Home Sobre o Blog Quem somos Contato Midia Kit Categorias


dicas-2 category image
30 de setembro de 2016

Oi, gente!
Vou começar a fazer uma série pequena de posts sobre algumas técnicas de limpeza capilar aká low-poo/ no-poo /co-wash e contando um pouco das minhas experiências com elas e espero que vocês possam aproveitar e se animar pra testar alguma.

Todos tem um fator em comum: a meta é que consigamos lavar o cabelo com a menor (ou, nenhuma) quantidade possível de química proporcionando assim cabelos mais saudáveis e bonitos. Vou começar com o low-poo!

Primeiramente: que diacho é isso, mana?

Pra começo de conversa esse é um método de lavagem capilar criado pela Lorraine Massei publicado no livro “Curly Girl” (O manual da garota cacheada).  Uai, mas e quem não é garota cacheada? Calma!
A técnica foi originalmente descrita para cabelos cacheados, porém pode (e é) utilizada em todos os tipos de cabelos. O fato é que quanto menos química mais natural seu cabelo vai ficar (dãaa), no sentido que os produtos que utilizamos nas madeixas possuem tantas substâncias que acabam mascarando a identidade do fio, e os cachos são os que mais sofrem com isso. Com a utilização de menos química o cabelo fica mais leve e saudável podendo ~se expressar~ (ou seja, cachear) da maneira mais natural (e linda).

meus-caracois-blog
A principal ideia desta técnica já tá embutida no nome (low poo, em inglês pode ser traduzido como ‘pouco shampoo’) que tem o objetivo de diminuir a quantidade de shampoo utilizado nos nossos cabelos. De fato este é o ponto principal, pois normalmente lavamos o cabelo com uma quantidade maior de shampoo que o necessário. Seguido pelo fato de que, muitas vezes, lavamos de forma errada nosso cabelo. Muitos especialistas já vem há tempos dizendo para utilizarmos shampoo somente na raiz do cabelo (couro cabeludo) e condicionadores somente no comprimentos dos fios, maaaaas ainda sim, às vezes, fazemos confusão e utilizamos mais produto que o ideal. Então comecemos por lavar de maneira correta e com a quantidade ideal de shampoo (ou seja, bem menos do que o que você provavelmente usa).

Segundamente: nem tudo o que reluz é ouro

* Sulfatos: não podchi!
Outro tópico abordado pela técnica é a troca da utilização destes shampoos ‘normais’ que comumente utilizamos por shampoos sem sulfato.

Você pode se perguntar: mas o que que tem de mal no sulfato, coitado? Bom, são substâncias adicionadas nos shampoos para provocar uma limpeza profunda nos fios e acabam retirando mais que o necessário da oleosidade natural do fio (ele tira tudo e mais um pouco). Isso é muito agressivo pras madeixas, e em consequência disso o cabelo fica muito ressecado e perde toda essa oleosidade natural que protege o fio.

Então dica número 1 pra você que deseja seguir essa técnica: comece excluindo produtos com sulfatos da sua vida.
Mas e se não tiver o sulfato então meu cabelo vai ficar sujo? Não, miga! Para boys e shampoos tenhamos sempre em mente: há um mundo além do que esse que você usa diariamente.

Sim, há vida além dos sulfatos e derivados de petróleo! Eu sobrevivi e vim pessoalmente contar haha! Há outros produtos que ajudam na limpeza do fio, mas eles não produzem tanta espuma como os com sulfatos. O motivo disso é que além dos sulfatos serem substâncias que retiram a gordura (tu tá usando detergente no cabelo!)  também são responsáveis por produzirem espuma.

O que me leva a dica número 2: Liberte-se da ideia de que espuma significa limpeza (pq nem sempre)! Há diversos produtos que limpam seu cabelo muito bem e sem retirar o que não precisam, não são derivados de petróleo e são solúveis em água (Cocamidopropyl Betaine, por exemplo).

sulfatos

*Os silicones (petrolatos)
Além dos sulfatos ainda há os silicones (também derivados de petróleo) que estão presente nas composições da maioria dos shampoos que formam uma espécie de capa que envolve os fios e com o tempo vai acumulando e o cabelo fica sem poder ‘respirar’ e absorver substâncias necessárias para se tornar saudável.
Esses silicones são colocados nos produtos  (shampoos, máscaras, cremes para pentear, etc) para esta finalidade (de “filme protetor”, segundo as propagandas) e são uma verdadeira maquiagem para cabelo, pois dão a impressão de que seu cabelo está hidratado e brilhante, mas na verdade o fio pode estar ressecado e opaco.
Os shampoos comuns não possuem substâncias capazes de limpá-los (e por isso vai acumulando). Já os produtos sem sulfatos tem substâncias capazes de limpa-los (justamente porque há a preocupação com esse acúmulo).
Na técnica low poo o uso de alguns silicones (solúveis e insolúveis) é liberado, mas recomendamos que, caso sinta que seus cabelos estão ficando muito pesados, reduza o uso de produtos com silicones.

petrolatos

*Parabenos
Sim, minhas amigas! Como se não bastasse sulfatos e petrolados ainda temos os parabenos! Esses zinhos últimos são utilizados pela nossa (odiada) indústria cosmética para fazer com que os produtos durem mais tempo e evitem neles a proliferação de microorganismos. Os mais comumente achados são metylparaben, propylparaben,  etylparaben e butylparaben.

 O fato é que estas substâncias não são propriamente proibidas na técnica de low-poo, todavia há muitas pessoas (maioria da galera que utiliza a técnica) que está diminuindo o uso destas substâncias por conta de toda uma discussão a respeito de riscos à saúde ligados ao uso de parabenos. Não vamos entrar nesses detalhes, mas catamos por aí que o site Ecycle fez uma matéria explicando um pouco melhor sobre isso, então quem tiver interesse é só dar uma lida nesta e em diversas outras matérias que tem pela internet afora.
A maioria das marcas que desenvolvem produtos especialmente para low-poo já utilizam conservantes naturais e deixam isso claro na embalagem pro consumidor ficar sabendo.

Até agora agora foi só blablablá químico, então vamos à lista de passos simples para você que não desistiu e nem parou de ler no primeiro nome de componente químico! (Pela atenção, obrigada❤️)

Passo 1: Dá uma olhada nos produtos que você tem em casa e vê quais os liberados para essa técnica. É só conferir nas listas e vê se tem algum dos itens e (provavelmente tem, rs) decidir quando iniciar a utilização da técnica (agora, agorinha ou só depois que o shampoo proibidão acabar).

Passo 2: Já tá com os produtos liberados para a técnica prontinhos para serem utilizados? Ótimo, mas antes, pela última vez, lave o seu cabelo com um shampoo com sulfato (mas sem petrolatos) pela última vez (checa a listinha!) para deixar suas madeixas livre de qualquer resíduos da vida bandida de outrora e pronto para uma nova era.

Passo 3: Agora vc pode começar a usar seus produtos (shampoo + condicionador) liberados para a técnica e ter cabelos cada vez mais lindos e saudáveis.

Produtos liberados: como saber?

Para não dizer que não falei das flores, caçamos na internet( esse oásis de links maravilhosos!) e deixaremos com vocês uma dessas preciosidades que é essa listagem compartilhada de produtos liberados para a técnica <3

Atenção: Como tudo na vida, há um período de adaptação quando é feita uma mudança drástica. Normalmente utilizamos produtos com uma quantidade alta de parafina e silicone o que mascara a real condição do fio (que pode estar meio sofriiida depois de tanto baque da vida). Logo, nos primeiros dias o seu cabelo pode parecer ressecado e sem brilho, mas não se desespere! É tipo um detox do cabelo. Com os novos cuidados e com o tempo seu cabelo vai recuperando a oleosidade natural e essencial do fio e ficará cada vez mais bonito e saudável.

Curtiu o post? Então compartilhe!
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram

assinaturas 2015-02



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/low-poo-dicas-iniciais/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




O post de hoje é de uma pequena lista dos Instagrams de ilustradores que eu acompanho com mais frequência pra me ajudar nos estudos de desenho e pintura em aquarela e espero que possa servir, ao menos de inspiração, pra vocês também 😀

# 5) Abby Diamond (@finchfight)

abby

Abby Diamond é uma ilustradora que usa nanquim com aquarela e costuma fazer ilustras de animais e objetos cotidianos, detalhando bastante e usando cores fortes.

# 4)  Emma Mitchell (@silverpebble2)

silverpebble2

Emma Mitchell é uma designer, naturalista e co-editora de uma revista de DIY chamada Mollie Makes. Os desenhos e aquarelas tem como temática as flores e demais plantas que ela colhe em locais que visita, vale a pena observar a delicadeza dos traços :)

 

# 3) Jessica Durrant (@jessillustrator)

jessica-durrant

A Jessica é uma ilustradora versátil, faz aquarelas voltadas principalmente para a indústria da moda, mas também faz belas pinturas de paisagens e alguns temas mais abstratos.

 

#2) Hieu (@kelogsloops)

kelogsloops

Hieu é um rapaz de apenas 21 anos muito talentoso e que faz pinturas de mulheres (maioria), lembrando muitas vezes um pouco do traço usado em mangás, mas com algum realismo. Ele também posta vídeos sobre aquarelas e pintura digital no canal Kelogsloops 😉

 

# 1) Agnes Cecile (@agnes_cecile)

agnes-cecile

A Agnes é a rainha do realismo em aquarela! Ela não costuma usar cores muito fortes nos seus quadros, mas nem por isso eles são menos expressivos. O trabalho dela é uma senhora inspiração e motivação constante pra estudar mais <3

Tem vários outros artistas mega talentosos com pintura em aquarela, em pintura digital, lápis de cor, mas acho que aí podem ser novas listas de inspiração, que cês acham?

Curtiu o post? Então compartilhe!
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram

assinatura mai



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/dica-5-contas-de-ilustradores-de-aquarela-no-instagram-para-seguir/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




Hey phynos! Voltando a nossa rotina de DIY que é o grande amorzinho desse Chá, hoje tem um muuito legal!

Se você tem Pinterest e costuma acompanhar o feed, já deve ter visto esse porta copo estilo palete. Para fazer um é muito fácil, barato e fica lindo! Quer aprender?

material

O material é bem simples e tenho certeza que você tem em casa, mas se não tiver vai encontrar em qualquer papelaria.

Você vai precisar de 42 palitos de picolé e cola quente. Só isso mesmo? Sim só isso, não é ótimo!

01
1° passo: Separe 32 palitos e cole de 2 em 2 formando 16 pares.

2° passo: Com os 12 palitos que sobraram, forme 3 grupos de 4 e cole-os também.

02

3° passo: Pegue 2 conjuntos de 2 palitos e os conjuntos de 4 palitos, cole as pontas formando um quadrado. Lembre-se que o outro conjunto de 4 palitos ficará no meio.

4ª passo: Cole os outros palitos observando para a distância entre eles ser igual, tanto em cima quanto embaixo.

03

E está pronto! Vale também passar uma camada de goma laca impermeabilizante para que ele possa durar mais ou se preferir colar aquelas whasi tape coloridinhas para deixar mais a sua cara.

E aí o que vocês acharam? Quem fizer avisa a gente ou posta uma foto com #chadasphynas para gente curtir!

Curtiu o post? Então compartilhe!
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram

assinaturas 2015-01

 



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/diy-porta-copos-palete-com-palito-de-picole/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




opiniao-2 category image
16 de setembro de 2016

A não ser que você viva no Mundo Invertido (já começo com piada interna excludente) já deve saber que Stranger Things caiu no gosto do povo por apresentar algo diferente aos fãs de séries, fora dos nichos padrões como seriados médicos, policiais, dramáticos e afins. Não que a série seja algo absolutamente novo, ela envolve suspense, traz um quê de investigação, um pouco de drama, muito de ficção científica e esses elementos já são conhecidos de todos nós, a diferença está no roteiro, no elenco e na entrega.

MAS não tô aqui pra fazer análise crítica da série, gente mais qualificada que eu já fez e alguns aí devem estar saturados disso. Eu particularmente assisti a série, gostei, revi e decidi cometer a ousadia de extrair as “lições” clichês e lugares comuns (porém muito uteis) que encontrei nos episódios dessa série tão fora do comum! SIM, contém spoilers!

1

Vamos combinar que a primeira impressão que tivemos do Hopper não foi tão boa mas a primeira lição que ele deixou SIM. Ninguém deveria ser obrigado a ter bom humor e ser produtivo logo cedo!
1
Os melhores amigos são aqueles para os quais você não tem que dar maiores explicações nem ficar adulando quando precisa. Um “Vem aqui agora” e “Tô passando aí, se arruma” bastam! SIMPLES e descomplicado assim.

2

Você pode estar no ensino médio ou na casa dos trinta, sempre existirão pessoas que simplesmente não entenderão o fato de você não ter permissão/pique/vontade para ir a festas no meio da semana. E elas vão te zoar por isso.

2

Mas também sempre existirão pessoas pra te lembrar coisas importantes como: não seja maria-vai-com-as-outras. Nada pior do que virar alguém cuja personalidade é uma colcha de retalhos do que esperam dela. Claro, absorvemos influência do meio, dos grupos, da família, mas saiba respeitar seus gostos pessoais e cultivar sua individualidade.

2

Cada um dá seu peso e significado pessoal às coisas e pessoas que lhe cercam. Mas em se tratando de amizade e relacionamentos em geral, confiança e lealdade são importantíssimos e tem um peso enorme.

3
Nunca deixe sua amiga sozinha na festa. De preferência não a leve para segurar vela, mas SE ela topar, faça o favor de dar o mínimo de atenção e voltar com ela, caso tenham ido juntas. Se o encontro com o boy tiver legal e ela quiser ir embora antes, ok, mas mandar um “me avisa quando chegar, miga” não mata ninguém…

3-2

Regra número do stalk: não deixe rastros. Pensou que não iam notar aquela curtida sem querer na foto de 2014?

4

Parem de falar que as mulheres estão loucas até porque “só os loucos sabem”. Algo que pareça totalmente surreal e sem sentido para você pode ser uma grande verdade que você não percebeu, porque já chegou julgando!

4-1

Pra cada imbecil que você conhece existe alguém que pode colocá-lo no seu devido lugar. Melhor não ser o(a) imbecil!

4-2
Até porque quem ri por último ri melhor, otário! YOU GO, GIRL! #OwnItLikeAgirl #girlpower

5

Empatia é um medicamento com alto poder de cura e 100% gratuito. Abuse! Plus: se você não quer ajudar, não atrapalhe.

5-1
Às vezes temos que enterrar coisas que ainda não estão mortas pra gente. E, sim, é tenso…
5-2

Os melhores professores são os apaixonados por ensinar, eles conseguem tornar simples o mais complexo assunto.

sai
SAI FORA de relacionamento abusivo! Você não precisa de ninguém que faz parecer que sua vida, sanidade ou qualquer outra coisa dependa dele(a). Bota pra correr que você será mais feliz, garanto!

5-33
E depois que terminar, anote o número numa agenda mas DELETE DO CELULAR para evitar a vergonha de ligar bêbado pra(o) ex. Se quiser falar com a pessoa, tenha um bom motivo e esteja sóbrio pra provar hahahaha

6

Evite julgamentos precipitados! Isso vale para todos mas se você é uma pessoa ciumenta tenha atenção redobrada à essa dica pois sua cabeça está programada pra te fazer ver PROVAS FACTUAIS onde só tem coincidências.

on
Se você pensou besteira, volte para o tópico anterior!!! As vezes o “não é nada disso que você está pensando” é sério, não é desculpa esfarrapada de quem tá fazendo o que não deve! Mesmo que a gente preferisse que fosse! hahahah

vdd
É muito legal receber apoio, incentivo e elogio dos amigos mas também é bom dar abertura pra que eles possam soltar umas verdades que a gente não quer mas precisa ouvir. Afinal, “amigos não mentem”, né?

7
Falando em verdades… as vezes a gente é obrigado a escondê-las por um bem maior. Prevejo muita gente usando essa frase pra dar perdido nos amigos que tão querendo chamar pra sair.

7-1
“Você sempre disse pra explorarmos todas as portas da curiosidade.”. A vantagem de ter boa memória é poder usar o que disseram a seu favor. Certifique-se de ter bons argumentos numa discussão. Ser convincente poupa insistência.

7-2

Gente boazinha ainda é gente, não tem sangue de barata. Force a barra e você pode se espantar com a reação!

8-2

Pare de confundir parceiro de festa/crime com amigo. Escolha direito essas amizades, cara! Quem é babaca com os outros vai acabar sendo babaca com você, eventualmente. Tipo “gente boa” que trata mal garçom, sabe? Evite.

chora

Meninos não choram. Vamos abolir de vez essa ideia de que expressar emoções é fraqueza? Entre nessa campanha e vamos reduzir as taxas de analfabetismo emocional entre os homens. O CHORO É LIVRE, literalmente.

8
Por exemplo agora que a próxima temporada de Stranger Things só sai em 2017, pode admitir que tá sentindo falta. Aprenda com o Jonathan, que não tem medo de dizer o sente (nem o que pensa)! QUE HOMEM.

saia

Tava esperando mais coisa?!?! Levei 2 semanas pra ver e rever essa série caçando pérolas pra esse post! Poderia ter selecionado mais, porém ele ficaria gigantesco e ninguém leria. Então se conforma que acabou.

vao
Espero que tenhas gostado! Agora vocês vão clicar aqui embaixo e curtir a nossa fanpage e instagram, não vão? AH VÃO!

Curtiu o post? Então compartilhe!
Acompanhe o Chá nas redes-sociais!
Facebook | Instagram

assinaturas 2015-03



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/licoes-uteis-de-stranger-things/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




opiniao-2 category image
14 de setembro de 2016

De certeza alguns de vocês já devem ter visto aí pelas redes sociais a hashtag #setembroamarelo e talvez não tenham se ligado no que significa ou ainda não entendido bem. É uma campanha internacional de prevenção ao suicídio criada pelo IASP – Associação Internacional para Prevenção do Suicídio e iniciada no Brasil em 2014 pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina) e ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), que tem por objetivo informar melhor as pessoas sobre a prevenção ao suicídio.

set-amarelo

O assunto é tão tabu que quando se ouve falar de algum caso, geralmente os comentários se limitam a genéricos “poxa, que pena, uma vida toda pela frente”, e não se fazem mais perguntas. Recentemente foram divulgados casos de suicídio de pais de família que não conseguiram lidar com a falência econômica, então mais pessoas passaram a conversar sobre o tema e muita gente ficou chocada (ainda mais por terem levado os filhos juntos) e se perguntando como que pode algo assim tão extremo acontecer. Mas não dá pra passar um dia chocado e no outro seguir como se nada tivesse acontecido. Então bora falar sobre suicídio? Começar a se informar mais?

set-4

Os números nesse infográfico não são agradáveis e é por isso mesmo que resolvemos falar do assunto. Por esses dias eu vi algumas pessoas comentando que “leigos não deveriam se meter em algo sério” (depressão, no caso), como se disponibilizar para conversar com pessoas que estão passando por depressão não sendo profissionais, no entanto, é justamente por não estarmos mais atentos às pessoas do nosso convívio e muito menos dispostos a só ouvir que os casos de tentativas e suicídios de fato tem crescido cada vez mais.

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), os casos de suicídio estão associados a doenças psicológicas diagnosticáveis e tratáveis, como a depressão, por exemplo. Não é que você, leigo, vá sair por aí dando palpite sobre o estado emocional das pessoas e jogando no Google pra opinar sobre o que ela tenha/sinta. E nem você, profissional de saúde, também não vai ficar distribuindo diagnóstico a rodo sem atender devidamente quem precise. A proposta é praticar a empatia, ser mais amigo, ouvir de coração quem tá aflito por seja lá o que for. Parece fácil mas quantas vezes você não ouviu alguém já pensando no que iria dizer? Juro que dá pra ouvir. Nem sempre é preciso falar algo pra demonstrar apoio :) às vezes perguntar honestamente como alguém está, ouvir com atenção e dar um abraço sincero ajudam muito mesmo!

Se você não sabe nem se deveria conversar mais com alguém que esteja agindo de forma diferente, existem alguns sinais de alerta sendo divulgados e que podem ajudar:

sinais

E se você tem se sentido de alguma forma desesperado, deprimido, desamparado e/ou desesperançoso (os 4 Ds), fale com alguém sobre isso. Sério mesmo, põe a dor pra fora, não guarde tudo pra si. Há vários CAPSI (Centro acadêmico de psicologia) que disponibilizam espaço para atender o público que necessite de uma orientação e/ou outros serviços de saúde mental. Se não se sentir a vontade de procurar alguém do convívio ou falar pessoalmente, tem também o CVV – Centro de Valorização da Vida, uma entidade sem fins lucrativos que atua desde 1962 prevenindo suicídios. Embora o CVV trabalhe com voluntários não necessariamente formados em psicologia, todos recebem treinamento/orientação sobre como atender quem procura ajuda. Procure mesmo sem medo!

setembro-amarelo

Por fim, bora espalhar mais amor, por favor? O mundo inteira precisa! :)

assinatura mai

 



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/setembro-amarelo/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




Quando temos nosso bebê, surgem milhares de responsabilidades que antes não tínhamos: uma nova rotina especial para o pequeno, horários para mamadas, banhos, poucas horas para dormir e muitas horas para curtir essas coisinhas lindas. Dentre as “novas” responsabilidades também está cuidar de nós mesmas.

Sim, é extremamente importante que a mãe lactante se nutra bem para estar forte/saudável e suportar a demanda que os recém-nascidos ou até bebês mais velhos nos pedem. Isso significa que a alimentação da mãe nessa fase deve ser repensada.

Pensando nisso, trouxe para vocês o conhecimento da médica nutróloga Luciana Freire Oliveira, pós-graduada pela Associação Brasileira de Nutrologia para compreendermos melhor a questão da alimentação da mãe durante o período de amamentação.

5af7e4b0669181b4da005462cd8cb1e8

Fonte: (Pinterest.com)

1) A mulher para amamentar precisa estar bem nutrida, como sabemos. É verdade que tomar muito leite e comer canjica de milho faz a mulher produzir mais leite?

A mulher que está em fase de amamentação (lactante) certamente precisa estar bem nutrida. Entretanto, é preciso cuidado ao interpretar o que significa nutrição adequada nesta fase da vida.

Nenhum alimento pôde ainda ser relacionado diretamente ao aumento do volume de leite produzido ao longo do dia. Os fatores associados a uma maior produção de leite são a pega correta da boca do bebê no seio da mãe em paralelo com frequência, duração e intensidade da sucção que o bebê é capaz de produzir; hidratação da mãe e descanso (mesmo que em pequenos cochilos).

Os alimentos ingeridos pela lactante serão responsáveis pela composição final do leite, como por uma quantidade maior ou menor de ácidos graxos (gorduras) e micronutrientes. Há um gasto calórico aumentado nesta fase, o que promove a mobilização de gorduras estocadas pelo organismo materno ainda durante a gestação, além de uma necessidade calórica aumentada de cerca de 330Kcal/dia para os primeiros 6 meses de amamentação.

Uma recomendação geral para estar bem nutrida durante este período é manter uma alimentação balanceada com equilíbrio na proporção dos macronutrientes, por exemplo, 50 a 55% de carboidratos, 20 a 25 % de proteínas e 15 a 20% de gorduras (incluir ômegas 3 e 6, evitando gordura trans). Importante observar que a esta distribuição de macronutrientes da dieta pode variar conforme o estado clínico e nutricional da paciente e seus objetivos.

– Algumas pessoas dão a dica de, quando a mulher lactante estiver com fome após amamentar beber água ao invés de comer pois ajuda no emagrecimento pós-parto e evita de “beslicar” comidinhas. Isso é certo?

São duas dicas importantes.

Em primeiro lugar a ingestão de água fracionada ao longo do dia e da noite facilita a ingestão de quantidades maiores de líquido que auxiliam na produção de leite. Outro ponto importante é que a ingestão inadequada de água desencadeia o mecanismo da sede que pode ser confundido em algumas situações como necessidade de ingerir alimentos, favorecendo assim o hábito de “beliscar”.

Em segundo lugar, é preciso evitar pular as três principais refeições do dia (café da manhã, almoço e jantar) e programar pequenos lanchinhos ricos em nutrientes como frutas, castanhas, carboidratos ricos em fibras e fontes de proteínas. À medida que o bebê for fixando seus horários de amamentação com o passar das semanas de vida vai ficando mais fácil a mãe saber quantos intervalos ela terá em 24h e em quais horários a fome é mais intensa para adequar o lanche de modo a favorecer a saciedade e manter os níveis de energia.

– Todo bebê sofre de cólicas, por isso, pessoas mais experientes costumam aconselhar que a mãe corte da dieta alguns alimentos(café, chocolate, feijão, repolho, etc) que hipoteticamente causam essa dor no bebê. É necessária essa restrição alimentar durante a amamentação?

Todo bebê pode ter cólicas, é verdade, porém somente alguns desenvolverão a condição chamada de “cólica do lactente”. A característica desta condição é a de um choro súbito, inexplicável e inconsolável podendo ter periodicidade bem definida (Ex..: todos os dias no mesmo horário). É uma condição autolimitada, o que significa que perdura somente até o terceiro ou quarto mês de vida. Há muitas teorias para tal condição, mas não há uma recomendação específica sobre a retirada de um dado alimento ter a capacidade de evitar ou tratar definitivamente este quadro. Importante, entretanto, é a observação da mãe sobre se a criança apresenta outros sintomas além da dor, como diarreia, alterações de pele (dermatite) ou alterações do padrão respiratório, que falam a favor de possíveis quadros de alergia alimentar, devendo ser prontamente comunicados ao pediatra.

– O universo fitness tomou conta das redes sociais e temos muitas mamães blogueiras & saradas, que se tornaram referências para mulheres que querem ficar magras depois de ter filhos. Nesses blogs, vlogs e instavlogs elas contam sobre as dietas que fazem para perder peso. Então fica a dúvida: A lactante que quer emagrecer pode fazer dieta?

A lactante pode e deve fazer dieta, contudo, é preciso evitar dietas hipocalóricas para não impactar a composição do leite materno e manter a mãe com um nível de energia adequado para a maratona de amamentação e cuidados com o bebê.

Uma dieta balanceada e acrescida de cerca de 330 Kcal/dia (para os primeiros 6 meses) já é suficiente para uma perda gradual de 1 a 2 Kg/mês. Entretanto, dependendo da composição corporal materna, como no caso das mulheres com alto nível de exercício e massa muscular acima da média, muito presentes nas mídias sociais, é possível prescrever uma dieta com maior teor de proteínas e menor de carboidratos (dentro de limites bem estabelecidos) com bons resultados e sem restrições que sejam prejudiciais à criança.

Outro fator que favorece a recuperação rápida do peso que algumas delas apresentam é a composição corporal com massa muscular acima da média e percentual de gordura normal ou até abaixo da média, do ponto de vista da saúde. Mesmo devendo-se evitar certos extremos do ponto de vista da saúde, fica muito claro que uma rotina de alimentação saudável e exercícios regulares pré-gravidez deveria ser um ideal cada vez mais almejado por toda mulher que deseja ser mãe.

Mas, o mais importante, além do foco e disciplina da mãe, é o acompanhamento especializado, pois este permite um cálculo mais preciso da composição corporal materna e do aporte de macronutrientes ideal, personalizando estratégias alimentares e potencializando não só o retorno do peso aos valores pré-gravidez, como também melhorando quaisquer problemas de saúde que a lactante possa ter como diabetes, dislipidemias, alergias, intolerâncias alimentares ou carências nutricionais específicas.

Mães, gostaram? Esclarecimento sempre vai bem nessa fase. A Luciana atende no Instituto Victor Dib, localizado na Av. Alvaro Botelho Maia (Boulevard), (92) 3301-9150.

assinaturas 2015-06



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/dicas-de-nutricao-para-maes-lactantes/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!




Transforme sua mesa de trabalho/estudo em um lugar agradável de se vê.
No caso, agradável pra você, porque somente lembrando (caso tenhamos esquecido): é impossível agradar a todos e a mesa de trabalho é sua, logo, quem vai trabalhar nela é você; logo, quem tem que gostar dela é você (incluindo todos os itens da decoração, rs).
Porquê esse adendo, gente? Porque ambiente de trabalho (serve pra estudo também) é um local cheio de pessoas diferentes e que, muitas vezes, pode ser muito estressante. É o colega que gosta de ouvir rock alto, a guria que não curte café e reclama do cheiro, o moço que faz barulho até respirando, o outro que bagunça tudo o que é possível e imaginável….e sim, é preciso todo um jogo de cintura pra lidar com pessoas de maneira que a convivência se torne agradável.
Então comecemos com o que podemos: se incomodar menos com o outros.
Por motivos de: o outro é o outro e não você.
Sim, muitos anos se passaram e eu sinto dizer que nossas mães tinham razão e nós não somos todo mundo.
Dito isso podemos simplesmente ficar do lado de boa da força e só cuidar das nossas coisinhas =^.^=
E sendo a sua mesa de trabalho (ou estudo) o local onde, normalmente, nós passamos a maior parte do nosso tempo, fazer com que esse ambiente fique agradável e bonito dá até uma inspiração a mais.
Não deixe pro ano novo essa nova resolução e tente dar um toque mais ‘seu’ na sua mesa de trabalho e você vai ver como dá um up na empolgação na hora de trabalhar (experiência própria!).
Comprou a ideia, mas não sabe por onde começar? Alega a desculpa-mor e se diz sem tempo? Calma, calminha, que a gente te ajuda!
1. Organização
 
Sim, parece déjà vu de tudo sobre trabalho, mas é a realidade. Se não tiver organizado as coisas tendem a sair de maneira mais trabalhosa.
Porém ter uma mesa organizada não significa ter uma mesa impecável e sim que haja um sistema de organização. Ou seja: tenha uma ordenação nos seus materiais (aká coisas) onde você consiga achar ~ sem que isso tome muito o seu tempo~ o que está procurando.
Pra cada pessoa é de um jeito, então ache o que mais te apetece e seja feliz!
item-4
2. Tenha o que mais precisa sempre por perto
Parece bobo e simples (e é), mas faz uma diferença que nem imaginam.
Se você precisa toda hora de seu caderninho de notas porque diachos ele tem que tá na sua bolsa ou na sua gaveta ou pendurado em algum lugar que não seja do ladinho do seu computador na sua mesa?
item-1
E aquela pilha de materiais pra ler ~algum dia, quando der~ mas que não é muito urgente que fica sempre grudada entulhando a mesa que pode muito bem está abrindo espaço para algo mais funcional e urgente, hein?
Entenderam o ponto? Então tá.
3. Separe as coisas por prioridade
 
Do mesmo diretor do item anterior! Principalmente com quem trabalha com papéis (euzinha) temos a mania de colocar tudo em uma grande pilha. E se eu preciso achar aquele artigo de 4 meses atrás ? tenho que vasculhar toooda a pasta ou pilha.

tumblr_niyjpr4jxf1qgwf6po1_400

tumblr_niyjpr4jxf1qgwf6po2_400

Eu tentando achar alguma coisa importante quando minhas coisas estão bagunçadas.

Mas isso serve pra pastas de computador também, pra quem usa documento online somente.
Simplesmente separando as coisas em grandes blocos já facilita, exemplo: urgente (fazer antes que eu seja demitidx); mensal (coisas que duram mais de um mês); longo prazo (coisas que duram +2 meses).
Para que isso se perpetue é só fazer uma revisão básica todo final do mês (ou pros mais dedicados final da semana).
4. Não entulhe
 
No trabalho, nas amizades, na sua casa, no seu carro, na sua vida. Essa dica é dica vitalícia!
Não encha de coisas inúteis seu ambiente de trabalho, pois além de poeira chega vai dar preguiça de olhar aquela mesa cheia de treco, ainda mais nos dias preguiçosos feat chuvosos.
Em mim já me dá um sono quando vejo uma tela de computador com o desktop tão cheio que chega não dá pra vê o fundo, creindeuspai que preguiça de organizar aquilzzzzz…então não deixe chegar nesse ponto.
Não entulhe nem material necessário, nem lixo (precisa dizer?!!!), nem comida, nada, nadica de nada que não sirva.
Se você fica um mês sem usar aquele item fundamental da sua mesa… quer dizer que ele não é fundamental. Desapega!
6. Decore seu ambiente de trabalho com o seu ~jeitinho
Levar uma xícara que seja, um bonequinho de decoração que você gosta, ou um quadro já faz com que você se sinta mais a vontade e, sobretudo, sinta que aquele é o seu cafofo, o que é muito importante. A gente rende mais quando se sente acolhido e confortável e para isso nada melhor do que um toque especial que só você saberá dar.
plantas
É real. Façam o teste! Ás vezes a gente chega cedo meio rabugentx e olha pro nosso cafofo e já fica: awn, cheguei!
item-2
Eu chego mais cedo no trabalho só pra molhar minhas plantinhas <3
E por falar em plantinhas recomendo fortemente tê-las em sua mesa de trabalho. Nem que seja só um cacto ou uma suculenta (que são uns amorzinhos em forma de plantas fofas)
planta-caneca-fofa

Só uma coisinha fofa dessa já dá um tchan na sua mesa, hein?!

Espero que alguma dica tenha sido útil pra vocês se tornarem mais felizes e produtivos no trabalho.
See ya!
assinaturas 2015-02



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/dicas-para-deixar-seu-ambiente-de-trabalho-mais-funcional/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
comente!