Home Sobre o Blog Quem somos Contato Midia Kit Categorias


Olá pessoas phynas! Nesse último fim de semana fomos ao primeiro Manauara Burgers Festival, evento que reuniu boa parte das hamburguerias e food trucks de hamburguer que abriram nos últimos meses em Manaus (nossos espíritos de gordinhas agradecem!).

1

O evento aconteceu no último andar do shopping Manauara, o que foi uma ótima ideia porque ficou bem amplo e quem estava longe das filas ainda conseguiu pegar um ventinho (à noite, claro). Além daquele cheirinho de bacon na chapa que poderia ser sentido lá de fora do shopping, também souberam agradar o público e transformar a experiência em algo bem melhor: havia um palco, para bandas se apresentarem e pudemos registrar parte do show da Banda Donna, que tocou U2, R.E.M., Radiohead…sensacional! Hamburguer bom + música boa + noite ventilada = noite de domingo completamente salva!

3

No primeiro dia Mari e Nâna chegaram lá na exata hora em que o evento estava começando – ansiosas, talvez? – e se surpreenderam pela estrutura oferecida, não esperavam ver mesas e nem na quantidade que havia. Também haviam uns balcões improvisados para quem ficasse em pé ter onde apoiar seus hamburguers e bebidas. Já a Nath foi umas 20h no primeiro dia e notou alguns problemas (que falaremos nos próximos parágrafos) e a Mai foi no segundo dia.

2

Pontos positivos: os stands aceitarem cartões, porque é muito chato ir a um evento que só aceita pagamento em dinheiro nos dias de hoje, né? Alguns stands aceitavam débito ou crédito e outros somente débito; cada hamburgueria levou duas alternativas de hamburguer, dos seus cardápios. Achamos isso legal porque se fossem todos os itens do menu, além da logística ser quase inviável, o público levaria muito mais tempo escolhendo qual comer; estrutura com tendas, porque ninguém merece comer no sol ou na chuva.

4

Pontos negativos: como o evento começava no fim do dia, em um horário de pico no shopping, muitas pessoas tiveram dificuldade de conseguir vaga para estacionar e desistiram de ir; também ouvimos reclamações de quem foi no meio ou final do evento e já não encontrou tanta variedade, pois os ingredientes e hamburguers foram acabando; o preço das bebidas estava meio alto e elas eram vendidas em duas barraquinhas que só aceitavam pagamento em dinheiro; o maior problema mesmo eram as filas, ficava difícil dar vazão à tantos pedidos quando boa parte das chapas nos stands só comportava cerca de 15 hamburgueres assando por vez.

E aí, quem mais foi? Curtiram? Nós estamos ansiosas pela próxima edição!





Não há dúvidas que somos apaixonadas por cabelo colorido, não é mesmo? E de vez em sempre recebo algumas perguntas sobre as várias fases do meu cabelo colorido. Por conta disso, resolvi fazer esse post respondendo as 10 perguntas mais frequentes que recebo. Vem ver!

cabelo colorido1

1- Para ter cabelo colorido tem que descolorir antes de pintar?

Na maioria das vezes sim. Se o seu cabelo é loiro médio ou claro, dependendo da cor não precisa, mas corre o risco da tinta não pegar direito. Já no caso de quem tem cabelo escuro, não tem como não descolorir, ainda mas se você quiser cores em tons pasteis.

2- Qual marca de tinta você usa?

Eu nunca usei tinta, quando era novinha pintava com papel crepom, quem nunca né? Mas hoje em dia pinto com anilina, é fácil, barato e pega super bem a cor, geralmente pinto de 3 em 3 meses. Quer saber como pintar com anilina também? Clica aqui que a Mai já ensinou como fazer!

3- Quais seus produtos preferidos para hidratação?

Gente! Eu sou bem preguiçosa quanto a isso, faço hidratação no cabelo uma vez por mês e olhe lá! Mas pretendo ser mais disciplinada com os cachos. Na maioria das vezes misturo ampolas de queratina, óleo de coco e bepantol naquelas máscaras de hidratação de 5 minutos, que se encontram em qualquer farmácia.

4- Tem que descolorir toda vez que for pintar ou trocar de cor?

Não, você pode desbotar a cor com shampoo anti-resíduo ou vitamina C. Prefiro desbotar com o shampoo, a vitamina C deixa o cabelo pra lá de ressecado.

5- O cabelo tem que estar branco para tinta pegar?

Se você quiser um tom pastel sim, a base precisa estar bem platinada. Caso contrário tem como pintar e ficar legal com o cabelo loiro.

cabelo colorido3

6- Anilina faz mal para o seu cabelo?

Nunca fez mal para o meu, mas tenho amigas que não gostam pois deixam o cabelo bem ressecado, o que não acontece comigo.

7- Quanto tempo dura a tinta no cabelo?

Isso varia bastante, tudo depende do estado do seu cabelo, se ele está poroso a tinta não fixa e acaba durando menos tempo. Geralmente eu pinto de 3 em 3 meses, não me importo de estar com a cor desbotando, acho que até prefiro desbotadinho do que vibrante.

8- Você trabalha fora mesmo com o cabelo colorido?

Eu trabalho, mas como sou designer aceitam melhor. Mas tenho uma amiga que é advogada que tinha o cabelo lilás liiiindo e teve que tirar para começar a trabalhar. Acredito que isso varia muito com cada área de trabalho.

9- Sua família fala muito do seu cabelo?

No começo minha mãe falava bastante, que eu estragava meu cabelo, que a cor natural é mais bonita. Hoje em dia ela morre de amores e quando quis tirar o azul ela não deixou haha!

10- Quando que você gasta por mês com produtos para o cabelo?

Depende do mês e do meu humor. Tem produtos que duram bastante tempo, o mês que não gasto muito é em torno de R$40 com máscara, condicionador, ampolas de hidratação, anilina e álcool.

cabelo colorido2

Bem, são essas as perguntas mais frequentes que recebo, se você tiver mais alguma pergunta deixa aqui nos comentários ou no  Facebook e Instagram do Chá, vou adorar responder!

Beijos e queijos

novas-assinaturas-032





bem-ali-com-o-cha category image
22 de abril de 2015

A gente adora novidade e ver o segmento alimentício crescendo em Manaus! Por isso essa semana vamos falar de uma novidade quentinha para os fãs de cachorro-quente e quem tem fome de lanches bons na cidade: o Old Dog, uma dogueira que tem mais de 35 franquias espalhadas no Brasil e chegou a Manaus City recentemente.

Old Dog1

Foi uma descoberta de sábado a noite e já ganhou ponto por estar aberto às 22h e aceitar cartões – acho um absurdo o fato de vários lugares aqui não aceitarem! abram o olho empresários locais!

Me conquistou de cara pela identidade visual, embalagens e o ambiente aconchegante.

Old dog 2

Onde fica: na praça de entrada do conjunto Eldorado (via Darcy Vargas), onde era o antigo Boteco do Jeff. Tem fotos do local, que é bem bonitinho, aqui na fanpage deles.

Pontos negativos: não tem sobremesas no cardápio mas deve ser o padrão da franquia; se eu fosse chata poderia citar a “gourmetização” do cachorro-quente mas, honestamente, não vejo nada errado em pagar um pouco mais para comer algo bem apresentado, com higiene e em um ambiente confortável, além disso gastei menos lá que em qualquer trio do Bob’s!

Pontos positivos: abre todos os dias das 18 às 00h; tem 5 opções de molho a disposição para refil; as embalagens são lindas e práticas; o pedido é direto ao caixa, os garçons só levam o cardápio à mesa mas os hot-dogs não demoram muito a ficar prontos e você recebe senha e é avisado pelo painel quando o seu está pronto; tem mini espaço kids; tem mesas na parte climatizada de dentro e fora, para quem prefere ficar ao ar livre.

Eu pretendo voltar mais vezes porque tem MUITAS opção de hot-dog e até hamburguer servido como hot-dog, não dava para experimentar tudo de uma vez! E fica a dica para quem também adora um bom e velho cachorro-quente muito bem recheado!

Quer saber mais? Acompanhem o Chá nas redes sociais. É só nos seguir:Facebook ♥ Instagram

novas assinaturas-01





Que o Chá é apaixonado por artes, não é novidade! Tudo que expressa o ser é sempre bem vindo em nossas vidas (e no nosso blog) e nos faz muito felizes :) A alegria é maior quando unimos mais de uma coisa que gostamos, que é a arte em si e a valorização dos talentos regionais! Nada que nos dê mais orgulho que um artista talentoso e da nossa terra.

Gostamos de divulgar tudo o que a gente curte com vocês, e hoje vamos falar de uma iniciativa super legal de um artista local em fazer cursos de artes, coisa que em nossa Manaus Hell City é difícil, hein. Maioria da galera que quer se aprofundar nisso tem que ir pra fora por falta de muitos cursos específicos  (e de boa qualidade) por aqui, essa (é) era a dura realidade (not anymore, baby!). Pois pensando nisso, o artista Nelson Falcão está apresentando uma oportunidade ímpar que é a de fazer um (ou dois, três hehe) curso sobre artes com qualidade.

O Nelson é conhecido aqui do Chá! Vocês lembram que fizemos um post sobre a exposição que visitamos dele,  a “Onde Nascem os Mitos”? (clica aqui pra relembrar!) Pois bem, já acompanhamos o trabalho do Nelson a um tempo, tanto através do blog quanto pessoalmente. A Mari conhece ele do meio artístico e garante: vale a pena! nelson-falcc3a3o

O Nelson tem uma super bagagem artística! É formado em Artes Visuais pela Faculdade Belas Artes de São Paulo e com especialização em História da Arte. Já tá há 15 anos no campo artístico e ele não pára por aí, não! Ele também trabalha com pesquisas acadêmicas, produção e educação. Hoje em dia é coordenador pedagógico do Curso Virtual Arte e Cultura da SEC (aká Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas) e está criando seu Liceu de Artes que oferecerá vários cursos de Artes Visuais, Música, Teatro e Dança (queremos fazer todos<3). Claaaro que a gente não ia ficar fora disso, né? Daí que agora o Nelson, ministrará três cursos incríveis na Amazônia Onírica Espaço de Artes (que fica na Rua Fortaleza , lá no Adrianópolis). E a gente tá aqui explicando tudo pra vocês não perderem essa oportunidade, hein. O foco desses cursos é para profissionais, estudantes e admiradores das Artes Visuais, Design, Arquitetura e Publicidade e Propaganda. Ficaram curiosos?  Então que a gente explica tin-tin por tin-tin!

unnamed (2)

1)Desenho: Do Conceito à Expressão Artística São 30h aulas de meios técnicos e conceituais para representação de elementos geométricos e orgânicos em suportes bidimensionais, aperfeiçoamento da percepção, memória visual e síntese criativa com o objetivo de formalizar esboços, croquis para projetos no campo do Design, Design de Interiores, Arquitetura e Artes Visuais. As aulas serão nas segundas, quartas e sextas-ferias das 17h às 18h20 com duração de 2 meses e aos sábados das 9h às 12h com duração de 2 meses e duas semanas. unnamed (1)

2) Pintura: Dos Fundamentos à Técnica O curso de pintura abordará os fundamentos e elementos e sua aplicação na técnica da pintura (com tinta acrílica e óleo) sobre tela. Aperfeiçoamento da percepção, reflexão e síntese criativa com o objetivo de formalizar ideias e desenvolver sua própria poética visual. As aulas serão ás terças e quintas das 17h às 18h20 com duração de 3 meses e aos sábados das 14h às 17h com duração de 2 meses e 2 semanas. unnamed (3)

3) Da Mitologia a História da Arte: Mitologias e obras de arte que nos revelam um novo olhar sobre a História da Humanidade. Para quem gosta de história esse é o curso ideal! Ele abordará o contexto social em diferentes épocas partindo da mitologia e de sua relação com as primeiras manifestações artísticas da Pré-História à Civilização Egípcia, contextualizando as diferentes funções da Arte, do Renascimento às Vanguardas do século XX, a partir de obras de arte específicas que nos revelam um novo olhar sobre nossa própria História, auxiliando na compreensão da Arte Contemporânea do século XXI através dos aspectos técnicos, formais, conceituais, estéticos, poéticos e mercadológicos permitindo que os alunos do curso desenvolvam também a percepção de peculiaridades da Arte e do alcance dos fenômenos culturais. Metade da carga horária do curso será dedicada a visitação de museus, galerias e mostras de arte aqui na cidade (todas queremos!). Não é incrível!? As aulas desse curso serão aos sábados das 9h às 12h com duração de 2 meses e 2 semanas.

Olha só, galera! Todos esses cursos inciarão em Maio (2015, just in case hahaha ), eles tem 30h aulas de duração e terão certificado (tá, meu bem!?) e custam um investimento de R$375 com pagamento de 50% no primeiro mês de aula e 50% no início do segundo mês.

Para conhecer mais sobre o trabalho do Nelson é só acessar o Blog Onde Nascem os Mitos. E quem se interessou em fazer os cursos, é só entrar em contato com ele pelo email nelson@nelsonfalcao.com.br ou pelo Instagram dele. Temos certeza que ficaram empolgados tanto quanto nós e querem logo se inscrever em um dos cursos, pelo menos, acertamos? Pois pra fechar com chave de ouro ainda temos uma surpresa pra vocês: vamos sortear uma vaga em um dos cursos pros nossos leitores, ebaaaa! Pra participar é super fácil! É só seguir o Instagram do Chá e do Instagram do Nelson Falcão e indicar 3 amigos na foto oficial do sorteio

O resultado do sorteio sai 24 de abril! Fiquem de olho! A pessoa que ganhar cruzará com uma (ou duas) de nós pelos corredores do curso hehehe. Queremos ver vocês lá! Beijos!





Qualquer mulher que goste um pouco de maquiagem sabe que os batons MAC sempre serão sonho de consumo de muitas de nós. A MAC lançou batons matte -que é aquele com acabamento opaco e sequinho- quando esse tipo de acabamento nem era moda, ainda. E foi assim que o Ruby Woo, Russian Red e tantos outros ganharam os corações e necessaires mundo afora!

russian red

Mas, cá entre nós, muita gente reluta em adquirir produtos da MAC pelo preço. Se você não encara comprar maquiagens de qualidade como um investimento ou não faz questão de marca, talvez ache mesmo um absurdo o valor de R$66 aplicado aos batons nas lojas nacionais. Nessas horas, o jeito é correr para os similares e existem vários batons matte por aí, que podem funcionar!

mac e qdb

O batom nacional que vamos comparar ao Russian Red da MAC é o veludo mate Vermelhou da Quem Disse Berenice.

Similaridades:
– a cor é bem aproximada;
– o efeito matte não deixa a desejar;
– boa cobertura;

Diferenças:
– algumas pessoas reclamam que o da Quem Disse Berenice deixa os lábios meio craquelados, com linhas marcadas pelo ressecamento (comigo não acontece);
– o da QDB exige que você o retoque mais vezes ao longo do dia ou noite, já o da MAC, por sua vez, tende a manchar mais ao redor dos lábios, justamente por ser difícil de sair;
– o da QDB sai mais facilmente na hora de remover e o da MAC só sai com demaquilante!

vermelhou

Existem várias resenhas de batons nacionais e internacionais sendo comparados aos da MAC aqui pela internet. Se você quer uma alternativa mais acessível, vale a pena conferir os batons com cores similares, né?

Espero que essa resenha tenha ajudado ;D
novas assinaturas-01





Hambúrguer, o ícone do fast food. Do McDonnalds. Do Burguer King. Do Bobs.

Hambúrguer, o vilão da alimentação saudável e o horror dos vegetarianos, correto? Nooooooooooooooooope!

Amamos hambúrguer<3

Como eu sempre falo pros meus amigos: alimentação saudável não é viver a base de alface, não, galera! (também tem couve, manjericão, rúcula :P). Tudo se adapta, pra tudo se dá um jeito, né mesmo?

A receita de hoje é leve, saudável e uma opção pra quem adora um hambúrguer (eu eu eu!), mas não quer ou não pode comer carne ou só quer experimentar sabores novos, ué!
Vamos aos ingredientes:

Proteína de soja
Ovo
Azeite
Farinha de arroz
Temperos de sua preferência
Plástico Filme (Insulfilme)

HS_post2

Deixe a proteína de soja hidratar. Coloque numa vasilha com água e deixe descansar (utilizei umas 200g nessa receita). Muita gente deixa na geladeira (imersa em água) hidratando de um dia pro outro. Eu, como sempre esqueço, normalmente deixo mais ou menos uma hora, ou um pouco mais. É o tempo que eu faço outras coisas na cozinha.HS_post1

Após deixar hidratando, tire todo o excesso de água com o escorredor. Após isso vá pegando com a mão um pouco, esprema pra retirar ainda mais o excesso de água e transfira para um outro recipiente seco, aos poucos.
Dica: se você tiver em casa um pano de prato fininho, pode colocar a proteína de soja nele e espremer pra sair o líquido em excesso também! Como meus panos de prato são grossos, faço manualmente mesmo, rs.

Obs: Pra quem não curte proteína de soja e come carne bovina, dá pra adaptar essa receita com carne moída. Bem mais gostoso e mais saudável que o hambúrguer de caixinha de mercado.

Outra dica que eu dou é: coloque numa vasilha mesmo, tipo uma pequena bacia. Eu (como vcs podem ver nas fotos) tive a brilhante ideia de fazer em um prato e fiz maior estrago na pia da cozinha! Tinha soja pra tudo que é lado, rs. Por favor, não cometam esse erro haha.

Após isso, quebre um ovo inteiro em cima da soja e misture. Usei só um ovo por causa da pouca quantidade de soja, mas se você usar mais carne/soja pode colocar mais um ovo.
Após isso coloque as 2 col de sopa de farinha de arroz (ou outra farinha de sua preferência! Usei essa pq é a que tinha em casa e é sem glúten), misture e coloque um fio de azeite e os temperos que desejar. Eu nunca coloco sal nessa receita, mas podem colocar sal a gosto também. Temperei com ervas phynas e alecrim.
HS_post3

Misture e observe a consistência pra ver se terá que colocar um pouco mais de farinha ou não. A consistência ideal é quando você pegar e apertar só um pouco e formar um bolinho inteiro (como na foto).

Forre uma superfície limpa (eu usei a tábua da cozinha) com plástico insulfilme. Aí é só pegar uma forma hambúrguer (aceito de presente, fikdik), ou uma de cookies que seja aproximadamente do tamanho de um hambúrguer  pra modelar a massa. Euzinha, não tenho essa forma e: improvisei, hehe. Usei a tampa de uma vasilhinha que uso pra colocar comida. Achei ela com tamanho ideal!
Seja qual for sua forma, vá preenchendo-a com a massa feita, e desenforme no plástico insulfilme uma por uma, até o término da massa.
HS_post4
Ou você pode desenformar direto na frigideira ou na grelha também, caso queira comer na hora. Eu normalmente faço no plástico filme e já embrulho e coloco direto no freezer. De lá é só tirar e jogar na frigideira com um fio de azeite (ou outro óleo vegetal) congelado mesmo!
Essa receita que eu fiz rendeu 4 hambúrgueres. Eu não tinha em casa pão bola tipo hambúrguer, me perdoem hehe mas tinha pão de forma integral (de granola e açaí, meu favorito!).
HS_post_resultado
Cada vez faço uma combinação diferente porque adoro experimentar novas coisas, nesse sanduba/hamburguer da foto fiz com tomates chapeados com azeite e ervas phynas (<3) e queijo parmesão. Fiquei devendo o alface porque não tinha, hahaha. Ficou uma delíiicia, agarantchô! 😛

Tenta fazer aí  a sua versão e conta pra gente nas redes sociais como foi!  Se postar no Instagram é só usar a #chadasphynas

Beijos e inté mais!

novas assinaturas-04





testamos category image
9 de abril de 2015

Além de arranjar o primeiro emprego e receber boletos de contas para pagar, um outro indício de que uma mulher entrou na fase adulta é: comprar pinceis específicos de maquiagem. Sim! Pois na infância nosso maior contato com maquiagem foi estragando sombras e batons das nossas mães e na adolescência geralmente foi usando lápis preto, rímel e gloss de um jeito estranho. Aprender a se maquiar, de uma forma razoável, é uma etapa avançada do mundo feminino! 20150408_121259 A internet facilitou muito nossas vidas nesse aspecto, pois há diversos tutoriais no youtube ensinando todo tipo de make! Mas nenhuma maquiagem realmente boa é feita no improviso, então o passo número 1 para conseguir reproduzi-las é: ter os pinceis específicos para cada coisa. E existe uma infinidade deles! Pincel para base, para pó compacto, para blush, batom, sobrancelha…

Nana e Mari utilizam pinceis da marca Quem Disse Berencia e relacionaram os prós e contras abaixo! p1 Pontos positivos:
– Pinceis com cerdas macias, principalmente o de blush, de esfumar e de pó (fotos acima);
– As cores e os nomes que vem escrito em cada pincel informando qual seu uso, facilitam muito na diferenciação, pra quem ainda não está acostumada à enorme variedade de pinceis;
– Os preços são acessíveis e quase sempre tem boas promoções no site da marca;
– Existem os pinceis individuais e as versões 2 em 1, que são ótimas para otimizar espaço; p2 Pontos negativos:
– Por absorver bastante o produto, exigem boa limpeza após o uso. Especialmente o pincel de base, por servir para aplicar uma maquiagem que é líquida, ele precisa ser limpado com muita paciência. Mas por um lado isso é bom, pois economiza as maquiagens, já que não precisa passar tanta quantidade no pincel.
– Não tem em Manaus! Na verdade não tem em tantas cidades assim, a maioria das lojas se concentra no sudeste. Mas o site faz entregas para o Brasil todo.
– Os nomes que vem nos pinceis para ajudar na identificação da função de cada um, acabam saindo com o tempo.

E aí, alguém mais usa os pinceis da QDB? O que acham deles?
Nos sigam no instagram e curtam nossa fanpage para mais dicas.