Home Sobre o Blog Quem somos Contato Midia Kit Categorias


dicas-2 category image
23 de fevereiro de 2017

Olá a todxs, a ~pedidos escreverei alguns (sim, me aguentem!) posts sobre coletor menstrual, vulgo copinho; porém, antes de mais nada gostaria de avisar que teremos: sangue

Leona: que mulher!!!

Leona: que mulher!!!

Apenas um aviso no caso de alguém ter algum problema com informações e conversas (calma, miga, não criemos pânico pois não terão ibagens escatológicas or something…) a respeito desses imensos (aproximadamente) 70ml de sangue perdidos pelas mulheres mensalmente. Dito isso, vamos primeiramente explicar o que é, segundamente vamos responder algumas indagações mais comuns.

Favor assistam esse maravilhoso vídeo (só clicar na imagem)

O QUE É ISSO, MANA?

O coletor menstrual é um “copinho” de silicone que substitui o uso de absorventes menstruais usuais (externos e internos) e, embora seja uma criação antiga, só nos últimos anos que tem tido um crescimento no número de adeptas, mas ainda sim é motivo de estranheza pra maioria das mulheres.
Ele foi criado em 1908, mas era bem diferente do que conhecemos hoje. Daí em 1937 uma mulher (iluminada!) chamada Leona Chalmers adaptou a criação primitiva para uma versão mais próxima do que usamos hoje em dia. Serei eternamente grata, miga!

a evolução do coletor

Obviamente o copinho deu uma modificada e modernizada de 37 pra cá, mas a ideia central ainda é a mesma desde o início: coletar o sangue menstrual. Ele é feito de silicone cirúrgico (ou elastômeto termoplástico para os íntimos) hipoalergênico e antibacteriano, e por isso não irrita a mucosa, ou seja, quem tem alergia aos absorventes convencionais, camisinha, etc pode ficar tranquila!

anatomia do copinho
Entre as minas que usam o que mais se ouve é o adjetivo: “libertador“. E porque é mesmo, pensa que liberdade poder usar a roupa que vc quiser e não se privar de atividade nenhuma (a não ser que vc queira) com medo de vazamento no seu período menstrual. É tribom!
Embora não exita um tipo de absorvente (aliás não existe nada no mundo) que seja O melhor para todas as mulheres do mundo, penso que o coletor é uma ótima alternativa aos métodos habituais para a maioria das mulheres,  e contribui muito pro bem-estar individual das meninas, e de quebra o planeta agradece!

DÚVIDAS FREQUENTES

# Não é caro?
É muito mais vantagem, creia, mulher! Vamos pensar aqui com a gente acompanhando seguinte raciocínio: suponhamos que cada mulher menstrue, em média, 4 dias. A recomendação para absorventes externos é que se troque a cada 4 horas, logo são 6 absorventes por dia, totalizando uns 24 absorventes externos, em média, por ciclo (recomendação dos ginecologistas para uma higiene saudável e sem risco de infecções). Isso por mês. Tendo cada ano 12 meses, logo dá aprox 288 absorventes por ano (36 caixinhas com 8). Se adotarmos que a primeira menstruação normalmente ocorre entre os 11-13 anos e a menopausa aos 50, vamos ter uma média 12 mil absorventes usados por cada mina ao longo da sua vida.

E levando em conta que temos 1.75 bilhões de mulheres em idade reprodutiva no mundo, pensemos a quantidade de absorventes (façam a conta e me falem pois minha cabeça deu bug nos 12mil, sou de biológicas rs).Vamos supor que uma caixinha de 8 absorventes custe uns 3 reais X 36 dá uns 108 reais em um único ano, pelo menos. E depois de tanta conta (eu juro que acabou pois estou: cansada!) venho vos informar que a média de valor de um coletor é 80 reais e ele tem uma alta durabilidade (depende mais dos seus cuidados com ele, na verdade, mas de 5 a 10 anos). Logo…

Pensando nas brusinhas que vô comprar com o dinheiro que sobrará

# Ele ajuda a diminuir/aumentar o fluxo?
Não, manas. O fluxo da nossa menstruação é regulado por fatores internos e hormonais. O que acontece é que a gente normalmente não tem muita noção dos nossos ciclos biológicos (menstruais, então…) um exemplo disso é que a gente acha que sangra litros e quando começa a usar o copinho vê que não é bem assim…é bem pouquinho, na verdade, mas no absorvente externo se espalha na superfície do mesmo e parece que estamos em hemorragia. Então, não é que o fluxo diminui, geralmente somos nós que entendemos melhor nosso ciclo.


Adiciona-se a isso que o coletor coleta (por isso o nome, dã) o sangue direto da saída do colo do útero, ou seja, antes dele chegar no canal vaginal, logo o caminho do sangue menstrual é ‘encurtado‘. Então, normalmente o tempo que esse sangue que é liberado levaria para terminar de percorrer o canal vaginal e vir, literalmente, ao mundo externo é diminuído (pois ele não precisa fazer esse trajeto pois foi ~capturado antes), o que dá a impressão que diminui o ciclo ou fluxo. Não diminui o fluxo, você que passa a se entender melhor, quer coisa mais maravilhosa que isso?

# Não fede?
Essa foi uma das coisas com a qual eu mais me admirei, pois descobri que nosso sangue menstrual não fede nada, nadica mesmo. Nós somos convencida pelos outros, outras e por nós mesmas que a menstruação é uma coisa nojenta, horrível, que fede etc, mas na verdade não é nada disso. O odor ocorre quando o sangue entra em contato com o ar e coagula (apodrece), o que acontece dentro do absorvente interno (e não dentro da gente), e isso não acontece no coletor pois ele segura o sangue antes que entre em contato com o ar (por conta do vácuo criado por ele).

# Ah, mas vou ter que tocar em sangue, que nojo! Urgh!
Miga, uma coisa é certa: você vai precisar se tocar. E nessa última dúvida entra também o ponto do porquê que os coletores não são tão populares e divulgados na mídia, e motivo pelo qual enfrentam tanto preconceito e ‘torcidas de nariz’ pelas mulheres: a gente tem que entrar em contato com o próprio corpo, e nós não fomos educadas pra isso.

Como o coletor fica no canal vaginal, logo abaixo do colo do útero, é preciso dobrá-lo e introduzi-lo com os seus próprios dedos. Isso é um tabu. O que mais se ouve é:

“Mas vai ficar dentro de mim?”
“Mas tem que colocar o dedo lá dentro?”
“Ai, prefiro não, não gosto de nada lá dentro” (tá bom… duvido!)
“Isso deve fazer mal”

A mulher tocar em seu próprio corpo, conhecê-lo, aceitá-lo ainda é uma dificuldade na nossa sociedade. Falar das necessidades e dos ciclos do corpo feminino (que por séculos fomos ensinadas a esconder, a odiar, a disfarçar) ainda é uma dificuldade, mesmo com tanta informação na mídia. Esse empoderamento e percepção do nosso próprio corpo feminino e da nossa natureza mais profunda é difícil e se dá individualmente de modo bem lento.

O bom é que, em se tratando do coletor, normalmente, a impressão ruim dessas afirmativas acima geralmente se modifica depois do primeiro uso ou da simples conversa, até pela internet, com outras mulheres que já usam coletor.
Pensamos que devemos todas apoiar todo e qualquer iniciativa que vise a dar mais liberdade e opção de escolha para a mulher, lembrando e respeitando sempre a individualidade de cada corpo, cada história. Lembremos que quanto mais alternativas tivermos, melhor. Portanto, é hora de olharmos com mais carinho para nossos corpos, nossos ciclos, nossa menstruação, ou seja: para nós mesmas.

vaidecopinho cópia

OBS: Imagens retiradas do infográfico sobre Coletor Menstrual desenvolvido por Scarlet Nivea Santos Figueiredo (UFES), clique aqui pra baixar. Obrigada a todas que criam e ajudam a divulgar esse tipo de material enriquecedor.

assinaturas 2015-02



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/vai-de-copinho-parte-i/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




Você já conseguiu a parte mais difícil: garantir ingresso para o melhor Halloween da cidade! Agora seu desespero é por não ter decidido ainda que fantasia usar no grande dia, adivinhamos? CALMA, JOVENS! Estamos aqui pra trazer inspirações e ideias faceis de se reproduzir ou improvisar em tempo recorde para garantir que sua passagem pela Popsicle não seja em branco. Preparados?

1 ) Taca make nessa cara!

Uma boa maquiagem pode ser o foco central da sua fantasia e a roupa ser só um complemento secundário. Reunimos inspirações de 3 maquiadoras, duas aqui da terrinha e uma vlogger nacional que é um misto de gótica com glitter! Olha só:

savana

Olha que estilo bacana a Savana usou para criar essa Mulher Maravilha e a Harley Quinn! Dá pra usar como referência pra outros personagens de quadrinhos, hein? Nos apaixonamos pela versão de sereia mística dela, por essa releitura de um personagem de American Horror Story e pelo Coringa ultra expressivo! Dá pra deitar e rolar com as makes!

karen

Agora a Karen, blogueira/vlogger nacional de make! A primeira foto é uma prova de que dá pra pegar uma roupa preta, comprar um chapeu no centro, ir de bruxinha e ainda ficar autêntica, SE você arrasar na make! Outra dica é investir em acessórios como chapeus e PERUCAS! Se focar na maquiagem e nesses itens, você já tem 50% de uma fantasia incrível! Agora o que dizer dessa sereia gótica? Amamos! Também aprovamos a ideia de ir de drag com as amigas! Ou se montar inspirada(o) na sua cantora pop favorita (essa da direita não tá A CARA da Lady Gaga?). Resgatar personagens da infância também é uma aposta certeira pra fugir dos personagens-tendência-d0-momento e nós adoramos a fantasia de Sailor Moon, dá pra ir em grupo!!!

paula

Agora vamos falar de Paula Murta que é um talento INCRÍVEL. Aí você já tem dois estilos de caveira e uma outra releitura da Harley (inclusive tem vídeo tutorial no canal dela ensinando a reproduzir). Nós adoramos esse lance de usar o cabelo, então lacinhos, orelhinhas e etc como penteado são uma aposta fofa pra complementar o look. Com esses coquinhos poderia até rolar uma make de onça pintada, hein?! Essa make central tá mara pra quem pretende ir de vampiro ou zumbi ela inclusive brincou que “nesse caso pode batom nos dentes” e achamos a dica de borrar o dente propositalmente ótima pra make halloween! Por último uma make bapho que você pode complementar com acessórios como uma coroa, chifrinhos, asas negras ou o que mais pensar!

2) Espante seus receios!

“Ai mas muita gente deve ir disso” ou “Acho que essa fantasia não combina comigo” são pensamentos que você deve afastar agora mesmo. O objetivo maior é se divertir então pra que ficar se tolhendo antes mesmo da festa começar?! Quer ir de Harley Queen? VAI! Se achar outras 15 por lá aproveita e monta um Squad pra foto! Quer ir de sereia mas tem cabelo raspado, sua pele é verde e você não tem o corpo da Pugliese? FO#@-$E, vai sim! Passou o ano todo sendo desconstruidona pra agora ficar se limitando? PAROU, NÉ?! Inspirem-se nessa Harley Islamica(?), Male Malévola e sereia de ébano.

sem-tabu


3) Busque inspiração nas séries que você gosta!


Não precisa se caracterizar por completo de um personagem! Para bom fã, uma boa referência basta! Esse é um jeito criativo de entrar no clima e ainda arranjar assunto com outros fãs da série pela festa. Aproveita e oferece um drink pro boy que captar a mensagem no seu look! O mesmo vale pra filmes, claro!

4) Nem sexy, nem aterrorizante… engraçado!


Ok, não tá afim de ir de diabinha sexy nem de morto vivo com sangue escorrendo na cara igual ano passado, né? Dá pra adotar o bom humor e causar de outro jeito. Que tal fazer cosplay de maquininha de cartão com a mensagem “transação não autorizada”? Isso causa arrepios! Você e seu boy podem ir também de “perfil de facebook compartilhado” hahaha algo bizarro e horripilante (desculpa quem tem!). Que tal uma blusa com estampa de conversa de whatsapp e a frase: “oi, sumido” do remetente “ex”? Aí embaixo tem um rapaz fantasiado de ENEM, um de morto pelos impostos e outro de “Lance de uma noite”, que poderia ser alterado pra “primeiro encontro”, só quem usar Tinder, Happn ou Grindr sabe o terror que isso pode ser hahaha.

funny

 

Gente, o lance é usar a criatividade e se empenhar MESMO em se divertir porque essa edição promete ser uma das melhores, a galera da organização está se empenhando pra caramba e os ingressos esgotados com mais de um semana de antecedência são um termômetro de que esse Hallow-inn Hotel vai ser incrível. Aqui embaixo vão mais algumas inspirações aleatórias que podem fazer aquele PLIM na sua mente e te dar ideia pra outras coisas, quem sabe!

extras

Espero que tenham gostado das dicas! Amanhã tem tutorial novo de make pro Halloween, dessa vez inspirada em Jogos Mortais! Fiquem de olho!

Curtiu o post? Então compartilhe!
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram

 



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/hallow-inn-da-popscile-fantasia-emergencial/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




dicas-2 category image
28 de outubro de 2016

Outubro rosa está quase no fim mas esse post NÃO poderia passar batido! Quem me segue em alguma rede social sabe que deixei o cabelo crescer à base de promessa: eu era viciada em cortar cabelo, só por uma boa causa eu aguentaria 1 ano inteiro sem modificá-lo, então  prometi deixar crescer, cortar e doar a algum projeto que fizesse perucas para mulheres ou crianças com câncer.

projeto-outubro-rosa

Como podem ver a promessa deu certo e eu REALMENTE deixei ele intacto, inclusive aprendi a gostar dele comprido mas PROMESSA É DÍVIDA e eu cortaria, mesmo assim! O próximo passo era pesquisar ao máximo opções de como doar cabelo em Manaus, escolher a minha e reunir em um post todas as informações para quem também tem esse desejo saiba exatamente o que fazer para realizá-lo.

Fiz o dever de casa e aqui embaixo vou compartilhar com vocês o que colhi. Hoje cortei meu cabelo no local que escolhi (@suzianecoiffeur) e com ela obtive mais informações sobre como funciona essa rede de doações em Manaus. É um trabalho muito bonito, alguns cabeleireiros trabalham com o GRAAC e outros com o LAR DE MARIAS mas os salões se ajudam entre si quando precisam de cabelo e está em falta para alguma das instituições.

cortes

Vamos às duas instituições que trabalham com pacientes com câncer em Manaus e aceitam doações de cabelos:

LAR DE MARIAS
Cuidam de mulheres com câncer. Segundo os dados que me passaram via fanpage, para doar pode ser qualquer tipo de cabelo, inclusive tingidos, com no mínimo 14cm. As doações podem ser feitas na própria sede da instituição durante todo o ano! É só ir lá.
Endereço: Rua Wenceslau Brás, 374 – Dom Pedro I Fone: 3238-5337 | Fanpage: lar.marias

GAAC-AM
Cuidam de crianças e adolescentes com câncer entre 0 e 17 anos de toda a região norte do país. Os requisitos para doação são o mínimo de 10cm de cabelo, sem restrição quanto à cor mas o mais natural possível (são crianças, afinal), basta pedir do cabeleireiro para amarrar a quantidade desejada em um elástico e entregar lá de segunda a sexta dentro do horário comercial.
Endereço: Av. Domingos Jorge Velho, nº 290 – D. Pedro II. | Contato: (92) 3659-5000.

AÇÃO DE ARRECADAÇÃO: Se você tem vontade de participar de uma ação dessas, é só criar coragem e levar 1kg de alimento não perecível ao Amanda Beauty do Manauara Shopping nos próximos dias 30 (domingo) e 31 (segunda) pois eles estão promovendo corte de cabelo gratuito para quem desejar doar seu cabelo. A ação beneficiará ao Lar de Marias! Saibam detalhes clicando aqui.

new-look

Não preciso nem dizer o quanto amei cumprir essa promessa e o quanto tô gostando do novo visual, já que tirei 893748 fotos só do caminho do salão para o trabalho. Eu escolhi um long bob com pontas na frente e mantive a franja lateral.

Já sabem todas as dicas, agora é só cortar a cabeleira e fazer uma boa ação, né? Não custa nada resgatar um pouco da auto-estima de outras pessoas para as quais o cabelo faz MUITO mais falta. Lembrando que para fazer uma peruca é preciso de mais de 3 doações, então quanto mais gente doando mais perucas são feitas :) Espero servir de inspiração pra muitos desapegos de cabeleiras!

assinaturas 2015-03

 

 

 

 

 

 

 

 



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/como-doar-cabelo-em-manaus/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
2 comentários




dicas-2 category image
27 de outubro de 2016

Não sei se vocês lembram, mas participamos do primeiro Correspondentes Kipling em 2013 representando a região norte e deste então temos um amor enorme por essa marca cheia de macaquinhos que deu a oportunidade de espalhar nossos DIY’s por todo o país logo no início do blog.

A novidade é que a seleção da IV Correspondente Kipling já começou e claro que não poderíamos deixar de avisar vocês né? Nosso sonho é ver uma leitora nossa representando lá 😀

Antes de mais nada, é muito importante vocês anotarem que as inscrições vão até o dia 31 de outubro e para participar é necessário que você escreva um post super legal sobre os produtos da marca e suas ocasiões de uso, em tudo bem explicadinho nesse link aqui. Além de ter um blog ou canal no youtube, né? Se tiver os dois melhor ainda!

img_1268

Ser Correspondente Kipling é como ser uma embaixadora digital da marca, você recebe todas as novidades antes, conhece a coleção e detalhes do lançamento em primeira mão e tem a oportunidade de escrever no Blog Kipling Oficial. Sem dúvidas é um trabalho delicioso, mas requer dedicação pois você precisa conhecer o universo da moda, cultura pop e como criar um conteúdo legal.

uqzzj-zl4kck3los40yh8vd87-rrf7vex1dno7mrzqmmwpeue4iaugqlu57zjax1deuieryde42ouw9_kynzwc

A equipe da Kipling é maravilhosa, desde as meninas do marketing aos funcionários das lojas, eles te dão todo suporte e te deixam livres para criar, fotografar, gravar… é tão incrível que morro de saudades até hoje!

Agora aqui vão algumas dicas para vocês arrasarem no post de inscrição:

USE E ABUSE DA CRIATIVIDADE – a nossa bloguesfera já está cheia de coisas repetidas, vale muito a pena inovar, buscar novos recursos, colocar toda a criatividade que tem dentro de você para fora. Coloque sua personalidade, faça montagens, fotos com um cenário legal, enfim! Use seu jeito único de ser, que vai valer a pena.

UM BOM TEXTO SEMPRE SERA UM BOM TEXTO – por mais lindo que seja seu layout e suas fotos, nada segura um blog que não tem um texto legal. Por isso é importante falar de um jeito claro, colocar sua identidade e claro se atentar no português, que com isso você já tem meio caminho andado. Pesquise, leia outros blogs, se aparecer uma informação nova, não tenha medo de corrigir.

BUSQUE REFERÊNCIAS – está sem ideias, não sabe o que fazer, bateu um bloqueio criativo? Busque referências! Não é errado se inspirar em algo ou alguém que você admira. Tire o dia para ver aleatoriedades, assistir a vídeos engraçados ou então algo que não tenha nada haver com o tema. As melhores ideias vem quando mais estamos relaxados, acredite!

hrtzgvofx9eb4ya67huuapqwzv2rsr_rzcvmaqq7ofsyfo5rd_gsfnwivcefhjbv6si_uevaivpszl-ehmswn0

Deixo agora uma fotinha com essas lindas que foram as primeiras Correspondentes, já fazem três anos que rolou esse encontrinho e o sentimento bom de ter feito parte desse projeto tão legal vibra até hoje.

Esse projeto ajudou muito nosso Chá a ser o que ele é hoje e acreditar que somos capazes de fazer coisas incríveis, além de me dar de presente amigas para vida toda. Então não perca tempo, respire fundo, escreve um post lindo e se inscreve!

Beijos e queijos!

assinaturas 2015-01



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/iv-correspondente-kipling/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




Eu cresci ouvindo adultos ignorarem o que as crianças diziam com a frase “são só crianças”, como se a forma que elas se expressam não fossem importantes e não passassem de coisinhas bonitinhas. É hora de desmistificar!

Nesse post, em específico, quero falar sobre uma fase (que já até citei no post sobre mães e mercado de trabalho) chamada de “1ª Infancia”. Essa fase compreende desde o nascimento do bebê até seus seis anos de idade e pasmem : alguns pesquisadores a consideram a fase mais importante da vida do ser humano. Por que? Se pararmos para analisar bem ate os seis anos de idade o ser humano passa por MUITAS transformações de forma rápida :

  1. Enxergar o mundo em cores
  2. Expressar-se com gestos e sorrisos
  3. Deitar-se de bruços
  4. Sentar-se sozinho
  5. Mastigar/Ingerir alimentos além do leite materno
  6. Rir! <3
  7. Engatinhar
  8. Andar
  9. Falar
  10. Compreender que é um indivíduo (antes o vínculo com a mãe é tão forte que não há distinção para o bebê)
  11. Integração social (creche/escola) : contato com outras crianças
  12. Questionar-se : o porquê das coisas

 

Essa lista é pequena e simbólica para demonstrar a quantidade de descobertas que um ser passa em pouquíssimo tempo! Já refletiram sobre isso? E justamente por isso que os pais nao devem ignorer as expressoes dos seus bebes e crianças. Eles falam (mesmo não oralmente). Eles SENTEM. Eles sabem quando são amados (ou não…). Por isso, a importância de demonstrar carinho, incentivar o desenvolvimento dos filhos com brincadeiras, músicas, interações fora de casa. Segundo a UNICEF, “cerca de 30% das crianças no mundo não atingem sua plena capacidade por falta de incentivo” (Revista Crescer).

 

Não são “só” crianças. São CRIANÇAS. Esponjas vivas que absorvem o que está a sua volta.

 



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/desmistificando-o-sao-so-criancas/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




dicas-2 category image
5 de outubro de 2016

Hoje é dia de falar daquela coisa chata e incômoda que eu noto constantemente depois que me tornei mãe. É ela mesma, a famigerada competição materna.

Na sociedade (ainda machista) as mulheres são criadas para competir umas com as outras e achar isso OK, mas não é OK, não é mesmo? Quem é a mais bonita, quem é a mais sarada, quem é mais rica, quem é a mais inteligente e etc. No mundo materno, isso também acontece, mas agora o motivo da competição não é a própria mulher e sim os FILHOS dela.

Eu ouso dizer que essa competição não é proposital no geral, ela simplesmente acontece sem as mães notarem e quando notam é porque estão ofendidas.

how-to-deal-with-postpartum-depression-1180x786

Alguns exemplos de “competição”, respondidas com muito bom humor:

  1. “Ah meu filho andou com X meses, não acredito que o seu ainda não começou a andar! ”

SÉRIO AMIGA? Que prodígio! Realmente muito especial seu filho, olha to passada que ele não está no GUINESS BOOK.

  1. “Nossa, meu filho já come sozinho desde X anos…”

Ele come sozinho e não cozinha? FAKE.

  1. “Ele ainda não desfraldou?????????????”

Sim, agora ele faz coco na minha mão e eu uso como máscara de beleza.

  1. “ Por que você não faz uma rotina X para seu filho dormir à noite toda hein, comigo deu certo! Talvez você faça algo errado”

Por que você não aproveita e dorme ao invés de abrir a boca? HEHEHEHEHEHEHEH

  1. “Seu filho não come tal coisa? O meu come de tuuuuudo”

ZZzZzZzZzZzZz

  1. Ele tem essa idade e não fala?

Nossa comunicação é por telepatia.

“Ai meu filho quase não chora, chega eu me espanto quando vejo os bebes chorando nos lugares”

Pera aí que vou cantar parabéns para você, um instante!

  1. “Meu filho foi para a creche antes dos seis meses, você devia pôr o seu logo afinal deve ser chato ficar em casa né hehehehehe”

É MESMOOOOOOOOOOOOOOOOOOO???????????????????????????????

Calma gente, eu nunca respondi ninguém dessa forma. Fiz essa compilação dos relatos de outras mães amigas com minhas experiências para rirmos um pouco e refletirmos sobre a forma que nos comportarmos perante umas às outras. Eu mesma, sem querer já falei alguma coisa do tipo sem perceber, então vamos fazer um dever de casa? Vamos parar de invadir a vida de alguém com opiniões que não foram pedidas e comentários que gerem competições entre nós. Cada bebe tem um ritmo diferente, personalidade e dependendo de onde mora, outra cultura. Eles não são iguais e isso e ótimo pois demonstra que não são robôs hahaha. Até mais!

Curtiu o post? Então compartilhe!
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram

assinaturas 2015-06



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/competicao-materna/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




dicas-2 category image
30 de setembro de 2016

Oi, gente!
Vou começar a fazer uma série pequena de posts sobre algumas técnicas de limpeza capilar aká low-poo/ no-poo /co-wash e contando um pouco das minhas experiências com elas e espero que vocês possam aproveitar e se animar pra testar alguma.

Todos tem um fator em comum: a meta é que consigamos lavar o cabelo com a menor (ou, nenhuma) quantidade possível de química proporcionando assim cabelos mais saudáveis e bonitos. Vou começar com o low-poo!

Primeiramente: que diacho é isso, mana?

Pra começo de conversa esse é um método de lavagem capilar criado pela Lorraine Massei publicado no livro “Curly Girl” (O manual da garota cacheada).  Uai, mas e quem não é garota cacheada? Calma!
A técnica foi originalmente descrita para cabelos cacheados, porém pode (e é) utilizada em todos os tipos de cabelos. O fato é que quanto menos química mais natural seu cabelo vai ficar (dãaa), no sentido que os produtos que utilizamos nas madeixas possuem tantas substâncias que acabam mascarando a identidade do fio, e os cachos são os que mais sofrem com isso. Com a utilização de menos química o cabelo fica mais leve e saudável podendo ~se expressar~ (ou seja, cachear) da maneira mais natural (e linda).

meus-caracois-blog
A principal ideia desta técnica já tá embutida no nome (low poo, em inglês pode ser traduzido como ‘pouco shampoo’) que tem o objetivo de diminuir a quantidade de shampoo utilizado nos nossos cabelos. De fato este é o ponto principal, pois normalmente lavamos o cabelo com uma quantidade maior de shampoo que o necessário. Seguido pelo fato de que, muitas vezes, lavamos de forma errada nosso cabelo. Muitos especialistas já vem há tempos dizendo para utilizarmos shampoo somente na raiz do cabelo (couro cabeludo) e condicionadores somente no comprimentos dos fios, maaaaas ainda sim, às vezes, fazemos confusão e utilizamos mais produto que o ideal. Então comecemos por lavar de maneira correta e com a quantidade ideal de shampoo (ou seja, bem menos do que o que você provavelmente usa).

Segundamente: nem tudo o que reluz é ouro

* Sulfatos: não podchi!
Outro tópico abordado pela técnica é a troca da utilização destes shampoos ‘normais’ que comumente utilizamos por shampoos sem sulfato.

Você pode se perguntar: mas o que que tem de mal no sulfato, coitado? Bom, são substâncias adicionadas nos shampoos para provocar uma limpeza profunda nos fios e acabam retirando mais que o necessário da oleosidade natural do fio (ele tira tudo e mais um pouco). Isso é muito agressivo pras madeixas, e em consequência disso o cabelo fica muito ressecado e perde toda essa oleosidade natural que protege o fio.

Então dica número 1 pra você que deseja seguir essa técnica: comece excluindo produtos com sulfatos da sua vida.
Mas e se não tiver o sulfato então meu cabelo vai ficar sujo? Não, miga! Para boys e shampoos tenhamos sempre em mente: há um mundo além do que esse que você usa diariamente.

Sim, há vida além dos sulfatos e derivados de petróleo! Eu sobrevivi e vim pessoalmente contar haha! Há outros produtos que ajudam na limpeza do fio, mas eles não produzem tanta espuma como os com sulfatos. O motivo disso é que além dos sulfatos serem substâncias que retiram a gordura (tu tá usando detergente no cabelo!)  também são responsáveis por produzirem espuma.

O que me leva a dica número 2: Liberte-se da ideia de que espuma significa limpeza (pq nem sempre)! Há diversos produtos que limpam seu cabelo muito bem e sem retirar o que não precisam, não são derivados de petróleo e são solúveis em água (Cocamidopropyl Betaine, por exemplo).

sulfatos

*Os silicones (petrolatos)
Além dos sulfatos ainda há os silicones (também derivados de petróleo) que estão presente nas composições da maioria dos shampoos que formam uma espécie de capa que envolve os fios e com o tempo vai acumulando e o cabelo fica sem poder ‘respirar’ e absorver substâncias necessárias para se tornar saudável.
Esses silicones são colocados nos produtos  (shampoos, máscaras, cremes para pentear, etc) para esta finalidade (de “filme protetor”, segundo as propagandas) e são uma verdadeira maquiagem para cabelo, pois dão a impressão de que seu cabelo está hidratado e brilhante, mas na verdade o fio pode estar ressecado e opaco.
Os shampoos comuns não possuem substâncias capazes de limpá-los (e por isso vai acumulando). Já os produtos sem sulfatos tem substâncias capazes de limpa-los (justamente porque há a preocupação com esse acúmulo).
Na técnica low poo o uso de alguns silicones (solúveis e insolúveis) é liberado, mas recomendamos que, caso sinta que seus cabelos estão ficando muito pesados, reduza o uso de produtos com silicones.

petrolatos

*Parabenos
Sim, minhas amigas! Como se não bastasse sulfatos e petrolados ainda temos os parabenos! Esses zinhos últimos são utilizados pela nossa (odiada) indústria cosmética para fazer com que os produtos durem mais tempo e evitem neles a proliferação de microorganismos. Os mais comumente achados são metylparaben, propylparaben,  etylparaben e butylparaben.

 O fato é que estas substâncias não são propriamente proibidas na técnica de low-poo, todavia há muitas pessoas (maioria da galera que utiliza a técnica) que está diminuindo o uso destas substâncias por conta de toda uma discussão a respeito de riscos à saúde ligados ao uso de parabenos. Não vamos entrar nesses detalhes, mas catamos por aí que o site Ecycle fez uma matéria explicando um pouco melhor sobre isso, então quem tiver interesse é só dar uma lida nesta e em diversas outras matérias que tem pela internet afora.
A maioria das marcas que desenvolvem produtos especialmente para low-poo já utilizam conservantes naturais e deixam isso claro na embalagem pro consumidor ficar sabendo.

Até agora agora foi só blablablá químico, então vamos à lista de passos simples para você que não desistiu e nem parou de ler no primeiro nome de componente químico! (Pela atenção, obrigada❤️)

Passo 1: Dá uma olhada nos produtos que você tem em casa e vê quais os liberados para essa técnica. É só conferir nas listas e vê se tem algum dos itens e (provavelmente tem, rs) decidir quando iniciar a utilização da técnica (agora, agorinha ou só depois que o shampoo proibidão acabar).

Passo 2: Já tá com os produtos liberados para a técnica prontinhos para serem utilizados? Ótimo, mas antes, pela última vez, lave o seu cabelo com um shampoo com sulfato (mas sem petrolatos) pela última vez (checa a listinha!) para deixar suas madeixas livre de qualquer resíduos da vida bandida de outrora e pronto para uma nova era.

Passo 3: Agora vc pode começar a usar seus produtos (shampoo + condicionador) liberados para a técnica e ter cabelos cada vez mais lindos e saudáveis.

Produtos liberados: como saber?

Para não dizer que não falei das flores, caçamos na internet( esse oásis de links maravilhosos!) e deixaremos com vocês uma dessas preciosidades que é essa listagem compartilhada de produtos liberados para a técnica <3

Atenção: Como tudo na vida, há um período de adaptação quando é feita uma mudança drástica. Normalmente utilizamos produtos com uma quantidade alta de parafina e silicone o que mascara a real condição do fio (que pode estar meio sofriiida depois de tanto baque da vida). Logo, nos primeiros dias o seu cabelo pode parecer ressecado e sem brilho, mas não se desespere! É tipo um detox do cabelo. Com os novos cuidados e com o tempo seu cabelo vai recuperando a oleosidade natural e essencial do fio e ficará cada vez mais bonito e saudável.

Curtiu o post? Então compartilhe!
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram

assinaturas 2015-02



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/low-poo-dicas-iniciais/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




O post de hoje é de uma pequena lista dos Instagrams de ilustradores que eu acompanho com mais frequência pra me ajudar nos estudos de desenho e pintura em aquarela e espero que possa servir, ao menos de inspiração, pra vocês também 😀

# 5) Abby Diamond (@finchfight)

abby

Abby Diamond é uma ilustradora que usa nanquim com aquarela e costuma fazer ilustras de animais e objetos cotidianos, detalhando bastante e usando cores fortes.

# 4)  Emma Mitchell (@silverpebble2)

silverpebble2

Emma Mitchell é uma designer, naturalista e co-editora de uma revista de DIY chamada Mollie Makes. Os desenhos e aquarelas tem como temática as flores e demais plantas que ela colhe em locais que visita, vale a pena observar a delicadeza dos traços :)

 

# 3) Jessica Durrant (@jessillustrator)

jessica-durrant

A Jessica é uma ilustradora versátil, faz aquarelas voltadas principalmente para a indústria da moda, mas também faz belas pinturas de paisagens e alguns temas mais abstratos.

 

#2) Hieu (@kelogsloops)

kelogsloops

Hieu é um rapaz de apenas 21 anos muito talentoso e que faz pinturas de mulheres (maioria), lembrando muitas vezes um pouco do traço usado em mangás, mas com algum realismo. Ele também posta vídeos sobre aquarelas e pintura digital no canal Kelogsloops 😉

 

# 1) Agnes Cecile (@agnes_cecile)

agnes-cecile

A Agnes é a rainha do realismo em aquarela! Ela não costuma usar cores muito fortes nos seus quadros, mas nem por isso eles são menos expressivos. O trabalho dela é uma senhora inspiração e motivação constante pra estudar mais <3

Tem vários outros artistas mega talentosos com pintura em aquarela, em pintura digital, lápis de cor, mas acho que aí podem ser novas listas de inspiração, que cês acham?

Curtiu o post? Então compartilhe!
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram

assinatura mai



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/dica-5-contas-de-ilustradores-de-aquarela-no-instagram-para-seguir/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




Quando temos nosso bebê, surgem milhares de responsabilidades que antes não tínhamos: uma nova rotina especial para o pequeno, horários para mamadas, banhos, poucas horas para dormir e muitas horas para curtir essas coisinhas lindas. Dentre as “novas” responsabilidades também está cuidar de nós mesmas.

Sim, é extremamente importante que a mãe lactante se nutra bem para estar forte/saudável e suportar a demanda que os recém-nascidos ou até bebês mais velhos nos pedem. Isso significa que a alimentação da mãe nessa fase deve ser repensada.

Pensando nisso, trouxe para vocês o conhecimento da médica nutróloga Luciana Freire Oliveira, pós-graduada pela Associação Brasileira de Nutrologia para compreendermos melhor a questão da alimentação da mãe durante o período de amamentação.

5af7e4b0669181b4da005462cd8cb1e8

Fonte: (Pinterest.com)

1) A mulher para amamentar precisa estar bem nutrida, como sabemos. É verdade que tomar muito leite e comer canjica de milho faz a mulher produzir mais leite?

A mulher que está em fase de amamentação (lactante) certamente precisa estar bem nutrida. Entretanto, é preciso cuidado ao interpretar o que significa nutrição adequada nesta fase da vida.

Nenhum alimento pôde ainda ser relacionado diretamente ao aumento do volume de leite produzido ao longo do dia. Os fatores associados a uma maior produção de leite são a pega correta da boca do bebê no seio da mãe em paralelo com frequência, duração e intensidade da sucção que o bebê é capaz de produzir; hidratação da mãe e descanso (mesmo que em pequenos cochilos).

Os alimentos ingeridos pela lactante serão responsáveis pela composição final do leite, como por uma quantidade maior ou menor de ácidos graxos (gorduras) e micronutrientes. Há um gasto calórico aumentado nesta fase, o que promove a mobilização de gorduras estocadas pelo organismo materno ainda durante a gestação, além de uma necessidade calórica aumentada de cerca de 330Kcal/dia para os primeiros 6 meses de amamentação.

Uma recomendação geral para estar bem nutrida durante este período é manter uma alimentação balanceada com equilíbrio na proporção dos macronutrientes, por exemplo, 50 a 55% de carboidratos, 20 a 25 % de proteínas e 15 a 20% de gorduras (incluir ômegas 3 e 6, evitando gordura trans). Importante observar que a esta distribuição de macronutrientes da dieta pode variar conforme o estado clínico e nutricional da paciente e seus objetivos.

– Algumas pessoas dão a dica de, quando a mulher lactante estiver com fome após amamentar beber água ao invés de comer pois ajuda no emagrecimento pós-parto e evita de “beslicar” comidinhas. Isso é certo?

São duas dicas importantes.

Em primeiro lugar a ingestão de água fracionada ao longo do dia e da noite facilita a ingestão de quantidades maiores de líquido que auxiliam na produção de leite. Outro ponto importante é que a ingestão inadequada de água desencadeia o mecanismo da sede que pode ser confundido em algumas situações como necessidade de ingerir alimentos, favorecendo assim o hábito de “beliscar”.

Em segundo lugar, é preciso evitar pular as três principais refeições do dia (café da manhã, almoço e jantar) e programar pequenos lanchinhos ricos em nutrientes como frutas, castanhas, carboidratos ricos em fibras e fontes de proteínas. À medida que o bebê for fixando seus horários de amamentação com o passar das semanas de vida vai ficando mais fácil a mãe saber quantos intervalos ela terá em 24h e em quais horários a fome é mais intensa para adequar o lanche de modo a favorecer a saciedade e manter os níveis de energia.

– Todo bebê sofre de cólicas, por isso, pessoas mais experientes costumam aconselhar que a mãe corte da dieta alguns alimentos(café, chocolate, feijão, repolho, etc) que hipoteticamente causam essa dor no bebê. É necessária essa restrição alimentar durante a amamentação?

Todo bebê pode ter cólicas, é verdade, porém somente alguns desenvolverão a condição chamada de “cólica do lactente”. A característica desta condição é a de um choro súbito, inexplicável e inconsolável podendo ter periodicidade bem definida (Ex..: todos os dias no mesmo horário). É uma condição autolimitada, o que significa que perdura somente até o terceiro ou quarto mês de vida. Há muitas teorias para tal condição, mas não há uma recomendação específica sobre a retirada de um dado alimento ter a capacidade de evitar ou tratar definitivamente este quadro. Importante, entretanto, é a observação da mãe sobre se a criança apresenta outros sintomas além da dor, como diarreia, alterações de pele (dermatite) ou alterações do padrão respiratório, que falam a favor de possíveis quadros de alergia alimentar, devendo ser prontamente comunicados ao pediatra.

– O universo fitness tomou conta das redes sociais e temos muitas mamães blogueiras & saradas, que se tornaram referências para mulheres que querem ficar magras depois de ter filhos. Nesses blogs, vlogs e instavlogs elas contam sobre as dietas que fazem para perder peso. Então fica a dúvida: A lactante que quer emagrecer pode fazer dieta?

A lactante pode e deve fazer dieta, contudo, é preciso evitar dietas hipocalóricas para não impactar a composição do leite materno e manter a mãe com um nível de energia adequado para a maratona de amamentação e cuidados com o bebê.

Uma dieta balanceada e acrescida de cerca de 330 Kcal/dia (para os primeiros 6 meses) já é suficiente para uma perda gradual de 1 a 2 Kg/mês. Entretanto, dependendo da composição corporal materna, como no caso das mulheres com alto nível de exercício e massa muscular acima da média, muito presentes nas mídias sociais, é possível prescrever uma dieta com maior teor de proteínas e menor de carboidratos (dentro de limites bem estabelecidos) com bons resultados e sem restrições que sejam prejudiciais à criança.

Outro fator que favorece a recuperação rápida do peso que algumas delas apresentam é a composição corporal com massa muscular acima da média e percentual de gordura normal ou até abaixo da média, do ponto de vista da saúde. Mesmo devendo-se evitar certos extremos do ponto de vista da saúde, fica muito claro que uma rotina de alimentação saudável e exercícios regulares pré-gravidez deveria ser um ideal cada vez mais almejado por toda mulher que deseja ser mãe.

Mas, o mais importante, além do foco e disciplina da mãe, é o acompanhamento especializado, pois este permite um cálculo mais preciso da composição corporal materna e do aporte de macronutrientes ideal, personalizando estratégias alimentares e potencializando não só o retorno do peso aos valores pré-gravidez, como também melhorando quaisquer problemas de saúde que a lactante possa ter como diabetes, dislipidemias, alergias, intolerâncias alimentares ou carências nutricionais específicas.

Mães, gostaram? Esclarecimento sempre vai bem nessa fase. A Luciana atende no Instituto Victor Dib, localizado na Av. Alvaro Botelho Maia (Boulevard), (92) 3301-9150.

assinaturas 2015-06



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/dicas-de-nutricao-para-maes-lactantes/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




Transforme sua mesa de trabalho/estudo em um lugar agradável de se vê.
No caso, agradável pra você, porque somente lembrando (caso tenhamos esquecido): é impossível agradar a todos e a mesa de trabalho é sua, logo, quem vai trabalhar nela é você; logo, quem tem que gostar dela é você (incluindo todos os itens da decoração, rs).
Porquê esse adendo, gente? Porque ambiente de trabalho (serve pra estudo também) é um local cheio de pessoas diferentes e que, muitas vezes, pode ser muito estressante. É o colega que gosta de ouvir rock alto, a guria que não curte café e reclama do cheiro, o moço que faz barulho até respirando, o outro que bagunça tudo o que é possível e imaginável….e sim, é preciso todo um jogo de cintura pra lidar com pessoas de maneira que a convivência se torne agradável.
Então comecemos com o que podemos: se incomodar menos com o outros.
Por motivos de: o outro é o outro e não você.
Sim, muitos anos se passaram e eu sinto dizer que nossas mães tinham razão e nós não somos todo mundo.
Dito isso podemos simplesmente ficar do lado de boa da força e só cuidar das nossas coisinhas =^.^=
E sendo a sua mesa de trabalho (ou estudo) o local onde, normalmente, nós passamos a maior parte do nosso tempo, fazer com que esse ambiente fique agradável e bonito dá até uma inspiração a mais.
Não deixe pro ano novo essa nova resolução e tente dar um toque mais ‘seu’ na sua mesa de trabalho e você vai ver como dá um up na empolgação na hora de trabalhar (experiência própria!).
Comprou a ideia, mas não sabe por onde começar? Alega a desculpa-mor e se diz sem tempo? Calma, calminha, que a gente te ajuda!
1. Organização
 
Sim, parece déjà vu de tudo sobre trabalho, mas é a realidade. Se não tiver organizado as coisas tendem a sair de maneira mais trabalhosa.
Porém ter uma mesa organizada não significa ter uma mesa impecável e sim que haja um sistema de organização. Ou seja: tenha uma ordenação nos seus materiais (aká coisas) onde você consiga achar ~ sem que isso tome muito o seu tempo~ o que está procurando.
Pra cada pessoa é de um jeito, então ache o que mais te apetece e seja feliz!
item-4
2. Tenha o que mais precisa sempre por perto
Parece bobo e simples (e é), mas faz uma diferença que nem imaginam.
Se você precisa toda hora de seu caderninho de notas porque diachos ele tem que tá na sua bolsa ou na sua gaveta ou pendurado em algum lugar que não seja do ladinho do seu computador na sua mesa?
item-1
E aquela pilha de materiais pra ler ~algum dia, quando der~ mas que não é muito urgente que fica sempre grudada entulhando a mesa que pode muito bem está abrindo espaço para algo mais funcional e urgente, hein?
Entenderam o ponto? Então tá.
3. Separe as coisas por prioridade
 
Do mesmo diretor do item anterior! Principalmente com quem trabalha com papéis (euzinha) temos a mania de colocar tudo em uma grande pilha. E se eu preciso achar aquele artigo de 4 meses atrás ? tenho que vasculhar toooda a pasta ou pilha.

tumblr_niyjpr4jxf1qgwf6po1_400

tumblr_niyjpr4jxf1qgwf6po2_400

Eu tentando achar alguma coisa importante quando minhas coisas estão bagunçadas.

Mas isso serve pra pastas de computador também, pra quem usa documento online somente.
Simplesmente separando as coisas em grandes blocos já facilita, exemplo: urgente (fazer antes que eu seja demitidx); mensal (coisas que duram mais de um mês); longo prazo (coisas que duram +2 meses).
Para que isso se perpetue é só fazer uma revisão básica todo final do mês (ou pros mais dedicados final da semana).
4. Não entulhe
 
No trabalho, nas amizades, na sua casa, no seu carro, na sua vida. Essa dica é dica vitalícia!
Não encha de coisas inúteis seu ambiente de trabalho, pois além de poeira chega vai dar preguiça de olhar aquela mesa cheia de treco, ainda mais nos dias preguiçosos feat chuvosos.
Em mim já me dá um sono quando vejo uma tela de computador com o desktop tão cheio que chega não dá pra vê o fundo, creindeuspai que preguiça de organizar aquilzzzzz…então não deixe chegar nesse ponto.
Não entulhe nem material necessário, nem lixo (precisa dizer?!!!), nem comida, nada, nadica de nada que não sirva.
Se você fica um mês sem usar aquele item fundamental da sua mesa… quer dizer que ele não é fundamental. Desapega!
6. Decore seu ambiente de trabalho com o seu ~jeitinho
Levar uma xícara que seja, um bonequinho de decoração que você gosta, ou um quadro já faz com que você se sinta mais a vontade e, sobretudo, sinta que aquele é o seu cafofo, o que é muito importante. A gente rende mais quando se sente acolhido e confortável e para isso nada melhor do que um toque especial que só você saberá dar.
plantas
É real. Façam o teste! Ás vezes a gente chega cedo meio rabugentx e olha pro nosso cafofo e já fica: awn, cheguei!
item-2
Eu chego mais cedo no trabalho só pra molhar minhas plantinhas <3
E por falar em plantinhas recomendo fortemente tê-las em sua mesa de trabalho. Nem que seja só um cacto ou uma suculenta (que são uns amorzinhos em forma de plantas fofas)
planta-caneca-fofa

Só uma coisinha fofa dessa já dá um tchan na sua mesa, hein?!

Espero que alguma dica tenha sido útil pra vocês se tornarem mais felizes e produtivos no trabalho.
See ya!
assinaturas 2015-02



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/dicas-para-deixar-seu-ambiente-de-trabalho-mais-funcional/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!