologia (pra dizer o mínimo! Sonho da vida ir em uma edição, já perdi as que tiveram Mogwai e Explosions in the Sky em São Paulo :~ ), foi apresentado o Ovalum instrumento eletrônico inspirado no handpan (versão americana do Hang) e que tem a possibilidade de conectar suas composições à aplicativos e softwares de edição musical 😀

Sei que nessa busca por informações acabei encontrando também uma cooperativa de artesãos de Minas Gerais, a Disco Soador, que fabrica “Tank drums” (mais uma criação inspirada no Hang) a partir de botijas de gás (olhem que lindo a sustentabilidade posta em prática!). Lá dá pra customizar seu instrumento como quiser e nem custa uma fortuna <3 to aceitando de presente, inclusive! #vaiquecola

Espero que tenham gostado do post e se quiserem sugerir algum som novo pra gente comentar por aqui, é só falar!

assinatura mai





Olha só quem está de volta! A hashtag #quintacult estreou semana passada aqui onde eu (Klyo) me apresentei e apresentei a vocês minha sugestão de “Um filme MUITO bom“. Dessa vez a dica é diferente mas muito útil! Sabe aquele ditado “Não se deve julgar o livro pela capa”?. Se adaptarmos ao universo do cinema, a frase seria a mesma do título desse post.

Depois de ver “Os intocáveis”, eu e Nana tratamos de escolher outro filme pouco conhecido que despertasse nossa curiosidade . Logo nos deparamos com essa pérola no Netflix. O que seria isso? Uma adaptação da Belo Adormecida adulta para os cinemas? Uma crítica? Releitura? Que seja! Essa associação ao universo Disney com uma pegada realista nos atraiu. Lemos a sinopse, que nos informou pouco e causou certa estranheza, mas preferimos ignorar isso e assistir o filme para tirar nossas conclusões.

beauty1

“Sleeping Beauty” (Beleza Adormecida no Brasil), baseado na história de uma garota que trabalha como garçonete, ajudante administrativa e servente sexy de festas de senhores com dinheiro. O papel principal é da atriz Emily Browning, que interpreta Lucy (ou Melissa, ou Sara). É, definitivamente, um drama com uma atmosfera muito esquisita, e mostra uma jovem completamente inconsequente que arranja um novo emprego bem suspeito.

Um dos vários empregos que ela arranja ao longo do filme

Um dos vários empregos sem noção que ela arranja ao longo do filme

O filme tenta ser detalhista mas acaba sendo insuportável, a vontade de pegar no sono ou desistir de assistir só não se efetivou porque eu e a Nana ficávamos rindo e imaginando o porquê daquela narrativa bizarra e história sem sentido tem quase DUAS estrelas no netflix e ainda ser recomendado em alguns sites. A história é basicamente um retrato assustador da vida de uma garota que vive de um emprego ao outro, (e nós não entendemos como 24 horas de um dia conseguem abranger todas as suas atividades) e que é envolvida em um trabalho relacionando prazer, fetiches mórbidos, ‘modelitos’ insinuantes e ainda por cima ser drogada com soníferos fortíssimos toda noite para satisfazer velhinhos (nojentos) que se aproveitam da situação (de ela estar capotada dormindo lindamente – sem babar e se mover)…

 

Existe um Oscar para quem consegue manter sa mesma expressão durante um filme inteiro?

Existe um Oscar para quem consegue manter a mesma expressão durante um filme inteiro?

 

A atriz/barra) personagem (afinal não dá pra entender aquilo como atuação) passa o filme todo com “cara de paisagem” – e quando é exigida alguma emoção, ela simplesmente não convence. O filme não tem propósito, não tem sentido, não tem bons diálogos, nem boas histórias e também não tem emoção. Com o foco na protagonista tentamos entender uma história que é um absurdo completo. Com direito a um nu frontal (totalmente desnecessário, mas cômico) de um senhorzinho de mais de 70 anos de idade, o filme se torna cansativo e bem cafona em quase todas as cenas.

O emprego mais bizarro, que dá nome ao filme!

O emprego mais bizarro, que dá nome ao filme!

E porquê afinal de contas resolvi citá-lo aqui? Primeiro porque eu sou MUITO legal e gostaria de adverti-los, segundo porque a maioria dos “cult”, admiradores de “bons” conteúdos e amantes da indústria esquisita do mundo parecem gostar dessa porcaria cinematográfica e terceiro porque eu queria dizer que se um filme não me traz boas histórias, sorrisos, bons diálogos, BOAS interpretações, até mentira doida, super-héroi, ficção, medo ou qualquer sentimento, ele não é um bom filme. (só vale a companhia mesmo).

A dica final desse post é: na dúvida, leia as críticas e não a sinopse! Enquanto assistia ao filme, já com total estranheza ao enredo apresentado, eu parei para pesquisar pelo celular algumas críticas e vi, pelas descrições, que viria mais bizarrice pela frente. Só não parei de assistir ali mesmo por questão de honra (começou, tem que terminar) mas certamente não teria nem perdido tempo se tivesse lido as críticas antes.

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram

assinaturas 2015-05





A época mais linda do ano chegou! Wee! E mesmo que não seja um dos melhores anos para a economia do país, o orçamento tenha diminuído ou você esteja tentando burlar o culto ao consumismo e voltar à verdadeira essência do Natal, ainda é possível presentear quem amamos.

tumblr_my12wnj0GV1qft49to1_500

Vem ver as 7 dias que separamos para presentear em tempos de crise!

#1 Elabore uma lista de pessoas para presentear

Não tem como comprar presente sem saber quem vai presentear, não é mesmo?! E nada melhor do que listar essas pessoas queridas para não esquecer de ninguém. Inclua mãe, pai, irmão, filho, namorado, parentes e amigos. Vai presentear o chefe ou a tia da limpeza? Inclua-os também! (Achei o planner, da imagem abaixo, para baixar aqui).

#2 Defina um orçamento

É muito importante saber quanto você tem para investir nos presentes, assim você consegue estipular o quanto vai gastar com cada um da sua lista. Depois de estipular o orçamento, não exceda o valor e nem faça dívidas para o ano que vem. Lembre-se das férias e de todos os impostos e taxas que mudam com a virada do ano. Já tem um orçamento em mente? Então segue para a próxima dica. Se ainda não tem, faça um! Analise seus gastos mensais, valor do décimo terceiro salário e veja o quanto pode investir nos presentes.

#3 Vá as compras com antecedência

Não espere chegar dezembro para fazer as compras, as lojas ficam lotadas e os valores sobrem. Se você já tem uma lista de quem vai presentear, pode aproveitar algumas promoções. Final de novembro tem a Black Friday!

#4 Pague à vista

Quem não sabe sobre as altas taxas de juros cobradas pelas administradoras de cartões quando parcelamos? Há lojas que podem dar excelentes descontos para pagamentos à vista e em dinheiro. Organize em envelopes identificados o dinheiro reservado para os presentes, assim você estipula quando gastar com cada presente. O segredo de usar apenas dinheiro é que não dá para extrapolar o orçamento, mesmo que você tenha vontade!

presentes#5 Compre presentes iguais

Quem disse que tem problema dar presentes iguais? Eu acho uma ideia muito esperta se usada com criatividade. Considere dar presentes iguais para suas tias, amigos, colegas de trabalho, prestadores de serviços ou até mesmo crianças. Você pode optar por biscoitos, chocolates e panetone ou comprar em lojas de atacados alguns objetos de decoração e acessórios. Tenho certeza que você irá economizar algum dinheiro fazendo isso.

#6 Faça você mesmo

Por que não presentear com algo que você mesma fez? Use sua criatividade e habilidades manuais, você economiza e torna único e exclusivo o presente. Clica aqui e veja nossos tutoriais, tem vários opções de DIY para presente.

#7 Sugira presentes alternativos

Que tal utilizar o valor do presente em um passeio, um jantar, bons drinks ou mesmo uma girl’s night? Pode ser uma opção ótima de presente, tendo em vista que o grande significado do espírito natalino é compartilhar energia positiva e viver bons momentos!

Não é porque o orçamento no Natal desse ano está menor que você precisa desistir de presentear pessoas queridas. Mesmo assim pode ser um temporada cheia de alegria e boas lembranças.

E vocês, tem alguma ideia de presente de Natal? Deixa aqui nos comentários, vamos adorar saber!

Ah, e falando em presentes…você é fã de Star Wars? Corre aqui pra ver o sorteio que vamos fazer de bonecos handmade da princesa Leia e Darth Vader. O resultado sai dia 30/11, corre lá!

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram
assinaturas 2015-01





dicas-2 category image
12 de novembro de 2015

E eis que finalmente eu recebo o convite (que esperei uns anos para receber) de escrever para o blog das minhas phynas amigas (como convidada – não me mandem olho gordo de inveja, eu ainda não sou uma phyna). Como eu não abro mão do meu posto de única melhor amiga da Nâna (deu para sentir o ciúme?) decidi no mês de férias do curso de Francês dela e da minha vida corrida de professora, chamá-la para assistir um filme em francês (para ela aproveitar e treinar), e então a quinta-feira ganhou novo significado no mês de julho: decidimos reservar esse dia da semana para vermos filmes e matar a saudade. Nossa #quintacult começou com um filme MUITO bom e que me serviu de incentivo para escrever como minha primeira dica.

intouchables21

Intouchables, Intocáveis (no Brasil) é considerado um dos filmes mais rentáveis na história da França (talvez por ser fabuloso). Coisas simples me fascinam e a história é de uma simplicidade tamanha, sem enrolação, sem muito drama mas muita emoção, sem grandes efeitos e com uma pitada exata de humor. O filme é baseado na história real do empresário Philippe Pozzo di Borgo e aborda a construção da sua amizade com o argelino Abdel Yasmin Sellou. E nada melhor do que assistir um filme que define tão bem o conceito de amizade com sua melhor amiga (que amor!) .

intouchables11

Os dois personagens principais são duas pessoas que vivem em mundos diferentes e que de tão opostos encontram razão suficiente para construir uma grande amizade. Um é rico, meio mau humorado e tetraplégico: Philippe (interpretado pelo ator François Cluzet) e o outro é problemático, desbocado, sem filtro algum e pobre: Driss (interpretado por Omar Sy). E é através dessas diferenças e com humor honesto sobre desigualdades (físicas e sociais) que eles atuam brilhantemente. As desigualdades sociais e raciais não são o foco do filme, o foco é a relação entre Philippe e Driss, por isso a sintonia entre os protagonistas (e o modo como a percebemos) é o maior trunfo do filme. E por focar no relacionamento de dois amigos extremamente diferentes, a obra é uma divertida e melancólica maneira de mostrar a capacidade humana de superar diferenças, de mostrar que a admiração recíproca vai além de se alcançar padrões.

The-Intouchables-Movie-Poster

O filme mostra que de maneira sincera (e singela) as relações podem ser construídas com confiabilidade, respeito e outras qualidades admiráveis que todos somos capazes de alcançar. Intocavéis é o retrato real de uma verdadeira amizade (aquela onde um aceita o outro pelo que ele verdadeiramente é). Não existe reviravoltas dramáticas exageradas, planos malignos, mentiras e coisas do gênero (que a maioria dos filmes americanos mostram quando assunto é amizade). Os problemas apresentados são reais, sendo a visão sobre eles mais positiva do que qualquer outra coisa, nos emociona na medida certa e, acima de tudo, nos faz rir. Super recomendado.

Ficou curioso(a)? O trailer em HD vocês podem ver clicando aqui e o filme está disponível no Netflix! Espero que tenham gostado da dica pois semana que vem tem mais!

Curtiu o post? Então mostre seu amor e compartilhe! ♥
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram

assinaturas 2015-05