Home Sobre o Blog Quem somos Contato Midia Kit Categorias


Olá pessoas phynas!

Tenho procurado cada vez mais fazer receitas mais leves e mais saudáveis, na medida do possível, e acabei encontrando uma receita simples de geléia natural de morango (nhamn!) que resolvi testar. #2015saudável

É um doce bem rápido de fazer, prático, com ingredientes simples, nadinha de aditivos químicos :) anota aí:

materiais geleia

– uma xícara de chá de açúcar orgânico;

– cerca de 10 a 15 morangos (usei congelados, foi mais fácil de utilizar quando ficaram em temperatura ambiente);

– suco de meio limão.

passps

Primeiro amasse os morangos para que fique uma papa e vá saindo o suco. Despeje esse sumo dos morangos em uma panela, ponha o suco de limão e adicione o açúcar.

Vá mexendo até o açúcar se dissolver, após isso, deixe a mistura cozinhar – sem mexer – por alguns minutos em fogo baixo. Isso vai engrossar a calda e após uns 10 minutos, já deverá estar naquele ponto de geléia. Cuidado para não cozinhar demais, senão vira um melaço!

Escolha um pote (de vidro, de preferência), ponha a sua geléia e espere esfriar 😀 sim, é SÓ isso!

resultado

Pode passar no pão, na bolacha maria, no pedaço de bolo… fica uma delícia com tudo!

Façam bom proveito e se postarem suas geléias por aí, marquem o Chá <3 #chadasphynas #nacozinhacomocha

Curtiu o post e quer nos acompanhar nas redes sociais?  É só nos seguir: Facebook ♥ Instagram

novas assinaturas-02



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/na-cozinha-com-o-cha-geleia-natural-de-morango/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
2 comentários




Vocês já sabem que está rolando o Correspondente Secreta de boas vindas as novas Correspondentes! Se não, clica aqui para ficar sabendo de tudo!

Depois de mostrar nossas wishlists chegou a hora de escolher o presente! Eu e Nâna fomos a loja da Kipling de Manaus que fica no Manauara Shopping e gente quanta lindeza? Ficamos super na dúvida do que escolher para presentear.

A coleção de calçados tem crescido bastante, pode ter certeza que tem várias cores e para todos os estilos. Fiquei apaixonada pelos os snakers, será que é agora que terei meu primeiro tênis depois que sai da escola? HAHA!!

sapatos-kipling

Necessarie e estojo são peças que ganham o meu coração, ainda mais quando se passa o dia inteiro fora de casa. Manter a bolsa e os materiais da faculdade organizado agiliza muito vida. loja

Ai as bolsas! Já pode levar a loja inteira para casa? Tem como não ficar na dúvida com tanta lindeza reunida? Mas oh! O presente dela está aqui nesse post!

bolsas

 Vai mais um dica para ajudar vocês a descobrirem quem eu tirei. Já pegaram a lupa do Sherlock Holmes?

Minha Correspondente Secreta é musicista e tem um dos sotaques mais divertidos. Ficou fácil, não?

Vale lembrar que daqui a pouquinho tem vídeo no Blog da Kipling e quem acertar quem acertou quem primeiro vão ganhar um presentinho da marca. Eu já tenho palpites fortíssimos e vocês?

Curtiu o post e quer nos acompanhar nas redes sociais?  É só nos seguir: Facebook ♥ Instagram Beijos e queijos novas assinaturas-03



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/correspondente-secreta-kipling-2-escolhendo-o-presente/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
1 comentário




Uma pergunta que já ouvi muito é “que cor você usa?”. Levei um bom tempo para entender como funciona essa questão de nomenclatura das cores, que se dá por números e não nomes. Confesso que enquanto pintava o cabelo em salão eu não me atentava a isso. Escolhia uma cor em algum catálago, a cabeleireira pintava e pronto. Nunca decorei os tons e muito menos de que marcam eram.

Existe um padrão na classificação das tintas medido pelos números de cada cor. Difícil entender? Vou ilustrar. O primeiro número de uma coloração (tinta), se refere à cor base daquela tonalidade (essas aqui abaixo). Quanto maior o número, mais clara é a tonalidade. Se você tem cabelo natural/virgem, pode localizar em qual cor base ele se encaixa. A minha base natural está entre o 4 e o 5. Para obter o cabelo ruivo, o ideal é ter como cor base no mínimo 5 até 12. Se sua cor base estiver entre 1 e 4 provavelmente você precisará clareá-la alguns tons, através de processos como descoloração ou Soap Cap. Quanto mais clara a base mais ela absorverá as nuances.

tabela de cores base

Mas o que são as nuances? Bem, o segundo e o terceiro (quando houver) número de uma tinta se refere às nuances e reflexos que ela deixará no seu cabelo. A cor base é só a base, como o nome diz. A nuance é a cor que realmente ficará no cabelo (se tudo der certo hahaha). Abaixo está a tabela padrão que vai de 0 (natural, sem reflexos) a 7 (marrom).

nuances-02

Para ilustrar isso na prática, vou usar aqui abaixo uma tabela muito legal que encontrei no blog www.eunaosouamelia.com que traz colorações ruivas de três das minhas marcas preferidas de tinta e ilustra um pouco que expliquei aí acima.

TINTURAS

fonte: www.eunaosouamelia.com

Observem que quanto maior o primeiro número (cor base) mais claro é o tom. A Igora, minha marca preferida, é um pouco do contra e usa o “7” no lugar do “4” em suas tintas. Então ali onde você vê 9.77, por exemplo, na verdade quer dizer 9.44 e significa: Loiro muito claro ultra acobreado (porque são dois 7s/4s). Na Majirel, a 7.4, que eu também já usei, significa: loiro médio acobreado. Na Alfapart, a última coloração que aparece, 8.34, significa: loiro claro dourado acobreado. É claro que isso que estou escrevendo aqui é uma tradução literal dos números, nas caixas dos produtos podem vir com outros termos mas assim você já consegue decifrar o que quer dizer aqueles números e perceber qual tinta comprar ou usar para obter a cor que mais se aproxima do que você deseja.

Para ajudar a visualizar as cores na prática você pode pesquisar imagens no google usando “tinta + numeração + marca”. Numa busca pelo 8.77 da Igora (minha cor) você encontrará vários resultados. Vou marcar aqui algumas blogueiras que usaram essa cor e explicaram o processo, caso tenham curiosidade clique aqui e aqui.

www.fotografiamodaeruivice.com.br

www.fotografiamodaeruivice.com.br

Vou finalizar esse post enumerando os fatores que interferem na cor, além da tinta escolhida:

– Cor base do cabelo. Seja a natural ou a cor pintada atual que estiver o seu;
– Ox (volume da água oxigenada) usada na mistura. As Ox variam de 20 a 40 e quanto maior o volume mais “aberta” ficará a cor que você aplicar. Mais quanto maior o volume maior o “estrago”, também haha exige mais hidratações regulares;
– Luz. Sim, o tom vai variar conforme a luz e ambiente que você estiver. Não adianta ficar chateada porque seu cabelo saiu “castanho” naquela foto sem flash na balada. Ruivas são mais felizes ao sol, que é a luz que mais realça a cor hehehe;
– Mix. Os mixs são tubinhos de produto que servem para realçar as nuances. Esses produtos não tem cor base, por isso a numeração deles começa com 0 e em seguida vem a numeração da nuance/reflexo que ele ressaltará quando for aplicado. Eles são usados misturados às tinturas, em pequenas proporções, e ajudam a dar mais vida a cor escolhida.

UFA! Espero ter aberto a cabeça de vocês um pouco mais e conseguido explicar de um jeito simples esse bando de informação que resumi nesse post. Tem algum assunto relacionado à ruivice que você queira que eu aborde aqui? Pode sugerir aí nos comentários e quem sabe eu não atendo no próximo post da #sagaruiva aqui! 😉

novas assinaturas-01



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/dicas-com-que-cor-eu-vou-sagaruivaew/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
4 comentários




Se dezembro é o mês de por na balança tudo o que foi feito durante o ano, janeiro é o mês de recomeço, de fazer novos planos, sonhar mais… então, continuando com os filmes inspiradores de janeiro, vamos à indicação dessa semana: O fabuloso destino de Amélie Poulain.

Indicado para quem: tem ou gostaria de ter um pouco mais de sensibilidade, fãs de filmes com alguma fantasia, românticos incuráveis e sonhadores.

Este filme não é novo, é de 2001, do diretor Jean Pierre Jeunet e foi tão comentado durante tanto tempo que hoje em dia ou você encontra pessoas que amam o filme ou que detestem (ou ainda, que não viram para opinar hahaha). Obviamente faço parte da parcela que ama o filme e vocês vão já ler o porquê :)

Gosto muito da apresentação dos fatos em narrativa, e em específico como vão apresentando os personagens mostrando o que gostam e o que não gostam e a partir disso você tira suas próprias conclusões sobre a personalidade de cada um. A personagem principal, vivida pela cativante Audrey Tatou, gosta de jogar pedras na água, ir ao cinema para ver as expressões dos demais, quebrar a camada fina do crème brulée, enfiar a mão no trigo, procurar detalhes que ninguém mais vê. Todos esses gostos nos fazem perceber como é doce e simples a personagem Amélie.

Alguém já testou fazer isso na feira? Foi expulso?

A infância de Amélie era solitária pois seu pai achava que ela tinha problemas cardíacos, não podendo sair. Com isso, a pequena Amélie inventava suas próprias brincadeiras e distrações – as cenas iniciais nos lembram mesmo a infância sem eletrônicos, como por exemplo brincar de imitar bichos com as mãos, inventar “brincos” novos com cerejas…

Ó as ideia!

Compreender que Amélie foi uma criança solitária é a chave para entender a dificuldade dela em se relacionar com os outros apesar de ser uma pessoa muito doce. Quando adulta, resolve sair de casa e morar sozinha em Paris, trabalhando como garçonete. Um dia encontra uma caixinha no seu apartamento cheia de brinquedos muito antigos, um pequeno tesouro perdido de uma criança. Determinada a encontrar o dono, Amélie decide fazer diversas benfeitorias (o tal do “fazer o bem sem olhar a quem”, já ouviram?) caso esse seu primeiro plano dê certo. E é a partir desta decisão que ela começa a conhecer de fato as pessoas ao seu redor e vai iluminando de alguma forma a vida delas.

Que tesouro de infância você adoraria rever décadas depois?

Amélie passa a querer organizar a vida de todo mundo, porque por um tempo é o que dá sentido pra vida dela, no entanto tem dificuldades de por tudo nos eixos quando se apaixona (igual que nem todo mundo, né não?)… como toda boa criatura introvertida, não tem coragem (a princípio) de correr atrás, de ir viver de verdade. Até levar uma boa bronca de um dos novos amigos, que sabiamente a lembra que ela não tem ossos de vidro (mais um filme cheio de frases pra guardar na memória com carinho haha!).

“Então, minha pequena Amélie, seus ossos não são feitos de vidro. Você aguenta os chutes da vida.” – TRÁ!

Como quero que vocês assistam o filme, não vou me estender muito mais sobre o que acontece, mas só queria dizer que o romance presente no filme é um dos mais bonitinhos e inocentes do cinema. Com o primeiro beijo mais doce e encantador que eu já vi <3 ps: você vai ficar com a trilha sonora do Yann Tiersen grudada na mente!

(som de suspiros)

(som de suspiros)

A Amélie nos inspira a dar o melhor de si, apreciar as coisas que parecem pequenas e insignificantes e por fim, permitir ser amado(a)!

amelie e nino

Muito amor pra vocês essa semana!

 novas assinaturas-02



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/dica-indicacao-de-filme-da-semana-2/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
3 comentários




Que gatinhos são muito amor, não é novidade para ninguém! Eles dominam as ~internets~ com tanta fofura e transformam tudo em sorrisos!

tumblr_m3i83ud4Kc1rn0y7so1_500

Já tinha um tempo que via camisa com estampa de gatinhos e pensava que elas podiam render um bom tutorial aqui pro Chá. Mas eu queria fazer algo que fosse fácil e todos conseguissem fazer, mesmo quem não sabe desenhar. E foi assim que surgiu o DIY de hoje!

ScreenHunter_01 Jan. 23 09.08

Você vai precisar apenas de:

  • Uma camisa ou tecido que queira estampar;
  • EVA grosso (conhecido como papel emborrachado);
  • Cola;
  • Tinta para tecido da cor de sua preferência;
  • Papel ou prancheta;

Em um pedaço de EVA desenhe o formato do gatinho como mostra na imagem. Vale pegar imagem da internet, imprimir e usar como molde.

Recorte o EVA na forma do desenho. Em seguida cole em outro pedaço de EVA quadrado formando um carimbo.

10952182_1065537700138839_916234980_o

Enquanto a cola seca, coloque o papel dentro da camisa nos locais onde desenha pintar. Dessa forma, você evita com que a tinta passe para o outro lado da camisa.

10951481_1065537693472173_1683859567_o

Para pintar é bem simples, basta passar a tinta no EVA de cima, que tem o formato do gatinho, e sair carimbando a camisa. Lembre-se de aplicar somente onde tem papel para que não manche o outro lado da camisa. Depois que secar na frente é só repetir esse passo nas costas.

10947948_1065542833471659_1091936922_o

Vai dizer que esse DIY de hoje não foi muito amor? Vale ressaltar que vocês podem colocar a criatividade de vocês e fazer qualquer outro desenho e sair estampando tudo. Mas oh! Quanto mais plana a estampa for mais precisa ela fica no tecido.

Espero que vocês tenham gostado e se fizerem não esqueçam de publicar uma foto com a hashtag #chadasphynas. Vamos amar ver o resultado de vocês.

Quem quiser nos acompanhar nas redes sociais é só seguir: Facebook ♥ Instagram

Beijos e queijos.

novas assinaturas-03



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/diy-camisa-com-estampa-de-gatinho/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
8 comentários




Mais um Correspondente Secreta Kipling! Wee! Só que dessa vez é de boas vindas as novas Correspondentes! Para quem não sabe, no final do ano passado teve o III Seleção de Correspondentes Kipling e foram escolhida 5 meninas com blogs incríveis, uma de cada região, para atualizar o Blog da Kipling com muitas dicas e novidades. Nós correspondentes das temporadas passadas ( fui a primeira da região norte) formos convidadas a participar da brincadeira para dar inicio a saga das novas Correspondentes, além de nos conhecermos melhor e descobrir tudo sobre as meninas.Nós já sabemos quem tiramos (adorei minha correspondente secreta, é uma fofa <3 Caso você ainda não saiba quem são as novas Correspondentes e as antigas também é só olhar aqui embaixo! kipling secreta-01 (1) Kátia Glaísa, Kátia Glam ♥ Drica, De Batom ♥ Candy, Trech Teen ♥ Ana Larissa, Console Cor de Rosa ♥ Dani, Enter na Moda ♥ Tati Munhoz, Fueron Felices Y Comieron Perdices ♥ Mari Brito, Gema de Ovo ♥ Mii, My Other Bag is Chanel ♥ Carol Guido, Girls With Style ♥ Mari Pedrosa, Good News Every Day ♥ Mel, A Series of Serendipity ♥ Jessica B, Keep Calm and DIY ♥ Ju Thetinski, Frescurinha ♥

Para facilitar a vida das correspondentes, fiz uma wishlist transbordando amor! wishlist-01

Ah! Marizinha aqui calça 35 😀
A entrega dos presentes será feita daqui a pouquinho, vamos revelar quem tiramos em vídeo. Fiquem ligados que farei outro post para vocês adivinharem quem eu tirei, quero todo mundo bancando de detetive!

Beijos e queijos

novas assinaturas-03



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/correspondente-secreta-kipling-2-boas-vindas-as-novas-correspondentes/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
7 comentários




Estou ruiva há uns 5 anos e desde então algumas pessoas pedem dicas sobre tintas, cor ideal, onde ou como pintar, etc. Resolvi reunir as respostas em uma série de posts, para facilitar minha vida, assim quando perguntarem eu só mando o link ajudar outras pessoas que tenham essas dúvidas.

Após longos anos tentando mudar o castanho natural do meu cabelo com mechas e luzes eu cansei do loiro e, inspirada em famosas como a Nicole Kidman surgiu o desejo de ficar ruiva. O psycho (sorry, dear!) com o qual eu me relacionava naquele tempo “preferia loiras” e me botou muita insegurança sobre a transformação (meninos, não façam isso com suas namoradas, esposas ou ficantes, ok? dica da titia pra você não parecer um tirano!). Mas um belo dia ele resolveu sair da minha vida e foi o pontapé (na bunda) que eu precisava pra arriscar um visual novo sem medo de ser feliz porque: sim, fins de relacionamentos são a época preferida das mulheres mudarem de cabelo!

http://instagram.com/tedioseletivo

http://instagram.com/tedioseletivo

E é aqui que começam as dicas. Quer ficar ruiva(o)? Antes de tudo, pare e pense nessas três coisas:
1- Qual é a minha intenção ou objetivo ficando ruiva(o)?
2 – Que tom mais combina com a minha personalidade, estilo e momento de vida?
3 – Quanto tempo e dinheiro eu estou disposta(o) a investir nisso?

Meu objetivo era fazer uma mudança notória mas não alarmante no cabelo. Não queria radicalizar muito. Meu cabelo estava castanho, com as pontas claras. Passei a pesquisar que tom de ruivo seria o ideal para mim para esse objetivo e concluí que um acobreado, ficaria mais natural.

Esquerda como estava antes do ruivo | Centro: primeiro ruivo | Direita: ruivo natural que me inspirou

Esquerda como estava antes do ruivo | Centro: primeiro ruivo | Direita: ruivo natural que me inspirou

Existem dezenas de tons do laranja, passando pelo cobre, vermelho fantasia ao vinho escuro. Muitas pessoas fazem recomendações dos tons de ruivos ideais para determinados tons de pele mas não é só isso que deve pesar na escolha, não viu? Não esqueçam dos 3 itens que citei acima!

Se você é uma pessoa super tímida, por exemplo, com certeza chamará uma atenção (que provavelmente não quer) se pintar o cabelo de vermelho sangue. Se você tem muito medo de arriscar mudanças, com certeza seu objetivo não é sair do loiro para um acaju fechado, de cara. O ruivo “errado” pode até ficar lindo em você mas é preciso respeitar seu momento e sua personalidade se não você terá dificuldades de se acostumar com o novo visual devido à mudança muito brusca ou ao fato daquilo não te deixar a vontade por “não ser a sua cara”.

Tons pelos quais já passei até achar o preferido: o laranjinha do canto superior direito!

Tons pelos quais já passei até achar o preferido: o laranjinha do canto direito!

Você já deve ter ouvido aquele terrorismo de que “ruivo desbota muito rápido” e “ser ruiva dá muito trabalho” mas só aqui entre nós: eu tinha muito mais trabalho sendo loira. O ruivo exige manutenção mensal, sim e se você não está disposta(o) a pagar caro num salão (infelizmente bons profissionais, que usam bons produtos cobram caro) e resolver apelar para tintura de supermercado, provavelmente terá mais trabalho vendo sua cor escorrer pelo ralo, literalmente, e desbotando bem rápido (isso nunca aconteceu enquanto eu pintava em salão, o que mostra a diferença que a qualidade da tinta faz). Mas há o plano C: comprar coloração profissional e tingir em casa (o que faço hoje). Você encontra em lojas especializadas e na internet. Farei um post mais tarde sobre isso.

Pra quem tá começando a saga ruiva eu recomendo fortemente procurar um profissional, pra dar segurança. Pesquise os salões e cabeleireiros da sua cidade para conferir se desenvolvem trabalho de qualidade com ruivos (a maioria só quer saber de loira, nesse Brasil!) pra não chegar no primeiro salão que ver, entrar querendo ficar Marina Ruy Barbosa e sair Caipora do Castelo Rá Tim Bum!

Expectativa x Realidade

Expectativa x Realidade

Aqui em Manaus eu recomendo dois salões para isso. Um eu já testei várias vezes e foi responsável por boa parte dos tons de ruivo acobreado que já tive: Hair Studio Cecy Procópio. O outro é um salão que eu pretendo testar em breve pois acompanho o trabalho pelo instagram e já vi que tem profissionais que fazem um bom trabalho com ruivos mais abertos e laranjas, principalmente: O Belladonna Hair.

Se você ainda estiver com MUITO medo de algo dar errado, pode tentar tonalizar em vez de pintar. Tonalizantes não são tinturas permanentes e saem após algumas lavagens. Você aplica sem água oxigenada, apenas misturado a creme de hidratação branco, como se fosse um banho de brilho. Mas isso depende da cor base do seu cabelo. Se for muito escuro, um tonalizante laranjinha mal pegaria. Se você tiver cabelo castanho claro, funcionará.

Bora lá se jogar nas transformações porque cabelo cresce e cor dá pra mudar, depois! Eu me encontrei no ruivo e, mesmo já tendo passado pelo loiro platinado e pelo castanho escuro após ficar ruiva, essas outras cores não duraram nem 2 meses no meu cabelo. Sempre volto pros tons de fogo e super incentivo quem tem vontade de experimentar!

novas assinaturas-nana



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/dicas-quero-ficar-ruiva-e-agora-sagaruiva/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
4 comentários




Já há algum tempo que eu gostaria de fazer indicações de filmes pra vocês aqui no blog, só não tinha visto ainda uma forma de inserir este assunto dentre os demais que abordamos. Mas como estamos passando por uma reformulação de identidade – como blog (que aos poucos vocês vão perceber), vimos que esse tópico poderia ser interessante por aqui e esperamos que vocês curtam!

Meu objetivo não é de forma alguma fazer uma espécie de “quadro de críticas de cinema” sobre novos filmes, já tem muito site bacana com gente que estudou cinema e que gosta de se aprofundar na 7a arte pra gerar críticas maravilhosas (eu pessoalmente acompanho o pessoal do Cine Set aqui de Manaus e o InterrogAção do meu amigo Daniel, de Curitiba), minha intenção é apenas de compartilhar com vocês indicações pessoais dos filmes que me chamam atenção e que eu gostaria que todo mundo visse também hahaha por N motivos 😀

Cena3

A primeira indicação é de um filme que me deixou extasiada ao sair do cinema, fui pra casa me sentindo leve e com um sorrisão no rosto: A vida secreta de Walter Mitty <3

Indicado para quem: é fã de filmes como Forrest Gump e Na natureza selvagem (Into the wild), fãs de fotografia, pessoas que amam viajar. O filme é dirigido e estrelado pelo Ben Stiller (e confesso que estava meio desconfiada se seria só um trabalho mediano) e o achei inspirador em todos os sentidos: roteiro, fotografia, trilha sonora… é uma profusão de ótimas escolhas.

Walter é um funcionário da renomada revista Life (o nome já é a grande dica sobre a mensagem mais importante do filme), que trabalha no setor de revelação de fotos e arquivos. Ele constantemente sonha acordado se imaginando nas mais diversas situações (sempre em atos ousados, o oposto de quem ele demonstra ser no dia a dia) e por isso é motivo de chacota no trabalho.

Alá, sonhando de novo

Também é apaixonado pela colega de trabalho Cheryl (interpretada pela ótima Kristen Wig, de Saturday Night Live) mas não tem coragem de chamá-la para sair e fica sonhando com cenas em que poderia conquistá-la.

OLAR #ahsesêsse

A vida simples e meio sem graça desse personagem, aparentemente comum, muda quando ele recebe um pacote de negativos do famoso fotógrafo Sean O’Connel (Sean Penn brilhante, pra variar) mas há uma foto faltando, justamente a que será a próxima e última capa da revista (que será apenas digital), obrigando Walter a procurar por Sean nos mais distantes e inóspitos lugares. A partir desse momento, ele toma coragem para deixar de sonhar acordado e ir de fato, viver!

Acorda pra vida, cara!

E é aí que começam os momentos mais inspiradores (o filme é cheio de frases impactantes, reproduzidas em pinterest e tumblrs da vida), acompanhados de uma trilha sonora contagiante (Wake Up de Arcade Fire minha gente! Queria cantar com toda a vontade no cinema mas né, melhor não haha) e cenas belíssimas de locais remotos, como a Islândia por exemplo (sou suspeita pra falar porque sou apaixonada por esse país gelado #frozenfeelings).

Uhuuul!

Apenas.a.melhor.cena

Tem uma palavra em inglês que traduz bem o que esse filme desperta nas pessoas: Wanderlust, um desejo constante de viajar e conhecer novos lugares, não só pelo lugar em si, mas pelo que a experiência dessa viagem proporciona a você.

Achei que “A vida secreta de Walter Mitty” seria uma boa forma de começar o ano, porque a história nos convida a despertar da apatia em que muitas vezes nos encontramos por diversas razões e tomar coragem de fazer determinadas coisas que vivemos sonhando em concretizar mas nunca (até então) se cria coragem. Beijos e boa sessão pipoca!

novas assinaturas-02



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/dica-indicacao-de-filme/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
1 comentário




Sou dessas que leva a filosofia “Do it Yourself” bem a sério, sabe? E esses tempos resolvi me aventurar no mundo das massas e pães. Tenho dificuldade em fazer bolos (alguém me jogou uma maldição, tenho certeza, só pode! faço tudo direitinho, juro!), mas aos poucos estou pegando o gingado das coisas e aprendendo os paranauês. Enquanto os bolos dão marromeno certo, o pão que eu fiz ficou show de bola!

Nada como o sabor de uma comida feita por você mesmo e bem livre de ingredientes que só nos fazem mal. Essa receita não é glúten free porque usei farinha de trigo, mas você pode trocá-la por uma farinha sem glúten como a farinha de arroz integral, farinha de côco, entre outras; eu usei a de trigo integral porque era a que eu tinha em casa.

A receitinha de hoje é integral, bem leve, clean, saudável e light! Ah, e é vegana também, o que significa que eu não usei nenhum ingrediente de origem animal (ovos, leite, etc). Então vamos lá, você precisará dos seguintes ingredientes:
ingredientes pão vegano

-2 xícaras de farinha de trigo integral (ou outra farinha de sua preferência);
-1 a 1/2 colher de sopa de açúcar (eu usei o mascavo);
-1 colher de chá de sal;
-1/4 xícara de óleo vegetal (usei de canola);
-1 sachê (de 10g) de fermento biológico instantâneo;
-1 xícara de água morna;
-1 colher de sopa de gergelim e linhaça (opcional!).

O resto é bem simples: só misturar tudo no liquidificador. Pra não demandar muita força do seu liquidificador, use aquela técnica de fazer bolo metade líquido + metade massa e coloque o líquido primeiro e metade dos demais ingredientes (normalmente eu separo em metade a farinha que é o mais pesado), bata e depois adicione a outra metade da farinha. Vai ficar uma massa bem grossa, pesada e grudenta, mas não se assuste, é assim mesmo, rs!
Vá batendo e quando tiver uma massa homogênea e consistente tire do liquidificador.

pao vegano 2
Na receita pela qual eu me guiei o próximo passo seria colocar na forma de pão untada e enfarinhada, mas eu prefiro tirar a massa e amassar com as mãos mais um pouco adicionando o gergelim e a linhaça aos poucos, manualmente mesmo. Faça como preferir :)

Após isso, coloco na forma (untada & enfarinhada), adiciono mais gergelim em cima (pra ficar bonitinho hehe) e deixo a massa descansar de 20 a 30 minutos. Gosto de pré-aquecer o forno enquanto estou fazendo a massa (por aprox. 5min), daí desligo e deixo a massa pronta descansar dentro do forno aquecido mas desligado.

Isso serve pro fermento ‘agir’ e a massa crescer. Após esse tempo de descanso, ligue o forno e coloque a massa pra assar em forno médio por aproximadamente 30 minutos. Depois de assado, espere esfriar um pouco pra desenformar e voilà, pode merendar um pãozinho quentinho saudável e delicioso!
pao vegano

Espero que vocês tentem fazer em casa! Conta pra gente como ficou, nos marque e/ou coloque a tag #chadasphynas. Beijos!
novas assinaturas - nath-04



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/pao-vegano/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
1 comentário




Até então achava que as praias de nenhuma região do país se comparavam às do interior de Recife e Maceió, mas Florianópolis concentra tantas praias incríveis que me fez rever esse conceito. Tem as praias do leste da ilha (fui na maioria), do norte (fui em algumas) e sul (não deu tempo!) e vou falar sobre minhas preferidas dentre elas! Obs: o fato de o dia anoitecer quase 19h e haver uma proximidade razoável de uma praia a outra ajudou muito na hora de visitar varias por dia!

leste

Me apaixonei pelo visual da Joaquina e Praia Mole (leste). Na Joaquina o mar é agitado, tem muitas ondas e é point dos surfistas. Não entrei na água (#medinho) mas tirei foto. Já a Praia Mole é o point da galera jovem por ter uns barzinhos na beira-mar. Logo após o portal de entrada tem um restaurente/bar com atendimento bacana que disponibiliza cadeiras e guarda-sois sem cobrar nada.

norte

Em um dia visitamos a sequência: praia do Santinho, dos Ingleses, Lagoinha e praia Brava (norte). O ceu estava meio nublado, a água tava fria demais para mergulhos mas foi bom visitar todas! A Lagoinha foi minha preferida, bem mais movimentada que as demais e com restaurantes legais. Almoçamos lá e partimos para a Brava, que é meio afastada e não tem como entrar, vide o nome!

escuna

Além das praias, outro passeio obrigatório a quem vai pra Floripa são os de escuna. Existem vários barcos temáticos que fazem esse passeio, saindo da praia de Canasvieiras (norte). Durante o passeio os tripulantes são convidados a dançar músicas coreografadas, fazemos parada turística em um forte e outra para almoço e na volta ainda paramos para uma mergulho “em alto mar”. Pode render muitos vídeos divertidos e fotos bonitas. Vale a pena!

Agora vamos para a parte noturna! Gente, estranhei muito o fato dos lugares não abrirem no início da semana e os que abriam fechavam BEM cedo. Disseram que em baixa temporada não é tão agitada por lá mas mesmo assim deu para conhecer lugares bem diferentes e legais.

de raiz

DeRaiz Samba & Forró, conhecido como “Forró das Dunas” nos foi recomendado por um garçon da praia, quando pedimos dica de lugar aberto em dia de semana por lá. A casa se descreve no site com a frase “samba de altíssimo nível para todas as classes sociais” e aposta na simplicidade, então abra sua mente, ponha seu chinelo e saião e pode esperar porque vão te tirar pra dançar várias vezes (achei isso legal, aqui em Manaus os homens quase nunca fazem isso – sem segundas intenções).

the black
O Black Swan é um pub MUITO bacana. Tentamos ir na segunda e terça mas já estava fechando às 23h. Na quinta fechou às 2h da manhã e achamos engraçado porque tocou um sinal e todas as luzes se acenderam! Me senti numa matinê hahaha mas a banda da noite tocou rockabilly e o pub tem três ambientes, sendo um o salão onde a banda fica, mais adiante um lugar com mesas, bar e tvs e ainda uma área aberta com mais mesas, bem distribuídas. Gostei bastante e voltaria. O pub abre a tarde e é um bom lugar para ver jogos. Dá pra saber os horários de funcionamento aqui no site.

casa de noca

Casa de Noca é um lugar de gente paz & amor, pé no chão, que curte dançar juntinho, ouvir música brasileira e sentir calor humano sem ter que montar num salto e fazer make. A estrutura é simples, rústica mas o fotógrafo de lá faz cliques incríveis, olha os álbuns do facebook. Confesso que fui com grandes expectativas pois pelas fotos parecia um “Rio Scenarium” (boate carioca que amei de paixão) mas na prática parece uma amostra em pequena escala dele.

fields

Fields ~O Sertanejo da Magia~ (sim, isso faz parte do nome hahaha) é uma balada sertaneja de luxo do qual Sorocaba (da dupla sertaneja Fernando & Sorocaba) é um dos sócios. Dica: os preços de entrada e bebidas não são muito atrativos mas você pode colocar seu nome na lista do site e pagar a entrada promocional pra economizar. Fomos na quarta para conhecer e acabamos voltando na sexta para prestigiar o aniversário de um amigo que fizemos na viagem (sim! haha). A boate tem uma estrutura super boa, dois andares, sendo o de cima só camarotes e um banheiro enorme, cheio de espelhos e uma poltrona diva e sim estou citando isso pois para mulheres isso importa muito!

1007

1007 Boite Chik é uma balada alternativa com música diversificada (dancei The Killers, Britney e É o Tchan) e é gay friendly, apesar de isso não significar ser uma balada gay, de acordo com héteros que encontrei lá e disseram ir por gostar da descontração, dos drinks baratos e por ser uma alternativa pra quem não é fã de samba e sertanejo. Tem uns 543 andares para baixo (mentira, são uns 4… sei lá, me perdi!) e dá pra se divertir bem! A área de fumantes é no andar superior e tem uma vista linda. Obs: vai muita gente BEM nova, me senti titia lá. Dica: descobri (só agora) que você pode pagar menos na entrada deixando o nome com as comissárias (como chamam as hosters da casa).

Não deu pra mostrar aqui tudo que fiz e vi em Floripa, se não  o post ficaria gigantesco. Mas espero ter conseguido transmitir bem o que citei aqui resumidamente. Existem vários outros lugares para se visitar em Florianópolis (tipo Jurerê Internacional e suas baladas famosas e o sul da ilha) mas que não deu tempo de ir, dessa vez. Então… terei que voltar lá ;D
novas assinaturas-nana
 



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?ids=http://chadasphynas.com/turismo-florianopolis-dia-noite/) [
function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/chada431/public_html/wp-content/themes/tema/functions.php on line 99
2 comentários